Menu
2021-01-26T07:27:18-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Pré-mercado

Bolsas lá fora caem com avanço da covid-19 e dados ruins da economia

As bolsas europeias e Wall Street reagem mal ao avanço da covid-19 e a dados mais fracos da indústria, que sinalizam recuperação mais lenta da crise

22 de janeiro de 2021
8:28 - atualizado às 7:27
queda
Imagem: Shutterstock

Após uma sequência positiva nos últimos dias — pelo menos lá fora — a cautela predomina nos mercados internacionais nesta sexta-feira. As bolsas europeias reagem mal ao avanço da covid-19 e a dados mais fracos da indústria.

Esse ambiente mais pessimista se reflete nos futuros de Wall Street, que operam todos no vermelho. A notícia da liberação das vacinas ao Brasil pelo governo da Índia não foi suficiente para atenuar o sentimento negativo por aqui. Por volta das 9h20, o Ibovespa futuro recuava 1,35% e o dólar subia 1,02%, cotado a R$ 5,418.

Leia também:

Covid avança

Os investidores acompanham com certa apreensão com o aumento de casos de coronavírus na China, país que havia conseguido controlar a pandemia durante boa parte do ano passado.

O receio é que o aumento de casos leve a medidas mais duras de isolamento social, que terão impacto direto na economia e nos resultados das empresas com ações em bolsa. Por outro lado, autoridades na Alemanha anunciaram a redução de novas infecções por covid-19, que já provocou mais de 50 mil mortes no país.

Os dados econômicos também não contribuem para atenuar o clima nos mercados. O PMI, indicador que mede o desempenho da indústria, recuou para 47,5 na preliminar de janeiro na zona do euro, abaixo da previsão dos analistas.

No Reino Unido, a redução foi ainda maior, de 50,4 em dezembro para 40,6 neste mês. Trata-se do menor número dos últimos oito meses.

Anote na agenda

Na agenda do dia, as atenções do mercado vão se voltar para a sessão do Senado norte-americano que vai votar a nomeação de Janet Yellen para o cargo de secretária do Tesouro.

Aqui no Brasil, os investidores também vão ficar de olho ainda nas declarações de autoridades do governo em busca de sinalizações sobre uma possível reedição do auxílio emergencial.

A expectativa do mercado é se o governo conseguirá bancar a volta do programa sem provocar danos irreversíveis ao teto de gastos.

Do lado positivo, a chegada de 2 milhões de doses dos imunizantes da AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, traz algum alento de que a campanha de imunização no país enfim avance.

Por outro lado, o governo de São Paulo deve anunciar ainda hoje o endurecimento das restrições à circulação em razão do aumento de casos da covid-19.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Exile on Wall Street

Fusões e aquisições: Invista enquanto essas ações estão solteiras

Durmo muito mal. Cada hora é uma coisa. Quando não é a preocupação com a Covid, é o medo da inflação. Primeiro é a incerteza sobre o deal, depois o autoquestionamento sobre a capacidade de entregar o que me foi confiado. Como é duro conviver consigo mesmo. Nas últimas semanas, vivo uma mistura de empolgação […]

Dinheiro na conta

Construtora Even pagará R$ 40 milhões em dividendos aos acionistas

Incorporadora distribuirá proventos com base no resultado do primeiro trimestre de 2021 com base na posição acionária de 18 de junho

Mercados HOJE

Ibovespa fica instável e próximo do zero a zero antes das decisões de juros da Super Quarta

Os investidores adotam uma postura mais cautelosa enquanto ficam de olho no Fed e no Copom,

O melhor do seu dinheiro

De volta para o futuro com a Embraer, a expectativa para a Super Quarta, Eletrobras e outras notícias que mexem com seus investimentos

Diz a lenda que os produtores do filme De Volta para o Futuro recusaram uma oferta milionária da Ford para transformar a máquina do tempo em um Mustang. Mesmo sem receber um centavo, eles preferiram usar um DeLorean DMC-12, carro que teve menos de 10 mil unidades fabricadas e se tornou artigo de colecionador. Afinal, se você […]

Novo passo

Ultra fecha exclusividade com tailandesa Indorama para negociação de Oxiteno

Com isso saíram da lista de potenciais compradores o fundo de private equity (que compra participação de empresas) Advent e a fabricante norte-americana de produtos químicos Stepan

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies