🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: dados da China desanimam exterior e bolsa deve olhar precatórios e prévia do PIB hoje

O IBC-Br deve ser divulgado agora pela manhã, com exterior misto após indícios de que a retomada econômica da China esteja comprometida

Renan Sousa
Renan Sousa
15 de setembro de 2021
7:56 - atualizado às 8:38
bandeira da China
Imagem: Divulgação

O pregão da última terça-feira (14) foi um exemplo de como a interferência política e o exterior podem mexer com os negócios no Brasil. Puxado pela Petrobras e com Nova York no vermelho, o Ibovespa fechou o dia em queda de 0,19%, aos 116.180 pontos. O dólar à vista avançou 0,65%, a R$ 5,2573.

Para esta quarta-feira (15), o investidor deve ficar de olho na repercussão do

Confira o que esperar da bolsa hoje:

Prévia do PIB e Poderes juntos

No campo dos indicadores, o dado mais esperado do dia é o IBC-Br, divulgado pelo Banco Central e considerado uma prévia do PIB brasileiro. Os números da atividade econômica devem fazer os especialistas recalibrarem suas projeções para o PIB até o final do ano e para 2022.

As perspectivas para o PIB do próximo ano foram caindo com o passar do tempo. De acordo com o Boletim Focus, há pouco mais de um mês, o mercado projetava um crescimento de 2,04% em 2022, mas na última publicação, o número foi ajustado para 1,72%

Para o mês de julho, a mediana das projeções aponta para uma alta de 0,40% das atividades, segundo especialistas ouvidos pelo Broadcast. Na passagem interanual, a mediana aponta para uma alta de 5,0%

Já no campo dos eventos, três figuras importantes devem se reunir nesta quarta-feira (15). Paulo Guedes, ministro da Economia, Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, devem participar do evento Movimento Pessoas à Frente, criado pela Fundação Lemann, Instituto Humanize e República.org. 

Que tal entender como seus investimentos reagiram?

Confere aqui como o Real Valor pode te ajudar!

Apesar do clima amenizado entre os Poderes, existe uma certa tensão quanto à aprovação da reforma do Imposto de Renda, nas mãos de Pacheco, e da aprovação da PEC dos Precatórios, em posse do presidente do STF

O ministro Paulo Guedes já afirmou que coloca o Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família) como prioridade do governo. "O presidente [da República, Jair Bolsonaro] já disse que é R$ 300, dentro do teto e com responsabilidade fiscal”, disse o ministro no evento Macro Day, promovido pelo banco BTG Pactual, na capital paulista.

A PEC dos precatórios é essencial para o governo manter o teto de gastos e a meta fiscal e deve ser pautada hoje na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para ser votada amanhã. 

Retomada comprometida

Os últimos dados da China pioraram o sentimento dos investidores internacionais. As vendas do varejo subiram 2,5%, bem abaixo da média das estimativas de 6,3% após forte alta de 8,5% em julho. Já a produção industrial ficou levemente abaixo das estimativas: 5,3% frente a 5,6%

O desaquecimento de uma das maiores economias no mundo pode gerar uma retomada menos intensa das atividades em todo o mundo, em especial do Brasil. A China vem pressionando os preços do minério de ferro nos últimos pregões, o que afeta diretamente empresas do setor na B3, como Vale e outras siderúrgicas.

No radar internacional, os dados do índice de atividade industrial Empire State de setembro dos EUA devem movimentar as bolsas hoje. Além disso, devem ser divulgados os números da produção industrial do país pela manhã.

Bolsas pelo mundo

Os principais índices asiáticos encerraram o pregão de hoje em baixa, após os fracos dados chineses reforçarem as preocupações do globo com a retomada da economia. 

Já as principais bolsas da Europa também seguem o mesmo movimento de baixa e recuam após a abertura desta quarta-feira. Os números de vendas no varejo e produção industrial vieram abaixo do esperado pelos analistas.

Por fim, os futuros de Nova York apontam para uma abertura em alta. O movimento é de recuperação de Wall Street após os números da inflação, abaixo do esperado, não conseguirem segurar o sentimento otimista no pregão de ontem. 

Agenda do dia

  • Banco Central: IBC-Br de julho (9h)
  • Ministério da Economia: Ministro da economia, Paulo Guedes, participa de evento da Fundação Lemann, instituto Humaniza e República.org com presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, e presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) (9h)
  • Banco Central: Presidente do BC, Roberto Campos Neto, participa de anúncio de medidas da Agenda BC Sustentabilidade (9h30)
  • Estados Unidos: Índice de atividade industrial Empire State de setembro (9h30)
  • Estados Unidos: Produção industrial de agosto (10h15)
  • Estados Unidos: Diretora da OMS, Ngozi Okonjo-Iweala, participa de evento da Bloomberg (10h)
  • França: OCDE publica panorama econômico para América Latina (sem horário específico)

Compartilhe

SOBE MAIS UM POUQUINHO?

Campos Neto estragou a festa do mercado e mexeu com as apostas para a próxima reunião do Copom. Veja o que os investidores esperam para a Selic agora

15 de setembro de 2022 - 12:41

Os investidores já se preparavam para celebrar o fim do ciclo de ajuste de alta da Selic, mas o presidente do Banco Central parece ter trazido o mercado de volta à realidade

PREVISÕES PARA O COPOM

Um dos maiores especialistas em inflação do país diz que não há motivos para o Banco Central elevar a taxa Selic em setembro; entenda

10 de setembro de 2022 - 16:42

Heron do Carmo, economista e professor da FEA-USP, prevê que o IPCA registrará a terceira deflação consecutiva em setembro

OUTRA FACE

O que acontece com as notas de libras com a imagem de Elizabeth II após a morte da rainha?

9 de setembro de 2022 - 10:51

De acordo com o Banco da Inglaterra (BoE), as cédulas atuais de libras com a imagem de Elizabeth II seguirão tendo valor legal

GREVE ATRASOU PLANEJAMENTO

Banco Central inicia trabalhos de laboratório do real digital; veja quando a criptomoeda brasileira deve estar disponível para uso

8 de setembro de 2022 - 16:28

Essa etapa do processo visa identificar características fundamentais de uma infraestrutura para a moeda digital e deve durar quatro meses

FAZ O PIX GRINGO

Copia mas não faz igual: Por que o BC dos Estados Unidos quer lançar um “Pix americano” e atrelar sistema a uma criptomoeda

30 de agosto de 2022 - 12:08

Apesar do rali do dia, o otimismo com as criptomoedas não deve se estender muito: o cenário macroeconômico continua ruim para o mercado

AMIGO DE CRIPTO

Com real digital do Banco Central, bancos poderão emitir criptomoeda para evitar “corrosão” de balanços, diz Campos Neto

12 de agosto de 2022 - 12:43

O presidente da CVM, João Pedro Nascimento, ainda afirmou que a comissão será rigorosa com crimes no setor: “ fraude não se regula, se pune”

AGORA VAI!

O real digital vem aí: saiba quando os testes vão começar e quanto tempo vai durar

10 de agosto de 2022 - 19:57

Originalmente, o laboratório do real digital estava previsto para começar no fim de março e acabar no final de julho, mas o BC decidiu suspender o cronograma devido à greve dos servidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

O ciclo de alta da Selic está perto do fim – e existe um título com o qual é difícil perder dinheiro mesmo se o juro começar a cair

2 de agosto de 2022 - 5:58

Quando o juro cair, o investidor ganha porque a curva arrefeceu; se não, a inflação vai ser alta o bastante para mais do que compensar novas altas

PRATA E CUPRONÍQUEL

Banco Central lança moedas em comemoração ao do bicentenário da independência; valores podem chegar a R$ 420

26 de julho de 2022 - 16:10

As moedas possuem valor de face de 2 e 5 reais, mas como são itens colecionáveis não têm equivalência com o dinheiro do dia a dia

AGRADANDO A CLIENTELA

Nubank (NUBR33) supera ‘bancões’ e tem um dos menores números de reclamações do ranking do Banco Central; C6 Bank lidera índice de queixas

21 de julho de 2022 - 16:43

O banco digital só perde para a Midway, conta digital da Riachuelo, no índice calculado pelo BC

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies