Menu
2020-04-16T08:17:28-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
crise coronavírus

Alemanha prepara alívio gradual de restrições

Chanceler Angela Merkel lembrou que o sucesso do país em conter o vírus é “frágil”, e que a população deve usar máscaras e manter o distanciamento tanto quanto possível

16 de abril de 2020
8:16 - atualizado às 8:17
Angela Merkel
Imagem: shutterstock

A Alemanha é o quarto país com mais casos do novo coronavírus. No entanto, o número de mortes não se aproxima da realidade vivida em países como a Itália, Espanha, França, o Reino Unido ou os Estados Unidos. Nas últimas 24 horas, foram registrados 2.866 novos casos e mais 315 mortes.

A chanceler Angela Merkel anunciou, nessa quarta-feira (15), a reabertura parcial de alguns espaços comerciais na próxima semana e o regresso gradual às aulas, a partir do início de maio. Ela lembrou, no entanto, que o sucesso do país em conter o vírus é “frágil”, e que a população deve usar máscaras e manter o distanciamento tanto quanto possível. Eventos desportivos e concertos vão ficar suspensos até setembro.

No total, há confirmação de pelo menos 130.583 casos e 3.569 óbitos. A França, por exemplo, tem praticamente o mesmo número de casos confirmados da infecção pelo novo coronavírus, mas 17.188 mortes.

A maior economia da União Europeia tenta, nas próximas semanas, uma retomada progressiva de alguma normalidade. Em entrevista, a chanceler alemã anunciou a reabertura de alguns espaços comerciais até 800 metros quadrados a partir de segunda-feira (20).

As escolas deverão começar a reabrir a partir de 4 de maio, com prioridade para os alunos que frequentam os últimos anos do ensino primário e secundário. Prevê-se também que os cabeleireiros possam abrir nessa data, assim como os locais de revenda de automóveis, lojas de bicicletas e livrarias.

Angela Merkel alertou que o sucesso alemão é débil e pode desfazer-se. “Estamos avançando em pequenos passos. Esta é uma situação frágil em que é necessário ter extrema precaução, não exuberância”, afirmou.

Máscaras

Ela recomendou o uso de máscara nos transportes públicos e nas idas às compras e ainda a manutenção da distância mínima de um metro e meio.

Continuam proibidos eventos e grandes aglomerações,como cerimônias religiosas. Cafés, restaurantes, bares e cinemas também vão continuar fechados.

Concertos, festivais e eventos desportivos ficarão interditados pelo menos até 31 de agosto. Há, no entanto, a possibilidade de disputar os jogos da primeira liga de futebol alemã a portas fechadas.

O controle das fronteiras alemãs com a Áustria, Suíça, França, Luxemburgo e a Dinamarca continua também em vigor pelo menos até o início de maio. Está prevista nova comunicação ao país no próximo dia 30 de abril.

*Com Agência Brasil e Emissora pública de notícias de Portugal

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Airbus A320

Itapemirim começa a receber aeronaves para voos comerciais após Anac autorizar

A Itapemirim diz que a segunda aeronave Airbus A320 de sua frota deve chegar ao aeroporto de Confins (MG) neste domingo

Efeito reverso

Elon Musk fez piada sobre o Dogecoin na TV aberta — e as cotações desabaram

Elon Musk fez a aguardada participação no SNL no último sábado, fazendo piada sobre si mesmo e falando do Dogecoin — mas a cotação caiu forte

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies