O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-07-14T16:19:46-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
NA PONTA DA TABELA

Expectativa por segundo trimestre robusto puxa ações do Banco Inter e construtoras; confira os destaques da bolsa

No exterior, a temporada de resultados já começou e começa a aumentar a expectativa pelos números das empresas brasileiras.

14 de julho de 2021
16:02 - atualizado às 16:19
Prancheta com relatório de desempenho
Imagem: Shutterstock

A temporada de balanços do segundo trimestre brasileira ainda não começou, mas os investidores já aquecem na lateral do campo. Nos Estados Unidos, os grandes bancos já começaram a apresentar os seus resultados, o que aumenta a expectativa do mercado local. 

O Banco Inter, que recentemente divulgou prévias operacionais robustas, lidera as altas do Ibovespa nesta quarta-feira (14), com um avanço de mais de 4%. O banco digital alcançou a marca de 12 milhões de clientes e segue ampliando a oferta de serviços e produtos disponíveis no seu superapp. 

O setor imobiliário também andou divulgando resultados operacionais fortes, o que leva os investidores a apostarem em uma boa safra de números nas próximas semanas. Tanto é que MRV e JHSF figuram entre as maiores altas do dia. 

Todo o segmento imobiliário vinha sofrendo no último mês com a proposta de reforma tributária que falava em tributar rendimentos de fundos imobiliários. A retirada desse trecho polêmico do parecer prévio do relator da pauta, Celso Sabino, vem animando as bolsas e permite que as empresas do setor se recuperem. 

Os papéis da JHSF também seguem repercutindo a compra de uma área de 6,1 milhões de metros quadrados próximo ao Complexo da Boa Vista, em São Paulo, por R$ 140 milhões. 

Outra empresa que tem alta firme de olho nos resultados que virão é a Braskem. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
BIDI11Banco Inter unitR$ 80,915,08%
BRKM5Braskem PNAR$ 62,444,41%
JHSF3JHSF ONR$ 7,804,00%
MRVE3MRV ONR$ 16,883,24%
RENT3Localiza ONR$ 68,012,78%

Na ponta contrária da tabela, as siderúrgicas limitam o avanço do Ibovespa nesta tarde. O que azedou o humor dos investidores foi uma fala do o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele afirmou que fez um acordo informal com a indústria do aço para segurar os preços até o fim de 2021 e que o setor aceitou queda de 10% na tarifa de importação.

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
CSNA3CSN ONR$ 45,48-3,81%
USIM5Usiminas PNAR$ 19,78-3,51%
HYPE3Hypera ONR$ 35,42-2,83%
EMBR3Embraer ONR$ 18,65-2,46%
NTCO3Natura ONR$ 59,38-2,34%
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NOITE CRIPTO

Não durou muito: bitcoin (BTC) opera em queda e volta a ficar abaixo do nível de US$ 30 mil; veja a performance das outras criptomoedas

O peso da perda de confiança do mercado é um dos pontos que mais afastam o investidor do mercado de criptomoedas atualmente

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies