Menu
2020-03-14T09:39:33-03:00
Estadão Conteúdo
Tira-teima

Bolsonaro fará novo exame de coronavírus e ficará em isolamento

Conforme apurou o “Estadão”, presidente repetirá o teste no início da próxima semana, devido ao tempo em que passou no avião ao lado do seu secretário de Comunicação, diagnosticado com a doença

14 de março de 2020
8:36 - atualizado às 9:39
Jair Bolsonaro pronunciamento coronavírus
Imagem: Reprodução

Mesmo com o primeiro resultado do exame de coronavírus tendo dado negativo, o presidente Jair Bolsonaro vai repetir o teste no início da semana que vem, segundo o jornal "O Estado de S.Paulo" apurou. Ele também deverá ficar mais alguns dias em isolamento no Palácio da Alvorada.

A medida será necessária pelo tempo que o presidente passou no avião ao lado do secretário da Comunicação, Fabio Wanjgarten, diagnosticado com a doença na quinta-feira, como antecipou o Estado.

Um dos médicos da equipe que acompanha Bolsonaro afirmou à reportagem que o presidente deverá ficar mais um tempo em isolamento. "Ele segue de quarentena até o começo da próxima semana no Palácio do Alvorada. Precisa ficar isolado pelo menos sete dias depois do contato", disse ele ao "Estado", em caráter reservado.

A medida é justificada por auxiliares próximos ao presidente para que seja descartada qualquer possibilidade de algum deles ter contraído o vírus. A maioria voltou de viagem no mesmo avião de Wanjgarten. O voo entre Miami e Brasília durou cerca de nove horas. O presidente, porém, estava em uma ala separada da aeronave, sem contato direto com o secretário.

Mais cedo, a emissora de TV americana Fox News havia informado que um primeiro exame do presidente teve resultado positivo, creditando a informação ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Na sequência, Jair Bolsonaro informou pela sua página oficial no Facebook que seus exames no Hospital das Forças Armadas e no laboratório Sabin atestaram negativo para o novo coronavírus.

"HFA/SABIN atestam negativo para o COVID-19 o Sr. Pres. da República Jair Bolsonaro", publicou o próprio Bolsonaro nas redes sociais. A publicação foi acompanhada de uma imagem em que o presidente aparece fazendo um gesto de "banana" em direção a jornalistas.

No final da tarde, em live no Facebook, Eduardo Bolsonaro voltou a dizer que não falou com ninguém da Fox. "Eu jamais recebi qualquer tipo de informação dizendo que Jair Bolsonaro testou positivo para Covid-19. Como eu poderia ter repassado adiante para alguém?", afirmou. O deputado federal disse ainda ter estranhado a notícia. "Gosto muito da Fox, assisto, sigo nas redes sociais. Mas deram uma barrigada."

Após ter testado negativo para coronavírus nesse primeiro teste, o presidente Bolsonaro afirmou que a vida segue "normal", com problemas para serem resolvidos. "Vida segue normal, um grande desafio pela frente e muitos problemas para serem resolvidos", disse para apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. Ele seguiu para o Palácio do Planalto, seu local de trabalho. Não constam compromissos na agenda dele.

Na saída da residência oficial, o presidente conversou com apoiadores, mas não os cumprimentou e permaneceu a alguns passos da grade onde as pessoas estavam. "Apesar do meu teste ter dado negativo, eu não vou apertar a mão de vocês", declarou.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Turbulência

Latam reduz prejuízo em 79% e anota perda de US$ 430,8 milhões no 1º trimestre

A receita operacional total da aérea foi de US$ 913,1 milhões no primeiro trimestre, queda de 61,2% sobre o mesmo período de 2020

Bitcoin popular

Goldman Sachs e Citibank anunciam novos investimentos em bitcoin

A ideia é tentar oferecer a maior variedade de serviços e evitar as oscilações, típicas e comuns no mundo das criptomoedas

Movimentação societária

CCR em disparada: por que a saída da Andrade Gutierrez do bloco de controle ajuda as ações?

As ações ON da CCR lideram os ganhos no Ibovespa após a Andrade Gutierrez receber proposta para a venda de sua fatia na companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies