Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-04T14:43:44-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Vale puxa o Ibovespa e garante alta do dia, mas dólar avança com temores fiscais na véspera do Copom

Em Nova York, a volatilidade foi mais comedida. No Brasil, o conturbado cenário interno trouxe dor de cabeça e tensão para o Ibovespa e o câmbio

3 de agosto de 2021
18:40 - atualizado às 14:43
Ibovespa, dólar, montanha russa, mercados
Depois dos dados do CPI dos EUa, o Ibovespa futuro reduz queda - Imagem: Montagem Andrei Morais/Shutterstock

O movimento do mercado financeiro nesta terça-feira (03) exigiu cintos bem apertados e alta tolerância a emoções. Tanto o Ibovespa quanto o dólar viveram uma verdadeira montanha-russa.

Não foi uma viagem de montanha-russa agradável e sim uma daquelas com intensa trepidação. O dia amanheceu com cara de recuperação, mas o tempo fechou muito rapidamente. Em Nova York, as bolsas operaram em leve queda por alguns minutos, com as atenções voltadas para os resultados mistos da atividade econômica americana e as incertezas em torno do que o Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, deve fazer para garantir um controle dos preços e a recuperação pós covid-19. 

O Ibovespa pegou a aversão ao risco internacional e transformou em uma verdadeira viagem ao centro da Terra, já que a tensão no cenário doméstico tem se agravado desde o fim da semana passada. 

Os fatores que levaram o principal índice da bolsa a cair 1,40% na mínima do dia foram inúmeros — e quase todos com origem em Brasília. O presidente Jair Bolsonaro segue criando atritos com o Supremo Tribunal Federal, com o Tribunal Superior Eleitoral e tem dificuldades para garantir o apoio de uma base coesa no Congresso. Além disso, o chefe do Executivo também levanta dúvidas sobre a saúde fiscal do país ao falar em um Bolsa Família que não caberia dentro do teto de gastos. 

A queda foi mais profunda do que a vista no exterior, mas a recuperação também foi mais intensa. Enquanto os três principais índices americanos (S&P 500, Nasdaq e Dow Jones) encerraram o dia com altas entre 0,50% e 0,80%, o Ibovespa fechou o dia com um avanço de 0,87%, aos 123.576 pontos. 

O principal índice da B3 chegou a subir mais de 1% no melhor momento do dia, mas o apetite por risco teve pouco a ver com uma melhora do quadro fiscal. Basta olhar para o câmbio e o mercado de juros. 

Na bolsa, o forte avanço das ações de Vale e Petrobras foi o que garantiu o dia dourado. A mineradora subiu mais de 3% hoje, acompanhando o movimento de recuperação do minério de ferro. O presidente da Câmara, Arthur Lira, até tentou amenizar a situação fiscal, mas não conseguiu impedir o dólar à vista de encerrar o dia em alta de 0,53%, a R$ 5,1927.

Os carrascos do Ibovespa

Por aqui, é o cenário político que mais uma vez traz cautela aos negócios. Com os frequentes ataques do presidente Jair Bolsonaro ao processo democrático, na tentativa de descredibilizar as eleições de 2022, o clima em Brasília não é dos melhores. 

O Tribunal Superior Eleitoral instaurou um inquérito administrativo, com o envio de uma notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal, contra o presidente e suas acusações falsas de fraude no sistema eleitoral e nas urnas eletrônicas. 

Os atritos políticos também geram apreensão fiscal, às vésperas da decisão de política monetária do Copom, o que por si só já seria razão para uma maior cautela dos investidores brasileiros. 

A preocupação com a saúde fiscal do país levou a bolsa a registrar um tombo de 3% na sexta-feira, parcialmente recuperado na tarde de ontem, mas isso não significa que o temor com o teto de gastos é coisa do passado. Para Marcio Lórega, gerente de research do Pagbank, o movimento visto ontem pode ter sido apenas um ‘repique’ de alta, já que a tendência mais baixista para a bolsa deve prevalecer. 

Quando o assunto é equilíbrio fiscal, os ruídos também partem da boca do chefe do Executivo. A primeira preocupação é com a reformulação do Bolsa Família. Em meio à queda de popularidade do governo e à proximidade das eleições de 2022, o presidente já fala em um benefício de R$ 400. 

Além do valor ser bem acima do que o mercado esperava, ainda há dúvidas sobre como a equipe econômica conseguirá acomodar as despesas dentro do teto de gastos. A falta de recursos para cumprir o compromisso de pagar cerca de R$ 89 bilhões em precatórios em 2022 é outro ponto de tensão.

Sem saber como honrar a dívida, a equipe econômica pode arrastar o problema por mais alguns anos ou até mesmo dar um calote, hipóteses levantadas pela chamada “PEC do Precatório”. Nesta matéria, explicamos melhor do que se trata.

Para Rodrigo Moliterno, head de renda variável da Veedha Investimentos, essa situação gera desconforto e é o que pressiona o Ibovespa, tirando o brilho dos balanços corporativos e dados macroeconômicos que sugerem uma recuperação. O Credit Swap Default (CDS), termômetro do risco-país, saiu de 158 pontos no fim de julho para os quase 180 que vemos agora.

Puxando o freio de mão

O bom desempenho de empresas como a Vale e Petrobras foi fundamental para a recuperação do Ibovespa hoje, mas o resultado final teve influência também de Arthur Lira. O presidente da Câmara mais uma vez atuou como um ‘bombeiro’, tentando desfazer os nós criados nos últimos dias. 

Lira afirmou que um aumento do Bolsa Família para R$ 400 não foi discutido e que o Legislativo está comprometido a respeitar o teto de gastos. Sobre os precatórios, o presidente da Câmara garantiu que um calote não está entre as possibilidades, ainda que a situação de fato seja delicada. 

Para Camila Abdelmalack, economista-chefe da Veedha Investimentos, as falas serviram para amenizar o movimento do mercado no dia, mas não amenizam o problema. "O cenário é preocupante porque é um problema estrutural que existe nas contas públicas e que precisa ser endereçado através de reformas", completa. 

A expectativa é de que tenhamos novidades sobre a reformulação do Bolsa Família ainda nesta semana. Até lá, é a decisão de política monetária do Copom que deve seguir fazendo a cabeça dos investidores. Com o mercado já projetando dificuldades para ancorar as metas de inflação do ano que vem, a expectativa é de uma alta de 1 ponto percentual na Selic amanhã. 

As questões fiscais refletiram no câmbio e também na curva de juros. Confira as taxas do dia:

  • Janeiro/22: de 6,30% para 6,35%
  • Janeiro/23: de 7,86% para 7,88%
  • Janeiro/25: de 8,78% para 8,77%
  • Janeiro/27: de 8,95% para 9,07%

Com a variante delta do coronavírus ainda trazendo um clima de incerteza, os contratos futuros de petróleo apresentam mais um dia de queda expressiva, o que deve pesar sobre o Ibovespa já que as ações da Petrobras tendem a acompanhar o movimento. 

Sobe e desce

A alta de mais de 3% da Vale levou o Ibovespa a buscar uma recuperação. A mineradora acompanha a alta do minério de ferro após uma sequência de quedas. A notícia que o relator da reforma tributária, Celso Sabino, acrescentou um aumento da alíquota de compensação financeira pela exploração de recursos minerais (CFEM) de 4% para 5,5% impactou marginalmente os papéis.

Na esteira da divulgação do balanço do Itaú Unibanco, o setor bancário teve um bom desempenho ao longo do dia. Já as ações do BB Seguridade subiram após a reação negativa dos investidores ontem, quando a companhia divulgou os seus resultados trimestrais. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
VALE3Vale ONR$ 112,643,41%
BRAP4Bradespar PNR$ 76,132,98%
GGBR4Gerdau PNR$ 31,552,67%
BBSE3BB Seguridade ONR$ 21,542,57%
B3SA3B3 ONR$ 16,012,50%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
AMER3Americanas S.A ONR$ 49,02-4,39%
LAME4Lojas Americanas PNR$ 7,03-3,30%
SULA11SulAmérica unitsR$ 29,84-2,52%
MRVE3MRV ONR$ 14,13-1,88%
YDUQ3Yduqs ONR$ 27,97-1,79%

Resumo do dia

Confira como fecharam o Ibovespa, dólar, bitcoin e as bolsas americanas hoje:

Ibovespa0,87%123.576 pontos
Dólar à vista0,53%R$ 5,1927
Bitcoin-2,89%R$ 198.493
S&P 5000,82%4.423 pontos
Nasdaq0,55%14.761 pontos
Dow Jones0,80%35.116 pontos
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies