Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-12T18:00:17-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Xadrez no Congresso

Proposta obstruída: Câmara adia votação da reforma do Imposto de Renda

Líderes do centro e da oposição se movimentaram para que os parlamentares tivessem mais tempo para analisar as mudanças

12 de agosto de 2021
16:18 - atualizado às 18:00
Câmara dos Deputados
Imagem: Agência Brasil

Quem esperava que a quinta-feira (12) trouxesse uma definição para as novas regras do Imposto de Renda precisará aguardar mais alguns dias. Após a movimentação de líderes de centro e da oposição, a Câmara dos Deputados adiou para a próxima terça-feira (17) a votação do projeto de lei da segunda etapa da Reforma Tributária.

A proposta — que inclui tributos sobre lucros e dividendos distribuídos pelas empresas a acionistasvem gerando manifestações de repúdio de diversos setores desde que foi anunciada e nem mesmo as diversas mudanças feitas pelo relator, deputado Celso Sabino (PSDB-PA), esfriaram a polêmica.

Mas, mesmo com os protestos de deputados, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), insistia votar a reforma ainda hoje. Os parlamentares argumentavam que não havia "ambiente", ou seja, votos suficientes para se aprovar o texto.

Antes mesmo da votação de um requerimento de retirada de pauta da oposição, o líder do DEM, deputado Efraim Filho (PB), anunciou que várias lideranças da maioria pediram mais tempo para chegar a um acordo sobre o texto do relator.

"Temos acompanhado de perto a feitura desse relatório e alguns pontos precisam de mais discussão. Propomos então que votemos a matéria na próxima terça-feira", afirmou. "Colocar para semana que vem é sem dúvida nenhuma o caminho mais prudente", completou o líder do MDB, Isnaldo Bulhões (AL).

Guia para não pagar impostos! Confira neste vídeo exclusivo o TOP 5 investimentos isentos de IR e inscreva-se no canal do Seu Dinheiro no YouTube para mais conteúdos sobre investimentos:

Está difícil agradar

Já o deputado Afonso Florence (PT-BA) concordou com o adiamento, mas não se comprometeu a desistir de obstruir o tema. "Não tenho poder de fazer isso nem posso", esclareceu.

A matéria conta com um substitutivo preliminar do relator, que fez várias mudanças no texto, como uma diminuição maior no Imposto de Renda das empresas e redução na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Quanto à tributação de lucros e dividendos distribuídos pelas empresas a pessoas físicas ou jurídicas, o projeto propõe a tributação na fonte em 20%, inclusive para os domiciliados no exterior e em relação a qualquer tipo de ação.

Reajuste na tabela do Imposto de Renda

Os valores da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) são reajustados em 31,3%, e a faixa de isenção passa de R$ 1.903,98 para R$ 2.500 mensais. Atualmente, há 10,7 milhões de isentos, de um total de 31 milhões.

Por outro lado, o Executivo propõe um limite para o desconto simplificado pelo qual o contribuinte pode optar na hora de fazer a declaração anual do IR. Atualmente, o desconto é de 20% dos rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34, e substitui todas as deduções permitidas, como gastos com saúde, educação e dependentes.

Pela proposta, esse desconto somente será possível para aqueles que ganham até R$ 40 mil por ano, sendo limitado a R$ 8 mil (20%). Com o fim do desconto simplificado, o Ministério da Economia projeta um aumento de arrecadação de R$ 9,98 bilhões somente em 2022, chegando a R$ 11,48 bilhões em 2024.

As regras começam a valer a partir de 1º de janeiro de 2022.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies