Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-30T11:47:46-03:00
Estadão Conteúdo
Resultados

Déficit nominal do setor público soma R$ 37,439 bi em maio, mostra BC

No mês passado, o Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS) registrou déficit nominal de R$ 39,453 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo positivo de R$ 2,256 bilhões

30 de junho de 2021
11:47
Foto da fachada do Banco Central
Fachada da sede do Banco Central do Brasil, em Brasília - Imagem: Shutterstock

O setor público consolidado registrou um déficit nominal de R$ 37,439 bilhões em maio, conforme o Banco Central. Em abril, o resultado nominal havia sido superavitário em R$ 29,966 bilhões e, em maio de 2020, deficitário em R$ 140,401 bilhões.

No mês passado, o Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS) registrou déficit nominal de R$ 39,453 bilhões. Os governos regionais tiveram saldo positivo de R$ 2,256 bilhões, enquanto as empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 242 milhões.

O resultado nominal representa a diferença entre receitas e despesas do setor público, já após o pagamento dos juros da dívida pública. Em função da pandemia do novo coronavírus, que reduziu a arrecadação dos governos e elevou as despesas, o déficit nominal tem sido mais elevado nos últimos meses.

No ano até maio, o déficit nominal somou R$ 75,039 bilhões, o que equivale a 2,19% do PIB.

Em 12 meses até maio, há déficit nominal de R$ 724,262 bilhões, ou 9,14% do PIB.

Gasto com juros

O setor público consolidado teve um resultado negativo de R$ 21,897 bilhões com juros em maio, após esta rubrica ter encerrado abril com saldo positivo de R$ 5,711 bilhões, informou o Banco Central.

Além de registrar os gastos propriamente ditos do setor público com os juros da dívida pública, esta rubrica contabiliza os resultados do Banco Central com seu estoque de swaps a cada mês. Em função disso, é possível que haja, em alguns meses, resultado positivo na rubrica de juros, como ocorreu em abril.

Conforme o BC, o Governo Central teve no mês passado despesas na conta de juros de R$ 18,529 bilhões. Os governos regionais registraram gastos de R$ 2,992 bilhões e as empresas estatais, despesas de R$ 376 milhões.

No ano até maio, o gasto com juros somou US$ 135,339 bilhões, o que representa 3,95% do PIB.

Em 12 meses até maio, as despesas com juros atingiram R$ 295,632 bilhões (3,73% do PIB).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

INVESTIMENTO X PAIXÃO

Vale a pena ser cartola? Saiba como funciona a SAF, que permite a investidores se tornarem donos de times de futebol

Depois de Cruzeiro e Botafogo, diversos clubes estudam a possibilidade de transformação em Sociedade Anônima do Futebol (SAF); veja se é um bom negócio

Alívio do leão

IRPF: Receita abre hoje consulta para lote residual de restituições

O lote contempla mais de 240 mil contribuintes que caíram na malha fina do leão nos últimos anos por inconsistências nas declarações do imposto de renda, mas que acertaram as pendências com o Fisco

Tartaruga x lebre

Warren Buffett está prestes a bater o retorno do fundo de empresas de tecnologia que brilhou na crise

As ações da Berkshire Hathaway, holding do bilionário, conseguiram lentamente se aproximar do retorno do ARK Innovation ETF, da badalada gestora Cathie Wood

Concurso 2446

Mega Sena acumula; confira os números sorteados e a previsão de prêmio para o próximo concurso

As dezenas sorteadas do concurso 2446 da Mega Sena foram 1-13-27-41-51-58. Próximo sorteio acontece no dia 25 de janeiro

Em busca de liquidez

WDC Livetech da Bahia (LVTC3) fará oferta para destravar negociações com ações para o pequeno investidor

Os papéis da WDC estrearam na B3 em julho do ano passado em oferta de ações restrita a investidores profissionais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies