Menu
2020-10-29T12:33:26-03:00
Estadão Conteúdo
tensão em Brasília

Depois de receber ligação de Campos Neto, Maia diz confiar no presidente do BC

A conversa entre as duas autoridades ocorreu no dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que manteve a taxa Selic em 2% ao ano.

29 de outubro de 2020
12:33
dsc_5770df
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Depois de acusar o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de ter vazado informações de uma conversa particular que tiveram na quarta-feira, 28, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), baixou o tom e agora resolveu registrar a confiança que tem no titular do BC. De volta às redes sociais, Maia afirmou que recebeu ligação de Campos Neto, que negou ter vazado o diálogo.

"Recebi há pouco ligação do presidente do BC afirmando que ele não divulgou à imprensa a nossa conversa. Diante da palavra do presidente, o vazamento certamente foi provocado por terceiros. Deixo aqui registrado a ligação e a confiança que tenho nele", disse Maia.

A conversa entre as duas autoridades ocorreu no dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que manteve a taxa Selic em 2% ao ano.

Logo cedo, Maia postou nesta quinta-feira, 29, na sua conta do Twitter que Campos Neto não está "à altura de um presidente de Banco de um país sério" ao "vazar" para a imprensa conversa particular que tiveram na quarta. E, com exclusividade ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), criticou a articulação do presidente do BC para alertar sobre os reflexos para a economia da dificuldade do Congresso em avançar com as votações da pauta de ajuste fiscal. Maia disse que o presidente do BC tentou fazer uma articulação política, sem combinar, o que não seria papel dele, mas dos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies