Menu
2020-08-26T16:46:47-03:00
Estadão Conteúdo
solução está suspensa há 2 meses

WhatsApp Pay retorna quando tivermos conforto que é pró-competitiva, diz diretor do BC

A solução está suspensa pelo regulador há dois meses. O serviço de envio e recebimento de dinheiro por meio do WhatsApp, que pertence ao Facebook, foi lançado no Brasil no dia 15 de junho

26 de agosto de 2020
16:46
whatsapp
Imagem: Shutterstock

O diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, disse que a autorização para que a plataforma de pagamentos do WhatsApp volte a operar será concedida assim que o regulador tiver conforto de que ela é "pró-competitiva".

A solução está suspensa pelo regulador há dois meses. O serviço de envio e recebimento de dinheiro por meio do WhatsApp, que pertence ao Facebook, foi lançado no Brasil no dia 15 de junho. Uma semana depois do anúncio, porém, o BC decidiu suspender a solução, alegando a necessidade de avaliar questões de competição e privacidade de dados.

"O BC vê com excelentes olhos entrantes que ofertem meios de pagamentos eficientes e competitivos para os usuários. Isso podem ser big techs, instituições de pagamento, fintechs, quem quer que preste valor é bem vindo", afirmou Pinho de Mello, durante conferência online, nesta tarde, promovida pela TAG Investimentos.

"A solução de pagamento do WhatsApp… vamos autorizá-la assim que tivermos conforto necessário que é uma solução pró-competitiva. Não é autorizar o WhatsApp, mas os arranjos de pagamentos", esclareceu.

Segundo ele, a solução tem de ser boa tanto para o pagador quanto para o recebedor. No caso das pessoas físicas, o serviço de pagamentos do WhatsApp não terá custo.

Pinho de Mello disse, porém, que, no caso das pessoas jurídicas, a plataforma tinha uma taxa de desconto "razoavelmente alta" e só um credenciador, neste caso a Cielo. A solução do WhatsApp anunciou que cobraria uma taxa de 3,99% sobre o valor de compras.

"A gente vai evitar a todo custo que repliquemos o que tinha no mercado de cartões até 2010 - quando operava sob um modelo fechado", destacou.

De acordo com Pinho de Mello, o processo de aprovação junto aos arranjos de pagamentos parceiros do WhatsApp é o mesmo que o BC aplica a todos os demais do mercado.

Questionado sobre como o BC vê a parceria entre o banco da PagSeguro, o Pagbank, e aplicativo chinês TikTok, anunciada recentemente, Pinho de Mello afirmou apenas que "iniciativas eficientes, que gerem valor e que promovam a disrupção são bem vindas".

O diretor do BC disse ainda que o mandato da autoridade monetária é garantir que os arranjos de pagamentos sejam abertos, interoperários e competitivos.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Bilionário imunizado

Adivinha quem já foi vacinado? Bill Gates compartilha foto e diz como se sente após tomar 1ª dose

Fundador da Microsoft compartilhou foto do momento em que era vacinado e enalteceu o trabalho dos cientistas, voluntários e profissionais da saúde que trabalham no combate à pandemia

Início de cobertura

Após queda de 56%, XP revela o que espera das ações da dona da rede de restaurantes Frango Assado e Pizza Hut no Brasil

Os analistas da corretora iniciaram a cobertura das ações da IMC com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 4,00, o que indica um potencial de alta de 8%

Private equity

Ações da gestora brasileira Pátria sobem 17% na estreia na Nasdaq após IPO de R$ 3,2 bilhões

A gestora brasileira estreou com um valor de mercado de mais de R$ 15 bilhões e mira mais crescimento, o que poderá envolver aquisições

Uma nova chance?

O que esperar da nova Lei de Falências, que entra em vigor hoje

A reforma na Lei de Falências deve facilitar a recuperação das empresas que ainda são viáveis e tornar mais célere e eficiente a liquidação daquelas que estão condenadas a desaparecer

Aposta na retomada

Goldman Sachs eleva o preço-alvo de ação de locadora de veículos e recomenda compra

Os analistas elevam o preço-alvo para as ações da Localiza (RENT3) de R$ 69,30 para R$ 73,20 e projetam lucro acima do consenso do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies