Menu
2021-04-21T17:19:54-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Mercados hoje

Bolsas sobem em Nova York após dois dias de queda; índice de empresas brasileiras avança apesar do petróleo

Otimismo com retomada da economia norte-americana impulsiona bolsas. A maior surpresa do dia é o Nasdaq, que sobe mesmo com o peso das ações da Netflix

21 de abril de 2021
14:53 - atualizado às 17:19
mercados
Imagem: Shutterstock

Com o mercado de ações fechado no Brasil em razão do feriado de Tiradentes, as atenções nesta quarta-feira se voltaram para as bolsas lá fora. Os índices acionários Nova York tiveram um pregão de alívio depois de duas quedas consecutivas.

A preocupação com o avanço de novos casos da covid-19 em países como Índia e Japão voltou a ficar em segundo plano em meio ao otimismo com a retomada da economia dos Estados Unidos, onde a vacinação está bem avançada.

O S&P500 e o Dow Jones fecharam em alta de 0,9%. A maior surpresa do dia foi o Nasdaq, que subiu 1,2%, mesmo com o peso das ações da Netflix.

Os papéis da gigante do streaming caíram mais de 7% em reação aos resultados da empresa primeiro trimestre, que mostraram uma redução de novos assinantes do serviço.

A Netflix foi uma das grandes ganhadoras da pandemia da covid-19. Com a maior parte das pessoas fechada em casa durante a maior parte do tempo, a demanda por entretenimento com os serviços de streaming explodiu.

Resta saber se a empresa consegue manter o avanço, ainda mais com o aumento da concorrência de gigantes como Disney, Apple e Amazon.

Petróleo e ADRs brasileiros

Enquanto as bolsas sobem, o petróleo foi na direção contrária na sessão desta quarta-feira após a divulgação dos dados de estoques nos Estados Unidos, que registraram aumento na semana passada, contrariando as previsões de queda.

O petróleo em baixa pressionou o EWZ, índice que reúne os recibos de papéis de companhias nacionais negociados em Nova York (ADRs). Mas o clima positivo prevaleceu e o indicador subiu 0,23%.

Leia também:

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Reduzindo a participação

CSN começa a se desfazer de suas ações da Usiminas

Aproveitando o bom momento do setor siderúrgico na bolsa, a CSN vendeu mais de 50 milhões de ações preferenciais da Usiminas

O melhor do Seu Dinheiro

A limonada da bolsa e do dólar, as ações mais indicadas do mês e outros destaques da semana

A semana que passou tinha tudo para ser bem azeda para os investidores. No cardápio de notícias dos últimos dias tivemos: A alta da taxa básica de juros e a sinalização de que novos ajustes vêm por aí; Muito barulho político com a CPI da Covid; O projeto da reforma tributária de volta à estaca […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies