Menu
2020-10-05T08:17:18-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
buscando alternativas

Governo estuda acabar com desconto da declaração simplificada do IR para financiar Renda Cidadã

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a equipe econômica estuda a abolição do desconto simplificado, o que permitiria aumentar o valor do Bolsa Família de R$ 190 para até R$ 240

5 de outubro de 2020
8:07 - atualizado às 8:17
contas imposto de renda
Imagem: Shutterstock

O anúncio dos caminhos encontrados pelo governo para financiar o programa Renda Cidadã, proposto para substituir o Bolsa Família, não vem agradando o mercado. Depois da polêmica envolvendo a postergação do pagamento de precatórios e parte do Fundeb, o governo tem estudado outras formas para financiar o programa social sem que a saúde fiscal do país seja mais comprometida.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o governo estuda acabar com o desconto de 20% do Imposto de Renda da Pessoa Física, aplicado para aqueles que optam pela entrega da declaração simplificada, para financiar o novo programa social. Só no ano passado, 17 milhões de declarações simplificadas foram entregues.

Mesmo com a abolição do desconto simplificado, as deduções com saúde, educação e dependentes continuariam válidas.

Ainda segundo o jornal, a ideia inicial do ministro Paulo Guedes era acabar com as deduções médicas de de educação, já que elas beneficiam somente a classe média e não as camadas mais pobres da sociedade, tendo um grande custo para a União, de cerca de R$ 20 bilhões ao ano.

A ideia no entanto mudou para que não sofra rejeição da classe média, maior afetada pela medida. A equipe econômica ainda realiza os cálculos de quanto seria possível captar com o fim do desconto.

A declaração simplificada é vantajosa em muitas situações pois aplica o desconto de 20% mesmo que o contribuinte não tenha despesas a serem deduzidas.

Segundo técnicos do Ministério d a Economia, o desconto só fazia sentido em um mundo menos digitalizada, quando reunir a documentação necessária para a declaração significava um trabalho muito maior. Com a medida, os técnicos dizem ser possível aumentar o valor do Bolsa Família de R$ 190 para a faixa de R$ 230 e R$ 240.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Ano de eleição

Promessas de Bolsonaro estouram “folga” do Orçamento em 2022

A ampliação do Bolsa Família e um eventual aumento de 5% nos salários do funcionalismo público já superam o espaço adicional de R$ 25 bilhões para o próximo ano

Nova esperança?

Estados Unidos planejam investir US$ 3,2 bilhões em antivirais para tratar covid-19 e outras doenças

Segundo o Dr. Fauci, principal conselheiro do presidente Joe Biden no combate à pandemia, novo programa vai acelerar o que já está em andamento

PODCAST MESA QUADRADA

De pintor de parede a chef renomado, Alex Atala diz que competitividade foi empurrão: ‘se não fosse provocado, seria um bundão’

Chef de cozinha fala sobre sua trajetória e comenta crises e investimentos bem sucedidos

Amor e presentes

Demanda por crédito no País sobe 13% em maio, impulsionada por Dia das Mães

Índice Neurotech revela que o aumento das vendas no varejo, especialmente nas lojas de departamento e vestuário durante a data comemorativa

Vou de táxi

Etanol bate marca de R$ 5 nos postos em junho, segundo a Ticket Log

Valor representa um aumento de 3,77% na comparação com o preço médio de maio, enquanto a gasolina sobe 0,95% e chega a R$ 5,85

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies