2020-03-20T06:53:54-03:00
anticrise

Argentina tem quarentena obrigatória a partir desta sexta

Argentinos poderão sair de suas casas para comprar bens básicos, como alimentos e remédios, que serão controlados pelas forças de segurança

20 de março de 2020
6:39 - atualizado às 6:53
Alberto Fernández, presidente da Argentina - Imagem: Shutterstock

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou uma quarentena obrigatória a partir da madrugada desta sexta-feira (20) em todo o país, num esforço para impedir a disseminação do novo coronavírus. A quarentena deve durar até 31 de março.

Os argentinos poderão sair de suas casas para comprar bens básicos, como alimentos e remédios, que serão controlados pelas forças de segurança. Alguns trabalhadores de setores essenciais também poderão se deslocar.

A Argentina já tinha fechado suas fronteiras por 15 dias e suspendeu voos vindos de países altamente atingidos pela pandemia. Até essa quinta-feira (19) , a Argentina havia registrado 128 casos, com três mortes.

Política monetária

O Banco Central da República Argentina (BCRA) anunciou uma série de medidas para tentar conter o impacto econômico gerado no setor produtivo do país pela pandemia de coronavírus.

Entre as ações, está a liberação para que entidades financeiras possam oferecer uma linha de crédito especial para micro, pequenas e médias empresas, a uma taxa máxima anual de 24%.

"Para aumentar a capacidade de empréstimo, o BCRA estabeleceu que as entidades devem se desfazer de sua posição nas Letras de Liquidez (Leliq)", diz um comunicado da instituição.

"Essas medidas são destinadas, principalmente, para que o sistema financeiro possa dar mais apoio às empresas e aos indivíduos", acrescenta o BCRA.

Além disso, as exigências de reservas compulsórias para as entidades financeiras que realizarem os empréstimos serão reduzidas. "Esses empréstimos visam especialmente ao financiamento do capital de giro das empresas", explica a autoridade monetária argentina.

Segundo o BCRA, as ações como um todo geram um volume de crédito em mais de 50% do financiamento bancário atual no país.

*Agência de notícias britânica, Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Análise SD

Jogou a toalha? Azul (AZUL4) critica plano de recuperação da LATAM e dá a entender que não vai aumentar a proposta

A Latam pretende injetar mais de US$ 8 bi com as medidas de seu plano de recuperação judicial, cifra superior à proposta pela Azul (AZUL4)

bitcoin (BTC) hoje

Alívio com variante da covid-19 chega primeiro ao mercado de criptomoedas e bitcoin (BTC) volta aos US$ 57 mil

O mercado de criptomoedas, que não para nunca, sentiu o alívio ainda no final do sábado (27) e segue em alta hoje

Radiocash

“Esses 4 milhões de pessoas na Bolsa vieram para ficar”, diz Gustavo Cerbasi

Com 16 livros publicados e 1,5 milhão de seguidores no Instagram, o ex-professor universitário encara com cautela a fama, e rejeita alguns rótulos

Ao acionista com carinho

Ação da Petrobras (PETR4) pode render 100% só em dividendos nos próximos cinco anos

Relação ‘risco-recompensa’ é como comparar um formigueiro ao Everest, avalia o UBS

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Preocupe-se menos com a volatilidade e mais com os fundamentos em si

O que preocupa mesmo é uma eventual perda permanente do capital, e não propriamente se tal ação ou título vai subir ou cair hoje