Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-25T22:50:08-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Lugar de gente feliz?

Ações do GPA despencam 7% após balanço mostrar fraqueza no setor de multivarejo

A divisão de multivarejo do GPA — encabeçada pelas redes Pão de Açúcar, Extra e Compre Bem — reportou queda na receita e piora nas margens, gerando uma onda de pessimismo em relação às ações da empresa

20 de fevereiro de 2020
16:08 - atualizado às 22:50
Grupo Pão de Açúcar
Imagem: Jacques Lepine / Estadão Conteúdo

A vida não anda fácil para o GPA. A companhia, que vê o rival Carrefour Brasil conquistar uma participação de mercado cada vez maior, divulgou na noite passada seu balanço referente ao quarto trimestre de 2019 — e os números decepcionaram os investidores.

O tamanho da frustração pode ser medido pelo desempenho dos papéis da empresa nesta quinta-feira (20). As ações PN do GPA (PCAR4) terminaram o pregão em forte queda de 7,33%, a R$ 81,21.

Trata-se da uma das maiores baixas do Ibovespa na sessão de hoje — no pior momento do dia, chegaram a ser negociadas a R$ 80,36 (-8,30%). Com a queda, as ações do GPA agora acumulam perdas de 5,02% na semana e de 7,35% desde o início de 2020.

À primeira vista, os números do GPA não parecem tão negativos. Considerando apenas o segmento alimentar — o carro-chefe da varejista —, o lucro líquido consolidado chegou a R$ 1,09 bilhão em 2019, alta de 34,1% ante 2018. No quarto trimestre, contudo, os dados foram mais fracos: queda de 29,8%, para R$ 266 milhões.

Vale ressaltar, no entanto, que o balanço consolidado do GPA possui uma série de ajustes e efeitos não recorrentes, em função das movimentações organizacionais dentro do grupo Casino — o controlador da empresa brasileira — na América Latina. Em alguns momentos, os números apresentados podem gerar alguma confusão para os mais desavisados.

Desta maneira, é melhor olhar para o desempenho individual de cada divisão do GPA. Há o chamado "atacarejo", encabeçado pela rede Assaí — uma espécie de híbrido entre um atacadista e um supermercado comum — e o multivarejo, representado pelas bandeiras Pão de Açúcar, Extra e Compre Bem.

E, ao separar os números dos dois segmentos, analistas e investidores encontraram resultados pouco animadores, especialmente na segunda categoria.

Ponto fraco

O multivarejo reportou uma receita líquida de R$ 7,1 bilhões no quarto trimestre de 2019, cifra 2,3% menor que a registrada no mesmo intervalo do ano anterior. Segundo o GPA, essa redução se deve, em grande parte, às reformas e conversões de lojas, que reduziram a circulação de pessoas e culminaram num número maior de promoções durante a reabertura.

Além disso, a empresa cita a alta nos preços das carnes no trimestre como um segundo fator de queda no faturamento, já que, com os valores mais altos sendo cobrados, o consumo desses produtos naturalmente diminuiu.

Mas, independente disso, fato é que o desempenho mais fraco do multivarejo pegou o mercado de surpresa. O Ebitda ajustado da divisão recuou 29,3% em um ano, para R$ 445 milhões; a margem Ebitda ajustada piorou 2,4 pontos, para 6,2%.

Por outro lado, o "atacarejo" do GPA continua se expandindo. O Assaí fechou o trimestre com receita líquida de R$ 8 bilhões, alta de 19,3% na base anual, com Ebitda ajustado de R$ 624 milhões — cifra 39,8% maior na mesma base de comparação. A margem Ebitda chegou a 7,8%, aumentando 1,1 ponto ante o mesmo período de 2018.

O bom desempenho do Assaí, contudo, não serviu para aliviar o desconforto dos analistas.

Ceticismo

Em relatório, os analistas Luiz Guanais e Gabriel Savi, do BTG Pactual, mostraram-se decepcionados com os números do GPA e ressaltaram a pressão sobre as margens da divisão de multivarejo.

"Apesar de vermos uma tendência melhor para a companhia em 2020, beneficiado-se da conversão de hipermercados em lojas no formato 'pague e leve' e o fechamento de unidades deficitárias, a recuperação dos fundamentos do GPA deve ser gradual", escrevem os analistas.

Já Victor Saragiotto e Pedro Pinto, do Credit Suisse, dizem que as perspectivas para o setor de multivarejo no curto prazo são desafiadoras, por mais que o processo de reforma e conversão de lojas tenha potencial para trazer benefícios adiante.

Como um todo, o Credit Suisse diz que o balanço trimestral foi fraco, com o desempenho das redes Pão de Açúcar, Extra e Compre Bem neutralizando os avanços vistos na operação do Assaí.

Concorrência

Por mais que o Assaí continue crescendo num ritmo forte, a tendência é a de que a arena do "atacarejo" torne-se cada vez mais disputada daqui para frente.

No início da semana, o Carrefour Brasil acertou a compra de 30 unidades do Makro — as lojas serão convertidas para a marca Atacadão, a bandeira da companhia no segmento de "atacarejo".

Com a aquisição, o Carrefour Brasil amplia sua presença geográfica no setor, já que as lojas compradas ficam fora do Estado de São Paulo, onde o Atacadão já possui muitas unidades. A expansão ocorrerá principalmente no Rio de Janeiro e no Nordeste, dois mercados cruciais para o grupo.

Considerando tudo isso, o mercado mostra-se hesitante quanto ao futuro do GPA. Por um lado, o Assaí segue forte, mas tende a enfrentar concorrência cada vez mais acirrada; por outro, o multivarejo dá sinais de desgaste, sem indício de que poderá engatar uma virada no curto prazo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

efeito pandemia

Sem peças importadas, indústria busca produção local, mas esbarra em custo

Escassez de produtos como máscaras e respiradores, que marcou o início da pandemia, depois se estendeu a semicondutores, insumos e autopeças e se agravou com o aumento dos preços

é possível, sim

O segredo para ser feliz no trabalho, segundo esta especialista

Beverly Jones, autora do “Find Your Happy at Work”, arriscou algumas respostas em entrevista recente e falou sobre desconforto, networking e tédio; veja abaixo

em família

Sobrinho-neto do bilionário Warren Buffett supera Berkshire Hathaway no ano

Ações da Boston Omaha, holding de capital aberto co-liderada pelo sobrinho-neto do bilionário, Alex Buffett Rozek, estão batendo os papéis da Berkshire Hathaway

novo serviço

Grupo pão de Açúcar vai fazer entrega para lojistas de seu marketplace

No próximo ano, a companhia passará a oferecer a possibilidade de que os lojistas virtuais armazenem produtos nos centros de distribuição do GPA

inovação

Varejo online agora quer conquistar a fronteira da venda de produto fresco

A partir do mês que vem, começa a funcionar no País uma startup mexicana de tecnologia do setor de supermercados que vai explorar exatamente esse filão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies