Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-30T11:47:46-03:00
Estadão Conteúdo
Resultados

Déficit nominal do setor público soma R$ 37,439 bi em maio, mostra BC

No mês passado, o Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS) registrou déficit nominal de R$ 39,453 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo positivo de R$ 2,256 bilhões

30 de junho de 2021
11:47
Banco Central BC Copom Selic
Fachada da sede do Banco Central do Brasil, em Brasília - Imagem: Shutterstock

O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 37,439 bilhões em maio, conforme o Banco Central. Em abril, o resultado nominal havia sido superavitário em R$ 29,966 bilhões e, em maio de 2020, deficitário em R$ 140,401 bilhões.

No mês passado, o Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS) registrou déficit nominal de R$ 39,453 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo positivo de R$ 2,256 bilhões, enquanto as empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 242 milhões.

O resultado nominal representa a diferença entre receitas e despesas do setor público, já após o pagamento dos juros da dívida pública. Em função da pandemia do novo coronavírus, que reduziu a arrecadação dos governos e elevou as despesas, o déficit nominal tem sido mais elevado nos últimos meses.

No ano até maio, o déficit nominal somou R$ 75,039 bilhões, o que equivale a 2,19% do PIB.

Em 12 meses até maio, há déficit nominal de R$ 724,262 bilhões, ou 9,14% do PIB.

Gasto com juros

O setor público consolidado teve um resultado negativo de R$ 21,897 bilhões com juros em maio, após esta rubrica ter encerrado abril com saldo positivo de R$ 5,711 bilhões, informou o Banco Central.

Além de registrar os gastos propriamente ditos do setor público com os juros da dívida pública, esta rubrica contabiliza os resultados do Banco Central com seu estoque de swaps a cada mês. Em função disso, é possível que haja, em alguns meses, resultado positivo na rubrica de juros, como ocorreu em abril.

Conforme o BC, o Governo Central teve no mês passado despesas na conta de juros de R$ 18,529 bilhões. Os governos regionais registraram gastos de R$ 2,992 bilhões e as empresas estatais, despesas de R$ 376 milhões.

No ano até maio, o gasto com juros somou US$ 135,339 bilhões, o que representa 3,95% do PIB.

Em 12 meses até maio, as despesas com juros atingiram R$ 295,632 bilhões (3,73% do PIB).

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Garantindo a oferta

Crescem ofertas de ações com reserva antecipada

As ancoragens normalmente conseguem atrair mais investidores, numa espécie de chancela prévia, com potencial impacto positivo no preço da ação.

alto escalão

Fleury: CFO Fernando Leão renuncia ao cargo e será substituído por José Filippo

O Fleury informou que os dois executivos trabalharão juntos em um processo de transição estruturado que se terminará em dia 31 de agosto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies