Menu
2020-09-09T16:02:50-03:00
Estadão Conteúdo
fluxo cambial

Saída de dólar supera entrada em US$ 15,872 bilhões no ano até 4/09, diz BC

No mesmo período de 2019, o resultado havia sido negativo em US$ 8,100 bilhões

9 de setembro de 2020
16:02
Dólar
Imagem: Shutterstock

O fluxo cambial total do ano até 4 de setembro foi negativo em US$ 15,872 bilhões, informou nesta quarta-feira, 9, o Banco Central. No mesmo período de 2019, o resultado havia sido negativo em US$ 8,100 bilhões.

O resultado do ano está diretamente ligado aos efeitos da pandemia de covid-19 sobre a economia. Em meio à crise, investidores aceleraram em março e abril o envio de dólares a outros países, em movimento de busca por segurança. Em maio, porém, houve fluxo de entrada líquida de recursos no Brasil. Nos meses de junho e julho, ocorreram saídas líquidas. Em agosto, houve novo saldo positivo.

No ano até 4 de setembro, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 47,979 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 330,816 bilhões e de envios no total de US$ 378,792 bilhões. O segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo acumulado ficou positivo em US$ 32,103 bilhões, com importações de US$ 104,914 bilhões e exportações de US$ 137,017 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 18,748 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 50,212 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 68,057 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial da semana passada (de 31 de agosto a 4 de setembro) ficou positivo em US$ 496 milhões.

O canal financeiro registrou na semana passada entrada líquida de US$ 554 milhões pelo canal financeiro. Isso foi resultado de aportes no valor de US$ 7,695 bilhões e de envios no total de US$ 7,141 bilhões. Este segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo ficou negativo em US$ 58 milhões no período, com importações de US$ 3,029 bilhões e exportações de US$ 2,971 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 341 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 933 milhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 1,696 bilhão em outras entradas.

Agosto

Depois de registrar saídas líquidas de US$ 3,282 bilhões em julho, o Brasil fechou agosto com fluxo cambial positivo de US$ 602 milhões.

No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 4,485 bilhões em agosto, resultado de aportes no valor de US$ 28,041 bilhões e de retiradas no total de US$ 32,526 bilhões. Este segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 5,087 bilhões, com importações de US$ 11,166 bilhões e exportações de US$ 16,253 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,606 em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 6,945 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 7,702 bilhões em outras entradas.

Posição cambial líquida

A posição cambial líquida do Banco Central atingiu US$ 299,988 bilhões no dia 4 de setembro, conforme dados divulgados nesta quarta-feira, 9, pela instituição. No fim de dezembro de 2019, essa posição estava em US$ 327,801 bilhões e, em agosto deste ano, em US$ 300,690 bilhões.

A posição traduz o que está disponível para que o BC faça frente a alguma necessidade de moeda estrangeira - como fornecer liquidez ao mercado em momentos de crise como a atual, por exemplo.

A posição leva em conta as reservas internacionais, o estoque de operações de linha do BC (venda de dólares com compromisso de recompra), a posição da instituição em swap cambial e os Direitos Especiais de Saque (DES) do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Vendas

Os bancos fecharam agosto com posição vendida no câmbio à vista de US$ 27,448 bilhões. No fim de julho, essa posição estava vendida em US$ 29,707 bilhões.

As instituições financeiras atuam como contrapartes em operações cambiais. Assim, quando há remessas de moeda estrangeira ao exterior, elas fornecem dólares a empresas e fundos, por exemplo, para envio. Neste caso, a "posição vendida" das instituições tende a aumentar.

Em movimento contrário, quando há entrada de recursos no Brasil, as instituições financeiras recebem os dólares, o que reduz a "posição vendida" ou eleva a "posição comprada".

A posição dos bancos no mercado à vista também é alterada sempre que o BC realiza leilões de dólares. Assim, quando o BC vende moeda aos bancos, a posição vendida à vista tende a diminuir.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

medida anticrise

Governo vai prorrogar novamente corte de jornada e salário

Programa foi anunciado em abril como medida para evitar um aumento ainda maior do desemprego diante da pandemia do novo coronavírus

defesas na corte

STF julga ação sobre venda de refinarias da Petrobras; veja o que já foi dito

Corte analisa um pedido de autoria do Senado Federal que alega que o governo federal estaria desmembrando a empresa para vender ativos; julgamento acontece nesta quinta

atenção, acionista

Hypera paga R$ 185,4 milhões em juros sobre capital próprio

Segundo a empresa, serão de R$0,29290 por ação ordinária, com retenção de imposto de renda na fonte; veja condições

PANDEMIA NO PAÍS

Brasil registra 1.031 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

O último registro acima de mil mortes pela covid-19 havia ocorrido em 15 de setembro

privatizações

‘Paulo Guedes está desequilibrado’, diz Maia após acusação

Ministro falou que há boatos de que o deputado fez um acordo com a esquerda para não pautar as privatizações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements