Menu
2020-02-04T17:34:33-03:00
Estadão Conteúdo
Do jeito que está

Tasso Jereissati diz que novo marco de saneamento deve ser aprovado no Senado sem alterações

Senado tucano deve ser o relator da proposta do marco de saneamento aprovada pelos deputados no ano passado

4 de fevereiro de 2020
17:34
Tasso Jereissati
Tasso Jereissati - Imagem: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) afirmou ao Broadcast/Estadão que o novo marco legal do saneamento básico deve ser aprovado rapidamente pelo Senado sem retornar à Câmara. O tucano deve ser o relator da proposta aprovada pelos deputados federais no ano passado.

Tasso pediu à assessoria de seu gabinete uma análise do conteúdo aprovado pela Câmara. A ideia é aprovar sem alterações que façam o texto retornar aos deputados, agilizando o envio à sanção do projeto pelo presidente Jair Bolsonaro. "O inteiro, a não ser que tenha uma coisa aqui ou lá que possa ser mudada, é aprovar o mais rápido possível. É mais urgente que a reforma tributária", disse.

No ano passado, o Senado aprovou o projeto de autoria de Tasso. Na Câmara, os deputados votaram a proposta em cima de um texto encaminhado pelo governo, deixando de lado a proposta dos senadores. Com isso, se houver alterações, a palavra final será da Câmara. A estratégia incomodou Tasso.

"Eu acho que isso é uma coisa infantil. Mas, para mim, não é grave não. Só é infantil", afirmou o senador.

Em 2019, a medida provisória editada pelo ex-presidente Michel Temer e relatada pelo tucano caducou sem ser votada pela Câmara e pelo Senado. "A MP caducou na Câmara e agora existe essa definição, essa posição, mas é infantil. É bobagem."

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), defende aprovar o texto sem alterações. A tramitação do projeto ainda não começou no Senado e ainda aguarda definição do cronograma. A proposta deve ser votada pela Comissão de Infraestrutura e depois pelo plenário.

O projeto é apontado como um dos mais importantes deste ano e essencial para a atração de investimentos privados ao setor. A proposta abre caminho para privatização de estatais de saneamento, como a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

O texto prevê o fim dos chamados contratos de programa, assinados entre prefeituras e empresas estaduais sem licitação, e a substituição pelos contratos de concessão, permitindo participação da iniciativa privada. O texto aprovado na Câmara autoriza a renovação dos contratos das empresas estatais por mais 30 anos, desde que o processo ocorra até março de 2022. O prazo foi uma condição colocado por governadores e parlamentares para apoiar a proposta.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

de olho na reabertura

Vacina no braço e compra de ações: por que o UBS (o banco suíço) agora recomenda a bolsa brasileira

Banco suíço cita as revisões de crescimento para a economia brasileira, menor risco fiscal, expectativa de lucro das empresas e preços em patamares “convidativos”

seu dinheiro na sua noite

Anitta no conselho do Nubank, mais ofertas de ações e o ponto de inflexão do minério de ferro

Acostumado a fazer barulho no mercado, o Nubank fez, nesta segunda-feira, mais um anúncio que deu o que falar: a contratação da cantora e empresária Anitta para integrar o conselho de administração da empresa. A garota do Rio, nascida no bairro suburbano de Honório Gurgel e alçada à fama pelo funk carioca, ocupará uma cadeira […]

linhas 8 e 9

CCR assina acordo de acionistas com RuasInvest no Consórcio Via Mobilidade

Acordo prevê os porcentuais de participação de 80% da CCR e de 20% da RuasInvest no Consórcio ViaMobilidade Linhas 8 e 9

Microcaps

Panvel (PNVL3): é hora de investir?

A rede Panvel é queridinha no Sul do país. Sua recuperação tem mostrado que ela pode ser uma gema entre as microcaps da Bolsa. Descubra se vale a pena investir nela no Chama o Max de hoje.

sinal verde

Câmara aprova texto-base da MP que viabiliza privatização da Eletrobras

Placar foi de 258 votos contra 136; texto já havia sido aprovado pela Casa, mas voltou depois de alterações no Senado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies