Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-04-19T11:32:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Boletim Focus semanal

Mercado projeta alta da inflação e do dólar, com Selic no mesmo patamar

Além disso, as projeções para o PIB, déficit primário e balança comercial também foram revisadas

19 de abril de 2021
11:31 - atualizado às 11:32
Miniatura Homem de Negócios Moedas
Imagem: Shutterstock

Foi divulgado na manhã desta segunda-feira (19) o Boletim Focus semanal, que traz as expectativas do mercado para a economia brasileira. Confira os principais destaques da edição de hoje:

IPCA deve encerrar 2021 em 4,92%

Os economistas do mercado financeiro alteraram a previsão para o IPCA - o índice oficial de preços - em 2021. O relatório mostra que a mediana para o IPCA este ano foi de alta de 4,85% para 4,92%. Há um mês, estava em 4,71%.

A projeção para o índice em 2022 foi de 3,53% para 3,60%. Quatro semanas atrás, estava em 3,51%.

O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2023, que seguiu em 3,25%. No caso de 2024, a expectativa permaneceu em 3,25%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,25% para ambos os casos.

A projeção dos economistas para a inflação está acima do centro da meta de 2021, de 3,75%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto (de 2,25% a 5,25%). A meta de 2022 é de 3,50%, com margem de 1,5 ponto (de 2,00% a 5,00%), enquanto o parâmetro para 2023 é de inflação de 3,25%, com margem de 1,5 ponto (de 1,75% a 4,75%).

O BC deixou de publicar, no documento do Focus, as projeções sobre o Top 5. Estes dados podem ser consultados no Sistema de Expectativas de Mercado.

Últimos 5 dias úteis

A projeção mediana para o IPCA de 2021 atualizada com base nos últimos 5 dias úteis passou de 4,92% para 4,98%, conforme o Relatório de Mercado Focus. Houve 52 respostas para esta projeção no período. Há um mês, o percentual calculado estava em 4,75%.

No caso de 2022, a projeção do IPCA dos últimos 5 dias úteis foi de 3,51% para 3,67%. Há um mês, estava em 3,50%. A atualização no Focus foi feita por 48 instituições.

Outros meses

Os economistas do mercado financeiro alteraram a previsão para o IPCA em abril de 2021, de alta de 0,45% para 0,40%. Um mês antes, o percentual projetado era de 0,45%.

Para maio, a projeção no Focus foi de alta de 0,29% para 0,31% e, para junho, passou de alta de 0,26% para 0,27%. Há um mês, os porcentuais indicavam elevações de 0,26% e 0,25%, nesta ordem.

A inflação suavizada para os próximos 12 meses seguiu em alta de 3,89% de uma semana para outra há um mês, estava em 4,17%.

Selic em 5,25% para 2021

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica da economia) no fim de 2021. A mediana das previsões para a Selic neste ano seguiu em 5,25%. Há um mês, estava em 5,00%.

No caso de 2022, a projeção permaneceu em 6,00% ao ano, valor igual a um mês antes. Para 2023, seguiu em 6,50%, ante 6,00% de quatro semanas atrás. Para 2024, foi de 6,25% para 6,13%, ante 6,00% de um mês atrás.

Câmbio sobe para para R$ 5,40

A mediana das expectativas para o câmbio no fim de 2021 foi de R$ 5,37 para R$ 5,40, ante R$ 5,30 de um mês atrás.

Para 2022, a projeção para o câmbio passou de R$ 5,25 para R$ 5,26, ante R$ 5,25 de quatro pesquisas atrás. A projeção anual de câmbio publicada no Focus passou a ser calculada com base na média para a taxa no mês de dezembro, e não mais no valor projetado para o último dia útil de cada ano. A mudança foi anunciada em janeiro passado pelo Banco Central. Com isso, a autarquia espera trazer maior precisão para as projeções cambiais do mercado financeiro.

Projeção do PIB recua para 3,04%

A expectativa para a economia este ano passou de alta de 3,08% para elevação de 3,04%. Há quatro semanas, a estimativa era de 3,22%.

Para 2022, o mercado financeiro alterou a previsão do PIB de alta de 2,33% para 2,34%. Quatro semanas atrás, estava em 2,39%.

Já a projeção para a produção industrial de 2021 foi de crescimento de 5,39% para 5,06%. Há um mês, estava em elevação de 5,10%. No caso de 2022, a estimativa de incremento da produção industrial desacelerou de 2,49% para 2,15%, ante 2,48% de quatro semanas antes.

A pesquisa Focus mostrou ainda que a expectativa para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2021 seguiu em 64,60%. Há um mês, estava em 64,69%. Para 2022, a estimativa foi de 66,40% para 66,20%, ante 66,00% de um mês atrás.

Déficit primário

Além disso, houve a manutenção da projeção para o resultado primário do governo em 2021. A relação entre o déficit primário e o PIB este ano seguiu em 3,05%

No caso de 2022, passou de 2,10% para 2,15%. Há um mês, os porcentuais estavam em 3,00% e 2,09%, respectivamente.

Já a relação entre déficit nominal e PIB em 2021 seguiu em 7,50%, conforme as projeções dos economistas do mercado financeiro. Para 2022, foi de 6,80% para 6,70%. Há quatro semanas, estas relações estavam em 7,10% e 6,75%, nesta ordem.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

Balança comercial

Os economistas do mercado financeiro alteraram a projeção para a balança comercial em 2021 na pesquisa Focus, de superávit comercial de US$ 55,30 bilhões para US$ 57,65 bilhões. Um mês atrás, a previsão era de US$ 55,00 bilhões.

Para 2022, a estimativa de superávit foi de US$ 54,00 bilhões para US$ 54,05 bilhões. Há um mês, estava em US$ 50,00 bilhões.

No caso da conta corrente do balanço de pagamentos, a previsão contida no Focus para 2021 seguiu com déficit de US$ 10,00 bilhões, ante US$ 11,50 bilhões de um mês antes.

Para 2022, a projeção de rombo passou de US$ 15,80 bilhões para US$ 20,60 bilhões. Um mês atrás, o rombo projetado era de US$ 19,70 bilhões.

Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será suficiente para cobrir o resultado deficitário nestes anos. A mediana das previsões para o IDP em 2021 seguiu em US$ 55,00 bilhões. Há um mês, estava no mesmo patamar. Para 2022, a expectativa foi de US$ 64,40 bilhões para US$ 65,00 bilhões, ante US$ 60,00 bilhões de um mês antes.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

parecer do relator da reforma

Dividendos recebidos por fundos de investimento; veja novas mudanças em 4 pontos

Relator da reforma do Imposto de Renda inseriu em seu parecer a previsão de que os lucros e dividendos recebidos por fundos de investimento serão tributados em 5,88%

seu dinheiro na sua noite

Com alta da Petrobras, Ibovespa fecha terça no azul; veja os destaques

Dia teve tanto o Ibovespa quanto o dólar em uma verdadeira montanha-russa, mas altas de Vale e Petrobras garantiram fechamento no azul

FECHAMENTO DO DIA

Vale puxa o Ibovespa e garante alta do dia, mas dólar avança com temores fiscais na véspera do Copom

Em Nova York, a volatilidade foi mais comedida. No Brasil, o conturbado cenário interno trouxe dor de cabeça e tensão para o Ibovespa e o câmbio

Chama o Max!

Como ter renda extra através de ações? Max Bohm explica os diferentes tipos de proventos!

Já pensou viver de renda? É o sonho de muitos brasileiros. Max Bohm, analista da Empiricus, explica quais são os diferentes tipos de proventos recebidos por um acionista. Confira agora!

Com preço no piso da faixa indicativa, Raízen movimenta R$ 6,9 bilhões no IPO; veja o que vem a seguir para esta ação

Ação da produtora de açúcar e álcool e dona dos postos Shell é precificada a R$ 7,40 e começará a ser negociada no próximo dia 5

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies