Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-16T07:56:03-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Na volta do feriado, prévia do PIB e dados dos EUA movimentam a bolsa; saiba o que esperar

Além disso, a temporada de balanços caminha para a reta final, com Eletrobras, Gafisa, Ânima e outros divulgando os resultados hoje

16 de novembro de 2021
7:55 - atualizado às 7:56
O IBC-Br, considerado uma prévia do PIB, deve movimentar os negócios hoje
No pregão de hoje, os investidores devem ficar de olho na prévia do PIB (IBC-Br), teto de gastos e outros destaques do dia - Imagem: Shutterstock

Na volta do feriado, os investidores nacionais precisam ficar atentos à conversa entre os gigantes Estados Unidos e China. Uma cooperação para a retomada da economia entre os dois países pode respingar nas demais economias e beneficiar o mundo. Mas se o tom for outro, vale a frase de Guimarães Rosa: os bois brigam, quem sofre é a grama.

Enquanto aqui no Brasil os negócios ficaram parados em virtude do feriado da República, o EWZ, principal fundo de índice (ETF) de ações brasileiras negociado em Wall Street, também encerrou o pregão de hoje em queda de 0,065%, cotado a US$ 30,82, puxado principalmente pela cautela em Nova York.

E essa aversão ao risco se explica pelos dados importantes do dia. Nos Estados Unidos, as vendas do varejo e a produção industrial devem ser divulgadas agora pela manhã, enquanto no cenário local a prévia do PIB pode confirmar ou amargar as projeções para os próximos meses.

Confira o que deve movimentar as bolsas nesta terça-feira (16):

PEC dos precatórios: uma fatia para cada um

Durante a pausa nos negócios do final de semana e feriado da última segunda, o presidente da República, Jair Bolsonaro, sinalizou que deve usar parte dos recursos da PEC dos precatórios para dar um reajuste aos policiais militares.

Além disso, durante a Expo Dubai, o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a afirmar que os economistas estão muito “pessimistas” em relação ao futuro da economia nacional e não comentou maiores assuntos como inflação, combustíveis e deterioração fiscal aos jornalistas que cobriam o evento.

A proposta de emenda à constituição que permite o parcelamento das dívidas que o governo tem com o judiciário deveria ser usada para pagar o novo programa Auxílio Brasil. Entretanto, o montante de aproximadamente R$ 90 bilhões começa a ser fatiado para atender a outros interesses, como recursos para emendas parlamentares, antes da eleição. 

Apesar de já ter precificado parte da PEC dos precatórios, o mercado deve acompanhar de perto a deterioração do quadro fiscal. Em outras palavras, as projeções para inflação, juros e o “risco Brasil” devem manter a trajetória de alta. 

Prévia do PIB, Campos Neto e balanços

Na volta do feriado, os investidores locais têm no cardápio desta terça-feira o IBC-Br, considerado uma prévia do PIB. O indicador deve recuar 0,30% em setembro na mediana das projeções do Broadcast mas avançar 1,80% na base anual. 

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participou de um evento na madrugada desta terça e deve voltar a falar no aniversário de 1 ano do PIX na tarde de hoje. 

Por fim, os balanços do dia devem movimentar os negócios, com Eletrobras, Gafisa, Ânima e outros divulgando os resultados do terceiro trimestre hoje. 

China X EUA

Os números da China parecem começar a reagir após a pior fase da pandemia de covid-19. De acordo com o Escritório Nacional de estatística (NBS, em inglês)a produção industrial cresceu 3,5% em outubro, enquanto as vendas no varejo subiram 4,9% no mesmo mês, com ambos os dados acima das projeções do The New York Times

Apesar disso, a retomada das atividades segue pressionada com a alta da inflação e elevação dos juros em todos os países. Para tentar auxiliar na recuperação e cooperação, o presidente americano, Joe Biden, e o presidente chinês Xi Jinping, tiveram uma conversa por teleconferência para debater o reaquecimento da economia. 

Estados Unidos em foco

O presidente Joe Biden deve usar o pacote de US$ 1 trilhão para buscar resolver os gargalos estruturais dos Estados Unidos, com foco em estradas, portos e linhas de trem no país. Esse é o maior pacote de investimentos em mais de uma década. 

Ainda de olho nos EUA, os dados de vendas no varejo e produção industrial também devem movimentar os negócios hoje. Os resultados devem mostrar se a maior economia do mundo finalmente ganhou tração para retomar as atividades.

Bolsas pelo mundo

Os principais índices asiáticos encerraram o pregão desta terça-feira sem um único sinal. Os dados de vendas do varejo na China, divulgados na última segunda, foram positivos, mas os investidores seguem de olho nos desdobramentos da conversa do presidente americano, Joe Biden, com o presidente chinês, Xi Jinping.

De maneira semelhante, as bolsas europeias abriram sem sinal antes da divulgação do PIB da Zona do Euro e do discurso da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.

E os futuros de Nova York também operam com a cautela nas alturas antes da divulgação das vendas no varejo e da produção industrial de outubro, dados que devem ser divulgados agora pela manhã. 

Agenda do dia

  • Banco Central: Presidente do BC, Roberto Campos Neto, participa de fórum jurídico de Lisboa (06h)
  • FGV: IPC-S semanal e IGP-10 de novembro (8h)
  • Banco Central: Boletim Focus semanal (8h25)
  • Banco Central: IBC-Br de setembro(9h)
  • Estados Unidos: Vendas no varejo em outubro (10h30)
  • Estados Unidos: Produção industrial de outubro (11h15)
  • Banco Central: Presidente do BC, Roberto Campos Neto, participa de live comemorativa sobre 1 ano do PIX (14h)
  • China: Investimento estrangeiro direto de outubro (sem horário)

Balanços

Confira o calendário completo dos balanços aqui.

EmpresaTickerDiaHorárioTeleconferência
Ânima EducaçãoANIM316/11Antes da abertura16/11, 11h
BR PartnersBRBI1116/11Antes da abertura17/11, 15h
SinqiaSQIA316/11Antes da abertura17/11, 11h
ArmacARML316/11Após o fechamento17/11, 11h
BahemaBAHI316/11Após o fechamento--
Boa SafraSOJA316/11Após o fechamento17/11, 9h
Boa VistaBOAS316/11Após o fechamento17/11, 11h
ClearSaleCLSA316/11Após o fechamento17/11, 11h
CR2CRDE316/11Após o fechamento17/11, 16h
Cruzeiro do SulCSED316/11Após o fechamento17/11, 14h
DesktopDESK316/11Após o fechamento17/11, 11h
Dimed/PanvelPNVL416/11Após o fechamento17/11, 11h
Dommo EnergiaDMMO316/11Após o fechamento--
EletrobrasELET316/11Após o fechamento17/11, 14h30
EspaçolaserESPA316/11Após o fechamento17/11, 11h
GafisaGFSA316/11Após o fechamento17/11, 11h
HBR RealtyHBRE316/11Após o fechamento17/11, 15h
Hidrovias do BrasilHBSA316/11Após o fechamento17/11, 10h
Iochpe MaxionMYPK316/11Após o fechamento17/11, 10h
LPS BrasilLPSB316/11Após o fechamento17/11, 12h
MéliuzCASH316/11Após o fechamento17/11, 11h
MosaicoMOSI316/11Após o fechamento17/11, 10h
OceanpactOPCT316/11Após o fechamento17/11, 10h
OncoclínicasONCO316/11Após o fechamento17/11, 11h
ViveoVVEO316/11Após o fechamento17/11, 10h
WDC Networks/LivetechLVTC316/11Após o fechamento17/11, 14h
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies