Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-12T10:51:58-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Inter segue firme

Banco Inter segue crescendo e ganha quase 2 milhões de clientes no trimestre

O Banco Inter chegou a 12 milhões de clientes em sua base, mostrando também um aumento no volume transacionado com cartões e no Inter Shop

12 de julho de 2021
10:51
Cartão do Banco Inter
Cartão do Banco Inter - Imagem: Julia Wiltgen/Seu Dinheiro

Desde que estreou na B3, o Banco Inter tem apresentado números superlativos: suas units (BIDI11) sobem mais de 200% em relação ao preço IPO, realizado em abril de 2018. No lado financeiro, está perto de concluir uma oferta de ações que pode movimentar até R$ 5,5 bilhões, tendo a Stone como parceira estratégica; no operacional, o crescimento está acelerado.

Essa percepção de que o Inter está avançando foi confirmada nesta manhã: foi divulgado mais cedo que sua base de usuários chegou a 12 milhões ao fim do segundo trimestre de 2021 — um aumento de 17,6% em relação ao nível de março, quando contava com 10,2 milhões de clientes.

Mais que isso: os 12 milhões alcançados ao fim de junho representam mais que o dobro dos 5,9 milhões de clientes vistos no fim do segundo trimestre do ano passado.

O crescimento do Banco Inter foi ainda mais intenso em termos de volumes transacionados, com R$ 9,4 bilhões no segundo trimestre — uma alta de 24,4% na comparação com o trimestre anterior e de mais de três vezes em relação ao mesmo período de 2020.

Banco Inter operacional

O superapp do Banco Inter

O Inter, no entanto, não se restringe às atividades bancárias, e sua prévia operacional mostra o desempenho de alguns produtos e serviços disponíveis em seu superapp.

O chamado Inter Shop — algo como um marketplace existente dentro do aplicativo da instituição — reportou R$ 774 milhões em transações no segundo trimestre, alta de 14,6% em relação ao montante visto entre janeiro e março. Como base de comparação, o Inter Shop movimentava pouco mais de R$ 120 milhões há um ano.

E o Banco Inter já deu uma sinalização animadora para o terceiro trimestre: somente no dia 7 de julho — chamado de Inter Day —, o marketplace do superapp movimentou R$ 96 milhões, com cerca de 200 mil compras sendo realizadas.

Em relação ao braço de investimentos, o Banco Inter fechou o trimestre com 1,7 milhão de usuários cadastrados, o que equivale a 14% da base total de clientes; cerca de 425 mil deles têm ações custodiadas no Inter.

Batalha ferrenha

O bom desempenho operacional do Inter injeta ânimo na disputa ferrenha entre os bancos digitais. A briga por clientes e a capacidade de continuar crescendo são fundamentais para garantir a sobrevivência dos projetos.

E, nessa arena, três competidores aparecem em destaque:

  • Nubank, com seus 40 milhões de clientes e um recente aporte do megainvestidor Warren Buffett;
  • Banco Inter, com 12 milhões de usuários e uma parceria com a Stone — ela se comprometeu com R$ 2,5 bilhões da oferta de ações; e
  • C6 Bank, com mais de 7 milhões de correntistas e um investimento do JPMorgan, que comprou 40% da instituição e entrou no setor no de varejo no Brasil.

Os três tem alguns fatores em comum: possuem parceiros estratégicos e que estão dispostos a investir nas operações; estão com poder de fogo para continuar crescendo; e já têm uma base sólida de clientes.

Claro que há muitos outros nessa briga, com destaque para o BTG Pactual digital e seus planos ambiciosos — e o apoio massivo do BTG por trás. Banco Pan, Neon e Banco Original são outros nomes de destaque.

Comportamento das units do Banco Inter (BIDI11) desde o IPO, em abril de 2018
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Garantindo a oferta

Crescem ofertas de ações com reserva antecipada

As ancoragens normalmente conseguem atrair mais investidores, numa espécie de chancela prévia, com potencial impacto positivo no preço da ação.

alto escalão

Fleury: CFO Fernando Leão renuncia ao cargo e será substituído por José Filippo

O Fleury informou que os dois executivos trabalharão juntos em um processo de transição estruturado que se terminará em dia 31 de agosto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies