🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2022-08-18T10:09:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
MENOS LUCRO

Lula fala em enquadrar Banco do Brasil (BBAS3) e quer lucro menor que concorrentes privados

Líder nas pesquisas, Lula disse que, em um eventual novo governo, irá “orientar” o Banco do Brasil; ações BBAS3 fecham em queda

17 de agosto de 2022
17:09 - atualizado às 10:09
Banco do Brasil ações
Banco do Brasil - Imagem: Shutterstock

O lucro recorde no segundo trimestre que tornou o Banco do Brasil (BBAS3) a grande estrela entre os balanços dos grandes bancos pode estar com os dias contados. Isso porque o ex-presidente e candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quarta-feira (17) que bancos públicos reduzam a margem de lucro.

“É preciso que a gente enquadre o Banco do Brasil [BBAS3]. Não queremos que bancos públicos tenham nenhum prejuízo, mas não queremos que tenham os mesmos lucros dos bancos privados”, afirmou Lula em evento com micro e pequenos empresários em São Paulo.

Líder nas pesquisas, Lula disse que, em um eventual novo governo, irá orientar a instituição: “Banco do Brasil parece bonzinho se tiver orientação governamental. Se não tiver, a burocracia do banco pensa como banco privado”.

O petista ainda voltou a defender a concessão de empréstimos do BNDES a pequenas e médias empresas. “O BNDES vai ter que deixar de fazer empréstimos para grandes empresas e vai se dedicar a emprestar para as pequenas.”

Ações caem

As ações do Banco do Brasil (BBAS3) recuaram 0,90%, o pior desempenho entre os grandes bancos hoje na B3. Mas não se pode creditar o desempenho de hoje à fala de Lula. No acumulado do ano, os papéis do BB surgem na liderança com uma alta de quase 60%, então o movimento de hoje pode ser apenas um ajuste.

O Banco do Brasil teve um trimestre estelar, com um lucro líquido de R$ 5,8 bilhões entre abril e junho. Trata-se de uma alta de quase 55% em relação ao mesmo período do ano passado.

O banco também conseguiu cumprir uma antiga promessa de se equiparar em rentabilidade com os concorrentes privados. O BB passou por um longo processo de recuperação dos resultados depois que a política da ex-presidente Dilma Rousseff de baixar os juros "na marra" derrubou os resultados da instituição.

Bolsonaro também mexeu com o Banco do Brasil

Apesar do bom resultado alcançado no segundo trimestre, o Banco do Brasil não escapou ileso da interferência do governo durante a gestão de Jair Bolsonaro.

No ano passado, o então presidente do Banco do Brasil, André Brandão, deixou o cargo após Bolsonaro criticar o plano de reestruturação do banco — que envolvia a demissão incentivada de mais de 5 mil funcionários, além do fechamento de agências.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Conteúdo Empiricus

Enquanto varejistas famosas como MGLU3 caem 30% no ano, ‘ação da Gisele Bündchen’ sobe 10% e pode valorizar mais 50%

28 de setembro de 2022 - 10:05

Varejista é a maior da América Latina dentro do seu segmento

UM GANCHO DE ESQUERDA

Com Bancos Centrais de olho no bitcoin (BTC), maior criptomoeda do mundo cai 6% antes de falas de Jerome Powell hoje; entenda

28 de setembro de 2022 - 9:53

Entenda por que você deveria acompanhar as falas de Jerome Powell, Christine Lagarde e outros presidentes de BCs do mundo

MERCADO EM 5 MINUTOS

Mercado em 5 Minutos: O terror sem fim das bolsas internacionais

28 de setembro de 2022 - 9:32

Bolsas globais caem para o patamar mais baixo em dois anos, refletindo as taxas de juros mais elevadas, que intensificaram os temores de uma recessão global

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa abre em leve queda e acompanha maior cautela do exterior; dólar fica instável

28 de setembro de 2022 - 9:04

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam em tom negativo nesta quarta-feira (28). Os investidores seguem com maior cautela com a expectativa de recessão global no radar. Nos EUA, os discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed), dentre eles o do presidente Jerome Powell, devem continuar influenciando as bolsas americanas. Com a agenda esvaziada no […]

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O efeito do abraço de urso: a volta dos IPOs na B3, dividendos milionários, inverno cripto e outras notícias que mexem com seus investimentos

28 de setembro de 2022 - 8:17

A sucessão de baixas dos ativos de risco nos mercados financeiros levou os investidores a uma caça às pechinchas — e cada vez mais analistas consideram que é hora de ir às compras nas bolsas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies