Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-26T14:49:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ALTA DOS PREÇOS

Quem são os vilões da inflação? Para presidente do BC, culpa é da demanda por bens

O presidente do Banco Central se reuniu com empresário nesta sexta e afirmou que a demanda é a real culpada pela inflação, disse ainda que não vai descer tanto a projeção para o PIB

26 de novembro de 2021
14:14 - atualizado às 14:49
Carrinhos de supermercado subindo com a alta dos preços
IPCA-15, considera do uma prévia da inflação oficial, deve movimentar o dia com Caged e balanços - Imagem: Shutterstock

Nesta sexta-feira (26), o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que todos os produtos que estão em falta subiram. Isso, de acordo com ele, evidencia a tese de que a causadora da inflação é a demanda de bens.

"O Brasil nunca teve um surto inflacionário importando inflação da forma que é agora. Mas temos atuado e temos comunicado isso de forma transparente", diz o banqueiro central em um evento virtual com empresas do mercado imobiliário, promovido pelo Secovi-SP. 

Ele destacou ainda que o BC entende ser muito importante atuar para evitar a desancoragem das expectativas de inflação. Para empresários do setor, Campos Netos disse que não vai reduzir a expectativa de crescimento para um nível tão baixo quanto tem apontado a mediana das expectativas do mercado, no Boletim Focus.

"As projeções de PIB para 2022 têm caído, mas nós do governo temos números mais favoráveis", diz, alegando que a visão menos pessimista do governo em relação ao desempenho do PIB no ano que vem está associada à grande consolidação fiscal em 2021.

Ainda segundo Campos Neto, o desvio do real ante a alta dos termos de troca no Brasil é destacável, mas salientou que esse evento também ocorreu em outros países. "O aumento do investimento no exterior também afeta um pouco a dinâmica cambial". 

Para ele, o BC entendeu que seria importante o Copom se tornar mais proativo já que a taxa de juro estava mais baixa. "O Brasil se antecipou ao processo de alta de juro".

Ao tratar da agenda verde, tema em voga no mundo e intensificado pela COP-26, realizada este mês em Glasgow, na Escócia, Campos Neto disse que ela é importante, mas que causa desequilíbrio de preços no curto prazo.

Sempre alertando que o BC não faz política fiscal, mas que a usa para seus cálculos no dia a dia, o presidente do BC disse "o tema da percepção fiscal permeia o prêmio de risco de longo prazo, mas que vai além".

PEC dos Precatórios

Campos Neto voltou a minimizar o efeito da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios no cenário fiscal. "Fica a sensação de que foi pago preço muito caro para desvio pequeno", coloca, acrescentando que a arrecadação de 2021 é surpreendentemente positiva, e pode ter repercussões à frente.

Por fim, emendou que o BC não faz política fiscal, mas usa em suas decisões do dia a dia. "Virando a página dos precatórios, seria interessante a comunicação sobre o arcabouço fiscal", considerou, completando que o avanço da agenda de reformas também seria importante para o crescimento estrutural do País.

A PEC dos Precatórios está em discussão no Senado. Na Câmara, com o apoio do governo, foi aprovada com limitação do pagamento dos precatórios em 2022 e mudança na regra de cálculo do teto de gastos, duas medidas que, na prática, aumentam o espaço para despesas públicas no ano eleitoral e diminuem, segundo especialistas, a credibilidade da âncora fiscal.

Investimentos estrangeiros

Campos Neto também afirmou que o balanço entre a saída de fluxos de investimentos estrangeiros na pandemia de covid-19 e o retorno foi deficitário para a América Latina, com a volta em emergentes concentrada na Ásia. "Conjunto de dúvidas fiscais e crescimento à frente explicam fluxo".

Inflação está perto do pico e deve melhorar em 2022

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador de inflação oficial do País, está próximo do pico em 12 meses. Ele acrescentou ainda que, em 2022, o BC acredita em melhora.

Campos Neto reconheceu que a autarquia esperava que o auge inflacionário seria em setembro, mas afirmou que os choques de energia surpreenderam. A inflação em 12 meses acelerou de 10,25% em setembro para 10,67% em outubro. "Os choques de energia estão se disseminando mais na cadeia", disse, em participação em evento do Secovi-SP.

Ele argumentou que, mesmo com os valores de gasolina estáveis no mercado internacional, o preço continuou subindo nas bombas do País, já que aqui o preço é formado também pelos custos de frete e do etanol, que fazem parte da mistura do combustível derivado do petróleo.

Em resposta a uma pergunta sobre o custo do home equity, modalidade de empréstimo com imóvel como garantia, no Brasil devido às taxas cartoriais, o presidente do BC disse que o primeiro passo é fazer a plataforma de central de garantias.

Depois, disse Campos Neto, a ideia é pensar em um modelo de registro em blockchain, uma espécie de banco de dados que registra as operações em rede, com os próprios participantes como controladores e auditores, responsáveis por aprovar tudo coletivamente.

Na quinta-feira, o governo lançou o projeto de lei do Novo Marco de Garantias, que pretende aumentar o acesso ao crédito e barateá-lo. Uma das medidas é a criação das Instituições Gestoras de Garantia (IGGs), que serão responsáveis por avaliar os bens dos interessados em tomar empréstimos e definir um limite para diferentes operações de crédito com base naquela garantia.

No home equity, o governo pretende que um mesmo imóvel seja usado como garantia para diferentes empréstimos, ao contrário do que ocorre hoje.

*Com informações do Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

MÚSICA NO FANTÁSTICO

Unilever recebe mais um não da Glaxo para oferta de US$ 68 bilhões por divisão que produz Advil; entenda o caso

Se fosse concretizado, o acordo seria o maior em termos globais desde o início da pandemia de covid-19

EFEITOS COLATERAIS

Ômicron e seus investimentos: variante do coronavírus terá efeitos distintos sobre empresas de saúde na bolsa; saiba quais são eles

Planos de saúde devem enfrentar um cenário menos favorável dado o aumento dos índices de sinistralidade e pressão sobre os custos

FOI DADA A LARGADA

Petrobras (PETR4) e Novonor iniciam oficialmente processo para vender participações na Braskem; veja quanto a operação bilionária pode levantar

O pedido de registro para a oferta pública secundária, que será realizada no Brasil e no exterior, foi publicado na madrugada deste sábado (15) na CVM

INCENTIVO À MUDANÇA

Meca das criptomoedas? Estado americano tenta atrair trabalhadores com pagamento em bitcoin (BTC)

Iniciativa acontece em meio a explosão de crescimento no setor de tecnologia, especificamente naquelas habilitadas para blockchain

HEY, BROTHERS!

BBB é ‘fábrica de milionários’: prêmio de R$ 1,5 milhão é fichinha perto da fortuna que ex-participantes constroem; veja como Juliette, Gil do Vigor e outros ficaram ricos após reality

A edição de 2022 do BBB começa na próxima segunda e pode conceder o título de milionário a mais pessoas; veja quem já conseguiu se consagrar com a participação na casa mais vigiada do Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies