Menu
2020-06-04T08:29:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
em meio à crise

BRMalls fecha parceria para venda nas plataformas da B2W

Acordo permite a venda dos produtos das mais de 6 mil lojas no Americanas.com, Submarino e Shoptime

4 de junho de 2020
8:29
Consumidores andam em shopping center
Imagem: Shutterstock

As lojas dos shoppings da BRMalls poderão vender produtos online nas plataformas da B2W, em uma parceria de ambas as empresas anunciada nesta quarta-feira (4).

O acordo permite a venda dos produtos das mais de 6 mil lojas no Americanas.com, Submarino e Shoptime, e também que as lojas estejam integradas às soluções de O2O (Online to Off-line) e soluções da Delivery Center.

"As lojas serão habilitadas para envio de produtos (sortimento e estoque de cada loja) e retirada, e os clientes passam a contar com os serviços de Ship from Store (entrega a partir da loja no mesmo dia no endereço de desejo) e de Click and Collect", diz a BRMalls.

A parceria deve contribuir minimizar os impactos da pandemia para os lojistas. A BRMalls tem parte da rede fechada por conta do isolamento social, mas tem anunciado, aos poucos, a reabertura de estabelecimentos.

A empresa informou nesta quarta a reabertura de quatro empreendimentos: Amazonas Shopping (AM), Shopping Piracicaba (SP), Shopping Vila Velha (ES) e Shopping Estação Cuiabá (MT).

Ao todo, a BRMalls tem 11 centros de compras reabertos. Os demais shoppings seguem fechados por determinação das autoridades locais.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies