🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Carteira digital

PicPay entra com pedido de IPO na Nasdaq

Aplicativo atingiu recentemente a marca de 50 milhões de usuários, mas crescimento veio acompanhado de um prejuízo de mais de R$ 800 milhões só no ano passado

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
21 de abril de 2021
16:36 - atualizado às 16:58
Cartão do PicPay
Cartão do PicPay - Imagem: Shutterstock

O PicPay, aplicativo criado para facilitar as transferências entre amigos e que virou uma carteira digital com 50 milhões de usuários, entrou com pedido para realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Assim como outras empresas brasileiras de tecnologia financeira (fintech), o PicPay escolheu a bolsa norte-americana Nasdaq para listar suas ações, que serão negociadas com o código PICS. O valor da oferta, que deve acontecer ao longo do mês que vem, ainda não foi definido.

Lançado em 2012 por três amigos em Vitória (ES), o PicPay recebeu em 2015 um investimento do Banco Original. Hoje o aplicativo é controlado pela J&F Participações, holding que reúne os investimentos da família Batista, da JBS.

Os planos da fintech são bem ambiciosos: chegar ao celular de todos os brasileiros, conforme revelou o fundador do PicPay, Anderson Chamon, em entrevista recente ao Seu Dinheiro. Se mantiver o ritmo dos três primeiros meses de 2021, o aplicativo pode chegar em dezembro aos 80 milhões de celulares.

O forte crescimento recente do PicPay foi impulsionado pela pandemia — que estimulou as transações online, incluindo os pagamentos — e por uma campanha agressiva de marketing que incluiu até o disputado espaço do Big Brother Brasil.

Mas o avanço no número de usuários veio acompanhado do aumento do prejuízo, que triplicou em relação a 2019 e atingiu a marca dos R$ 804 milhões no ano passado, de acordo com dados da documentação preliminar do IPO. Boa parte da perda é atribuída justamente aos gastos com marketing e cashback.

O PicPay também tem o desafio de aumentar a base de clientes que fazem transações dentro do aplicativo. O número de usuários ativos — ou seja, aqueles que abriram o aplicativo pelo menos uma vez nos últimos 12 meses — deve encerrar março com 36,6 milhões. Já a quantidade daqueles que fizeram alguma transação é de 23,2 milhões.

O volume total de transações (TPV) realizadas pelo aplicativo no primeiro trimestre foi de R$ 11,6 bilhões, de acordo com dados preliminares. Trata-se de um crescimento de 213,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

O PicPay pretende usar o dinheiro captado dos novos sócios para financiar a estratégia de crescimento, o que pode incluir aquisições. Os bancos BTG Pactual, Bradesco BBI, Santander e Barclays vão coordenar o IPO.

Leia também:

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Com pressão de NY, Ibovespa segura os 119 mil pontos e recua quase 1% na semana; dólar sobe e fecha a R$ 5,38

14 de junho de 2024 - 17:23

RESUMO DO DIA: Depois de uma semana movimentada com decisão sobre os juros nos Estados Unidos e preocupações com o cenário local doméstico, o Ibovespa segurou com algum esforço os 119 mil pontos. O principal índice da bolsa brasileira fechou em leve alta de 0,08%, aos 119.662,38 pontos. Na semana, o recuo é de 0,92%. […]

APOSTAS PARA O CÂMBIO

O dólar não vai mais cair? Alckmin diz que governo tem “absoluta confiança” sobre a trajetória da moeda norte-americana

13 de junho de 2024 - 17:52

O presidente em exercício falou sobre o tema um dia após a moeda americana ter ultrapassado a cotação de R$ 5,40 pela primeira vez desde janeiro de 2023

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Dólar fecha próximo da mínima intraday com rescaldo de Haddad sobre fiscal; Ibovespa sustenta os 119 mil pontos

13 de junho de 2024 - 17:17

RESUMO DO DIA: O cenário fiscal roubou a cena mais um vez no mercado acionário brasileiro. Se ontem foram as falas do presidente Lula que aumentaram a aversão ao risco, hoje o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ficou encarregado de ‘reduzir os danos’. Apesar dos esforços do ministro, o Ibovespa não deixou o tom negativo. […]

CAI, CAI

Fuga dos investidores? Como a B3 contribuiu para a forte queda do Ibovespa em maio; ações B3SA3 recuam 

13 de junho de 2024 - 15:59

A dona da bolsa registrou volume médio diário de negociações 8,8% menor em maio na comparação anual; Goldman Sachs mantém a recomendação

PROTEÇÃO NA CARTEIRA

O dólar já subiu 10% em 2024: essas são as 5 ações para lucrar com o real fraco, segundo o BTG Pactual

13 de junho de 2024 - 14:28

Os analistas também escolheram cinco papéis para ficar longe em meio à disparada da moeda norte-americana neste ano — duas aéreas integram essa lista

STF DECIDIU

Fim do impasse sobre remuneração do FGTS deve beneficiar as ações de construtoras de baixa renda — e o BTG Pactual diz qual é a sua favorita no segmento

13 de junho de 2024 - 13:01

Vale relembrar que o fundo é uma de suas principais fontes de recursos para o setor imobiliário

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Fed mantém juros inalterados pela sétima vez consecutiva e dólar sobe a R$ 5,40; Ibovespa cai 1% de olho no fiscal

12 de junho de 2024 - 17:21

RESUMO DO DIA: Se enganou quem achou que a decisão dos juros nos Estados Unidos seria o único destaque do dia. O cenário fiscal doméstico roubou a cena e o Ibovespa voltou ao território negativo. O principal índice da bolsa brasileira fechou em baixa de 1,40%, aos 119.936 pontos, renovando a mínima do ano e […]

FECHAMENTO DOS EUA

Inflação e juros: o combo que fez o S&P 500 e o Nasdaq saltarem para um outro recorde intradiário

12 de junho de 2024 - 17:06

De um lado, o CPI de maio veio melhor do que as projeções. De outro, o Fed manteve a taxa de juros inalterada e reduziu para um o número de cortes neste ano

REPORTAGEM ESPECIAL

Exclusivo: Controladores da Méliuz (CASH3) montam posição em opções com ações da empresa, que quer apertar “pílula de veneno”

12 de junho de 2024 - 15:22

Ações da Méliuz (CASH3) dispararam mais de 15% após empresa divulgar que pessoas ligadas ao controle “venderam opções de venda” de ações da companhia

OPERAÇÃO GREENWASHING

Como uma operação da polícia federal deve afetar os dividendos de dois fiagros com mais de 40 mil cotistas

12 de junho de 2024 - 13:26

Os proventos do AZ Quest Sole (AAZQ11) e do AZ Quest negociado na Cetip, devem ser afetados pelos desdobramentos de uma operação deflagrada na semana passada

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar