Menu
Dirceu Gardel
Seu Dinheiro Convida
Dirceu Gardel
CEO da Boa Vista
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-15T15:46:24-03:00
Dirceu Gardel, CEO da Boa Vista

Lições da pandemia: em meio às incertezas, há de se ter convicções

Apostamos em medidas que nos proporcionam, agora, segurança em nossos esforços de gerar transformações benéficas para o mercado de crédito do país

16 de junho de 2021
5:24 - atualizado às 15:46
Dirceu Gardel, CEO da Boa Vista
Dirceu Gardel, CEO da Boa Vista - Imagem: Divulgação

Já não é novidade para qualquer um de nós a constatação de que a pandemia causada pelo novo coronavírus colocou o mundo todo em uma situação antes inimaginável.

Momentos delicados e desafiadores como esse, em que observamos transformações profundas em diversos setores da sociedade — seja no modo como nos relacionamos, seja no modo como consumimos e nos organizamos economicamente — nos forçam a ter reflexões sobre os padrões que vínhamos adotando até aqui.

E, por uma questão de sobrevivência, fazer uma nova leitura sobre o futuro, principalmente, em relação aos modelos de gestão dos nossos negócios.

Uma das lições que a pandemia nos deu foi a de que planejamentos estratégicos devem levar em consideração a capacidade de adaptação das nossas equipes a situações imprevisíveis.

A variável da incerteza deve passar a ser considerada para que a resiliência seja, de fato, uma característica das nossas companhias — sem deixar de lado algumas das nossas convicções.

No primeiro trimestre deste ano, a Boa Vista comprovou a resiliência do nosso negócio, focado em desenvolver soluções analíticas que fundamentam os processos decisórios mais importantes de nossos clientes.

Diante da segunda onda de contaminações da covid-19, que levou à ampliação de medidas restritivas e que prejudicou a atividade econômica de grande parte das empresas, apostamos em medidas que nos proporcionam, agora, segurança em nossos esforços de gerar transformações benéficas para o mercado de crédito do país.

Pautados pela convicção de que estamos montando um modelo de negócio inovador mantivemos investimentos para nos consolidarmos ainda mais como empresa referência em inteligência analítica.

O lançamento oficial do nosso Centro de Excelência em Analytics (CEA), em abril, foi mais um passo na estratégia da companhia de se consolidar fundamentalmente como uma empresa referência nesse ramo de atividade e que a coloca na vanguarda internacional.

Ainda que a iniciativa exija novas contratações de cientistas e engenheiros de dados para operacionalização do CEA, mantivemos o caixa sob controle — prova de nossa capacidade de adaptação, da qual falamos anteriormente.

E um exemplo disso é que quando analisamos nossos resultados orgânicos deste primeiro trimestre, visualizamos um bom trabalho na gestão de nossos custos e despesas, com crescimento de Ebitda ajustado ano contra ano, mesmo em períodos de comparação distintos pelos efeitos da pandemia (muito mais impactante no primeiro trimestre de 2021 do que no mesmo período de 2020).

O CEA permitirá à Boa Vista gerar importante diferencial competitivo, incrementando nosso portfólio de soluções em analytics, produtos que reúnem informações inclusive do Cadastro Positivo, capazes de contribuir com empresas e instituições financeiras a avaliarem com maior precisão clientes mais propensos a renegociar dívidas e a fazerem uma melhor gestão dos riscos em relação a linhas de crédito oferecidas, por exemplo.

São vários algoritmos e modelos estatísticos que também ajudam os consumidores a resgatarem potencial para realizar seus sonhos de consumo, via acesso a crédito. Contribuem, portanto, para tornar o mercado de crédito mais sustentável.

Atuar por meio de uma abordagem colaborativa, gerando e compartilhando conhecimento e experiências no segmento de inteligência analítica de dados, também é uma das nossas premissas refletidas no CEA — e aqui tomo a liberdade de ressaltar o elemento da criatividade que norteia a gestão do nosso negócio, criatividade que é típica do ambiente acadêmico.

Assim, buscamos parcerias com universidades que preveem a frequência, pelos profissionais do CEA, em cursos de mestrado latu sensu e strictu sensu — a primeira delas já está firmada com a Unicamp —, iniciativa que proporciona a valorização e a qualificação dos nossos colaboradores e benefícios para a sociedade.

Sem improvisos, mas com flexibilidade e olhares atentos sobre o mercado, seguiremos em 2021 com a nossa estratégia de impulsionar o desenvolvimento de soluções baseadas em inteligência analítica de ponta, para maximizar os resultados dos nossos clientes e contribuir com a melhora do ambiente de crédito para os brasileiros, estruturando modelos inovadores, eficazes e privilegiando equipes de alta performance.

Se a pandemia nos trouxe uma série de lições e aprendizados, fico, dessa vez, com a de que em meio a tantas incertezas, é preciso nos apegarmos a algumas de nossas convicções.

Outros artigos de CEOs:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Balanço trimestral

Vai gerar insegurança? BB Seguridade (BBSE3) tem resultados abaixo da expectativa de analistas

O lucro líquido do segundo trimestre foi de R$ 753,7 milhões de reais, resultado 23,2% menor que o registrado um ano antes

O melhor do seu dinheiro

A corrida dos bilhões com barreiras nos balanços da semana e outras notícias que mexem com o seu dinheiro

Bom dia! Prepare-se para ler muitas vezes a palavra “bilhão” ao longo desta semana nas reportagens do Seu Dinheiro. Com a temporada de balanços na fase decisiva, estão programados para os próximos dias os resultados dos três maiores bancos brasileiros — Banco do Brasil, Itaú e Bradesco. Em outros tempos, os lucros bilionários projetados para […]

segredos da bolsa

Esquenta dos mercados: Copom e payroll devem movimentar os negócios junto com balanços dos grandes bancos

Além disso, os mercados amanheceram com apetite de risco nesta-segunda-feira; confira

Decolagem vertical

De olho nas cidades, Azul fecha parceria com startup alemã para ter carro voador

Acordo prevê a aquisição de 220 aeronaves fabricados pela Lilium, com um valor que pode chegar a US$ 1 bilhão e operação a partir de 2025

cardápio da semana

Itaú, Bradesco, BB e Petrobras divulgam resultados nesta semana; saiba o que esperar

Depois do baque com o início da pandemia, companhias que fazem parte do Ibovespa devem registrar uma alta anual de 255% do lucro por ação; veja agenda da semana

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies