Menu
2020-08-07T09:06:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
medo do calote

Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander somam R$ 31,5 bi em provisões

Cifra representa mais que o dobro dos ganhos no período: o lucro líquido recorrente foi de R$ 13,5 bilhões de abril a junho, queda de 37,3%

7 de agosto de 2020
9:05 - atualizado às 9:06
Bancos - Itaú - Santander - Bradesco - Banco do Brasil
Imagem: Montagem Andrei Morais / Estadão Conteúdo / Shutterstock

Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander Brasil somaram gastos com provisões de quase R$ 31,5 bilhões no segundo trimestre deste ano.

A cifra representa mais que o dobro dos ganhos no período: o lucro líquido recorrente foi de R$ 13,5 bilhões de abril a junho, queda de 37,3% ante o segundo trimestre de 2019.

O pico nas provisões para devedores duvidosos já pode ter sido alcançado, mas novos reforços não estão descartados, a depender da força dos calotes e do ritmo de recuperação da economia brasileira.

A decisão pelas provisões tem caraterizado o período impactado pela pandemia. Os grandes bancos gastam para enfrentar o "tsunami" de inadimplência que pode ocorrer depois que o prazo das rolagens de dívidas feitas no início da pandemia chegar ao fim.

Abaixo você confere os resultados em detalhes de Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander Brasil.

  • Santander: lucro cai 41% no segundo trimestre com provisão para coronavírus
  • Lucro do Banco do Brasil cai 25,3% no segundo trimestre com baixa contábil de R$ 1,3 bilhão
  • Itaú tem lucro 40% menor no segundo trimestre, mas reduz provisões para perdas
  • Bradesco volta a aumentar provisões e lucro cai 40,1% no segundo trimestre

*Com informações de jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

recadinho

Relevância do cumprimento do teto no pós-crise será ainda maior, diz Tesouro

Tesouro Nacional reforçou o alerta de que é preciso acelerar as reformas para manter a confiança dos investidores e os juros baixos

impacto fiscal

Rombo nas contas do governo soma R$ 647,8 bilhões até agosto

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 87,835 bilhões de julho

GIGANTE DEBILITADO

Membro do Fed projeta contração de 3% do PIB dos EUA em 2020

Presidente da distrital de Dallas também estima crescimento de 3,5% da economia em 2021

compras em meio à crise

Cauteloso no início da pandemia, Warren Buffett investiu US$ 19 bilhões desde julho

No terceiro trimestre, a Berkshire Hathaway anunciou a compra de ativos de energia, aumentou participação em banco e até embarcou em um IPO de tecnologia

Mercado imobiliário

BofA está otimista com a construção civil e considera a Cyrela sua ação preferida do setor

Em relatório, analistas da instituição se mostraram otimistas com construtoras brasileiras e disseram que mercado imobiliário está apenas no começo de uma recuperação de vários anos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements