🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Beatriz Azevedo
Beatriz Azevedo
Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo. Já passou pelo Jornal da USP e agência de marketing.
OMICRON

5 fatos sobre a nova variante do covid que derrubou os mercados nesta sexta

O anúncio de que uma nova variante do coronavírus surgiu na África do Sul fez com que os mercados internacionais desabassem; veja o que sabemos até agora

Beatriz Azevedo
Beatriz Azevedo
26 de novembro de 2021
17:50 - atualizado às 19:03
Imagem: Divulgação

Classificada como preocupante, uma nova variante do coronavírus foi encontrada na África do Sul. A Organização Mundial da Saúde (OMS) deu o nome de Omicron para a cepa B.1.1.529. A descoberta trouxe temores ao redor do mundo, e os mercados despencaram. 

No Brasil, o Ibovespa fechou o dia em queda de 3,39%, aos 102.224 pontos. O petróleo foi uma das vítimas do dia. O barril do WTI despencou 12,63%, fechando a US$ 68,89, enquanto o Brent desabou 11,32%, fechando a US$ 72,91. 

As ações que se apoiavam na ‘tese de reabertura’ também sofreram. As companhias aéreas e de turismo - que estão entre as mais afetadas pelas restrições de mobilidade e fechamento de fronteiras - dominaram a ponta negativa do Ibovespa. As ações da Gol (GOLL4), por exemplo, amargaram queda de 11,81%, enquanto as da CVC (CVCB3) fecharam em queda forte de 11,06%.

Governos em todo mundo começam a banir viajantes da África do Sul e países vizinhos. Com informações da Bloomberg, separamos 5 fatos que sabemos até agora sobre a nova variante

1. O que a Omicron tem de diferente? 

De acordo com cientistas, ela carrega um grande número de mutações em sua proteína spike, que desempenha um papel fundamental na entrada do vírus nas células do corpo. 

É também o alvo das vacinas. Os pesquisadores ainda estão tentando determinar se ela é mais transmissível ou mais letal do que as cepas anteriores.

A Pfizer também vai testar se sua vacina é eficaz contra a Omicron, e deve ter a resposta em até duas semanas. A boa notícia é que a farmacêutica e sua parceira BioNTech têm se preparado para adaptar seu imunizante em menos de seis semanas caso apareça uma variante resistente ao produto. A entrega das primeiras doses ajustadas, conforme as empresas, poderia ser feito em cerca de cem dias.

2. Como ela surgiu? 

Até agora, só há especulação. Pesquisadores do Instituto de Genética de Londres afirmam que, provavelmente, evoluiu durante uma infecção crônica de uma pessoa imunocomprometida, possivelmente em um paciente com HIV não tratado.

A África do Sul tem 8,2 milhões de pessoas infectadas com o vírus causador da AIDS, a maior porcentagem do mundo. A variante beta, uma mutação identificada no ano passado naquele país, também pode ter vindo de uma pessoa infectada pelo HIV.

3. Até onde ela já chegou? 

Os primeiros resultados do teste de PCR mostraram que 90% dos 1.100 novos casos relatados nesta quarta-feira (24), na província sul-africana que inclui Joanesburgo, foram causados ​​pela nova variante. 

Em Hong Kong, descobriu-se que um viajante da África do Sul tinha a variante, e outro caso foi identificado em uma pessoa colocada em quarentena em um quarto de hotel do outro lado do corredor.

Israel também identificou um caso em um homem que viajou recentemente para o Malaui. Bélgica também disse que havia confirmado um caso de uma nova variante do Covid-19 em alguém que viajou do exterior.

4. Como os países estão respondendo? 

O Reino Unido proibiu temporariamente voos de seis países africanos, e outros seguiram o exemplo. 

Cingapura está restringindo a entrada de pessoas que estiveram na África do Sul e países vizinhos nos últimos 14 dias, enquanto a União Europeia propôs aos países membros suspender as viagens aéreas do sul da África.

A Austrália disse que não descartaria o endurecimento das regras de fronteira para viajantes do sul da África se a situação piorar, enquanto a Índia intensificou a triagem de viajantes vindos da África do Sul, da Botsuana e de Hong Kong. No Brasil, Bolsonaro afirmou que irá responder “racionalmente”. 

O Ministro da Saúde da África do Sul, Joe Phaahla, disse que novas proibições de viagens impostas ao país, especialmente pela UE, eram "injustificadas".

5. Quão preocupante ela é? 

É muito cedo para dizer. A OMS disse que a variante “foi detectada em taxas mais rápidas do que surtos de infecção anteriores, sugerindo que essa variante pode ter uma vantagem de crescimento”.

No entanto, a organização também observou que há menos de 100 sequências genômicas completas da nova cepa disponíveis, o que pode aumentar o tempo que leva para estudar como ela se compara às cepas anteriores e seu impacto nas terapias e vacinas da Covid.

Os vírus sofrem mutações o tempo todo, com as mudanças às vezes tornando o vírus mais fraco ou tornando-o mais hábil na fuga de anticorpos ao infectar humanos.

As vacinas da Covid mostraram que são eficazes contra variantes anteriores, e as pílulas em desenvolvimento pela Merck e pela Pfizer também podem fornecer novos tratamentos.

Compartilhe

AFROUXANDO AS MEDIDAS

Fim da política de “covid zero” na China? Flexibilização da quarentena anima os investidores e as bolsas internacionais avançam

28 de junho de 2022 - 11:30

A partir desta terça-feira, o período de quarentena exigido para viajantes internacionais cairá pela metade, para sete dias de quarentena centralizada e três de isolamento domiciliar

Covid-19 derruba economia da China em abril; confira os dados chineses que assustaram o mercado hoje

16 de maio de 2022 - 11:26

Com os lockdowns nos últimos dois meses, a produção e as vendas chinesas despencam além do esperado, e a divulgação de números piores traz a cautela de volta ao foco hoje

A CORRIDA DA VACINA

Moderna quer vacinar crianças menores de 5 anos contra a covid-19 nos EUA; Dinamarca interrompe programa de vacinação

28 de abril de 2022 - 12:21

Pedido da farmacêutica a torna a primeira fabricante a solicitar à agência reguladora dos Estados Unidos para vacinar crianças entre seis meses e cinco anos de idade

NÃO TEM REFRESCO

Com os olhos do mundo voltados para a guerra, subvariante furtiva do coronavírus se espalha pela Europa

23 de março de 2022 - 12:33

Especialistas advertem para risco de um novo surto global do coronavírus em meio ao relaxamento das medidas de restrição

VARIANTE SHIPPADA

Deltacron desembarca no Brasil: entenda a recombinação das variantes delta e ômicron e se é o caso de nos preocuparmos com um novo surto de covid-19

15 de março de 2022 - 13:03

Segundo especialistas, ainda é cedo para mensurar a taxa de transmissibilidade, a gravidade da doença e a eficácia das vacinas contra a deltacron

NADA A COMEMORAR

Pandemia completa 2 anos no Brasil com quase 650 mil mortes

26 de fevereiro de 2022 - 10:10

Além das centenas de milhares de mortes, quase 30 milhões de brasileiros foram diagnosticados com covid-19 no período

NOVA ONDA AVANÇA

Covid-19 volta a causar mais de mil mortes por dia no Brasil

4 de fevereiro de 2022 - 7:15

Nas últimas semanas, Ministério da Saúde têm registrado sucessivamente novos recordes diários de casos da doença no Brasil

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

A alta estrutural do petróleo: como a questão ucraniana pode influenciar?

25 de janeiro de 2022 - 9:07

Tensões entre Ucrânia e Rússia podem pressionar os preços da commodity, dando uma mãozinha para o barril chegar à marca dos US$ 100

NOVA ONDA

Covid-19 volta a ganhar força e Brasil bate recorde de casos confirmados da doença em 24 horas

19 de janeiro de 2022 - 6:39

Números de novos casos em apenas um dia ultrapassou a marca de 137 mil; Ministério da Saúde também confirmou mais 351 mortes pela doença

DERRUBADO PELA COVID

Com presidente do Conselho fura-quarentena e perdas de clientes, Credit Suisse tem desafio de recuperar reputação

17 de janeiro de 2022 - 15:05

Credit Suisse volta a ser abalado com saída de presidente do Conselho que veio para recuperar a imagem do banco, mas foi pego violando as regras da quarentena contra a covid-19

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar