Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-17T15:44:31-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Mercados Hoje

Ibovespa segue exterior e tem queda de 1%, ainda digerindo reação dos BCs; dólar avança

Os investidores seguem se ajustando ao novo cenário de menor liquidez e juros mais elevados

17 de dezembro de 2021
10:21 - atualizado às 15:44
Selo Mercados Urso Baixa
O mercado ainda monitora novos dados sobre a variante da covid-19 no mundo. - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A alta volatilidade segue sendo a tônica das bolsas internacionais. No Brasil, a sexta-feira (17) tem uma dose extra de movimentação, com o vencimento de opções na B3. 

A semana, que foi marcada pela decisão de política monetária em diversas partes do globo, está longe de ser digerida totalmente, o que leva a um comportamento misto dos investidores. 

Para combater a inflação, o fim dos estímulos monetários se aproxima, levando a uma migração de recursos de ativos de risco, como ações e criptomoedas, para moedas fortes e renda fixa. A alta de juros torna os títulos do tesouro, em especial os Treasuries americanos, mais atrativos em um cenário de cautela global.

Mesmo com um dia positivo para as commodities metálicas, após novo avanço de 3%, o Ibovespa opera em queda, mas engatou leve recuperação com uma melhora em Nova York. Por volta das 15h45, o principal índice da bolsa brasileira recuava 0,53%, aos 107.786 pontos. O dólar à vista avança 0,04%, a R$ 5,6881.

No balanço dos BCs

Os últimos dois dias foram marcados pela postura mais agressiva (hawkish, no jargão do mercado) dos Bancos Centrais pelo mundo contra a inflação.

É verdade que cada país terá um caso específico. Os emergentes, por exemplo, iniciaram o ciclo de alta nos juros antes dos países mais desenvolvidos. 

Nos Estados Unidos, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, lidera uma ofensiva de retirada de estímulos monetários acelerado e já avisou que, caso a estratégia não funcione, a elevação da taxa de juros é o próximo passo.

Já o Banco Central Europeu (BCE) diz não ver espaço para uma alta de juros no próximo ano e o Banco da Inglaterra (BoE, em inglês) foi para o tudo ou nada e elevou a taxa básica de 0,1% para 0,25%.

Quem fechou a fila de posicionamento dos BCs pelo mundo foi o Banco Central do Japão (BoJ, me inglês), que anunciou a retirada de estímulos da economia e manteve a taxa de juros inalterada.

Depois dos precatórios…

A PEC dos precatórios foi aprovada esta semana na Câmara dos Deputados e abriu o tão desejado espaço para o programa Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família. O texto foi fatiado na Casa e, no total, deve disponibilizar cerca de R$ 106 bilhões no Orçamento de 2022.

Entretanto, cálculos de congressistas da oposição afirmam que R$ 62,2 bilhões são suficientes para manutenção do programa social e o restante seria usado para inflar as chamadas emendas do relator (ou RP9), mecanismo essencial para o orçamento secreto. 

… A bonança

De acordo com fontes ouvidas pelo jornal O Estado de São Paulo, o governo pretende conceder um pacote de benesses até o final do ano, que inclui reajuste aos policiais federais, novas despesas com renúncias tributárias, vale-gás e correção da tabela do imposto de renda. 

O governo enfrenta uma crise de popularidade, com a corrida eleitoral de 2022 já tomando conta do noticiário local. De acordo com as últimas pesquisas, a rejeição ao presidente da República, Jair Bolsonaro, chegou a 53% do eleitorado.

Sobe e desce do Ibovespa

As ações dos frigoríficos continuam sendo o principal destaque do Ibovespa. A notícia de que a BRF planeja uma nova oferta de ações bilionária deu gás extra para os papéis. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
MRFG3Marfrig ONR$ 24,004,67%
BRFS3BRF ONR$ 21,304,41%
NTCO3Natura ONR$ 27,072,54%
BEEF3Minerva ONR$ 10,091,82%
KLBN11Klabin unitsR$ 26,401,38%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEULTVAR
BIDI4Banco Inter PNR$ 10,38-4,95%
IRBR3IRB ONR$ 4,23-4,73%
YDUQ3Yduqs ONR$ 22,63-4,31%
LCAM3Locamérica ONR$ 25,85-4,01%
RENT3Localiza ONR$ 57,42-3,87%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Mercados Hoje

Ibovespa abre em alta de mais de 1% puxado pelo exterior positivo, e dólar recua a uma semana da reunião do Federal Reserve

As commodities permanecem no radar: o petróleo pode chegar aos US$ 100 e o minério de ferro avançou na China durante a madrugada

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro avança próximo da estabilidade e dólar cai de olho no exterior positivo e nos balanços dos bancos de hoje

As commodities permanecem em rota de valorização, com o petróleo e o minério de ferro em destaque hoje

O melhor do Seu Dinheiro

Um guia com 51 investimentos para 2022, a queda das ações tech na B3, Binance e outros destaques do dia

Confira os investimentos mais promissores do ano, além de uma análise completa dos riscos e oportunidades nas principais classes de ativos

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas buscam recuperação lá fora, de olho nos balanços do dia e Ibovespa foca no cenário doméstico

O presidente da República, Jair Bolsonaro, tem até sexta-feira (21) para decidir sobre o Orçamento e o reajuste dos servidores públicos

PAPO CRIPTO #010

Maior corretora de criptomoedas do mundo, Binance vê 2022 como o “ano da regulação” do mercado

“Existe um preconceito com o mercado de criptomoedas como um todo”, diz a representante da Binance no Brasil sobre países que proibiram a atuação da corretora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies