Menu
2020-03-25T11:30:15-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de olho nas cifras

Rombo nas contas externas chega a US$ 3,9 bilhões em fevereiro

Segundo o BC, o estoque de reservas internacionais atingiu US$362,5 bilhões no mês

25 de março de 2020
11:22 - atualizado às 11:30
Dólar real câmbio
Imagem: Shutterstock

O déficit em transações correntes totalizou US$3,9 bilhões em fevereiro de 2020, segundo informou o Banco Central nesta quarta-feira (25). No mesmo mês do ano passado, o déficit foi de US$3,3 bilhões.

A elevação de US$570 milhões no déficit decorreu da redução de US$154 milhões no superávit da balança comercial de bens, de maiores déficits nas contas de serviços (US$239 milhões) e de renda primária (US$224 milhões), e de elevação dos ingressos líquidos de renda secundária (US$47 milhões).

O déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em fevereiro de 2020 somou US$52,9 bilhões (2,91% do PIB), ante US$52,3 bilhões (2,86% do PIB), em janeiro de 2020.

As exportações de bens totalizaram US$16,4 bilhões em fevereiro, aumento de 4,0% em relação ao mês correspondente de 2019. Na mesma base de comparação, as importações de bens aumentaram 6,0%, para US$13,9 bilhões.

Na comparação entre os primeiros bimestres de 2020 e 2019, as exportações reduziram 8,6% para US$30,9 bilhões, enquanto as importações aumentaram 2,9%, também totalizando US$30,9 bilhões.

A contração do saldo comercial, de superávit de US$3,7 bilhões no primeiro bimestre de 2019, para déficit de US45 milhões no período homólogo de 2020, determinou a ampliação do déficit em transações correntes no período.

O déficit na conta de serviços atingiu US$2,6 bilhões no mês, 10,2% superior ao resultado de fevereiro de 2019, US$2,4 bilhões. Destacaram-se o incremento na despesa líquida de aluguel de equipamentos, de US$937 milhões para US$1,5 bilhão, e a redução nas despesas líquidas de viagens, de US$760 milhões para US$ 403 milhões.

Em fevereiro de 2020, o déficit em renda primária aumentou 6,1% na comparação com fevereiro de 2019, somando US$3,9 bilhões.

Os gastos líquidos com juros somaram US$1,4 bilhão no mês, aumento de 35,3% na comparação inter anual, com incremento de despesas e estabilidade nas receitas. As despesas líquidas de lucros e dividendos somaram US$2,5 bilhões, redução de 6,1% ante fevereiro de 2019.

Os ingressos líquidos em investimentos diretos no país (IDP) somaram US$6,0 bilhões no mês, ante US$7,7 bilhões em fevereiro de 2019. O fluxo foi composto por ingressos líquidos de US$2,3 bilhões em participação no capital e de US$3,7 bilhões em operações intercompanhia. Nos doze meses encerrados em fevereiro de 2020, o IDP totalizou US$76,7 bilhões, correspondendo a 4,22% do PIB, em comparação a US$78,3 bilhões (4,28% do PIB) no mês anterior.

No mês, a saída líquida de investimento em portfólio no mercado doméstico somou US$3,4 bilhões, com saídas líquidas de US$4,5 bilhões em ações e fundos de investimento e ingressos líquidos de US$1,1 bilhão em títulos de dívida. No primeiro bimestre de 2020 houve saídas líquidas de US$1,9 bilhão em instrumentos de portfólio negociados no mercado doméstico, comparativamente a ingressos líquidos de US$10,7 bilhões observados em período similar, em 2019.

Reservas internacionais

Segundo o BC, o estoque de reservas internacionais atingiu US$362,5 bilhões em fevereiro de 2020. O incremento de US$3,1 bilhões nesse estoque, relativamente à posição de janeiro, decorreu principalmente da variação por preço, que gerou ganhos de US$2,5 bilhões.

A receita de juros adicionou US$549 milhões ao estoque, enquanto a variação por paridades contribuiu para reduzi-lo em US$460 milhões. No primeiro bimestre de 2020, os ganhos com preço de títulos acumulam US$4,6 bilhões.

Investimento Internacional

A PII apresenta, a cada data-base, os estoques de ativos e passivos financeiros entre residentes e não residentes no país. A diferença entre esses estoques é denominada PII líquida, com valores negativos expressando o maior volume de investimentos de não residentes realizados no país, quando comparados aos efetuados no exterior por residentes.

Os ativos da PII somaram US$892,5 bilhões na posição de dezembro de 2020, destacando-se as reservas internacionais, US$356,9 bilhões, e a posição de investimento direto no exterior, US$399,9 bilhões.

Os passivos da PII atingiram US$1,6 trilhão, dos quais a posição de IDP representou mais da metade, US$819,5 bilhões. A PII líquida de dezembro de 2020, portanto, foi devedora em US$731,9 bilhões, equivalente a 39,8% do PIB.

A PII líquida devedora de fevereiro de 2019 foi estimada em US$588,3 bilhões (32,3% do PIB). Comparativamente a dezembro de 2019, a posição tornou-se menos devedora em US$143,6 bilhões, dos quais US$139,2 bilhões correspondentes à redução do estoque de passivos.

A depreciação da moeda doméstica reduziu o estoque de passivos externos denominados em moeda nacional, tais como IDP – Participação no capital e títulos e ações negociados no mercado interno. A variação de preço também contribuiu para reduzir o estoque desses passivos.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

12 notícias para você começar o dia bem informado

Se o coronavírus colocou a população sob isolamento domiciliar, também levou quem estava “isolado” a abrir as portas. Estou falando de diversos fundos de investimento que estavam fechados para novos investidores e agora estão reabrindo para captação. Uma das gestoras que entrou nessa onda foi a Truxt, que tem R$ 12 bilhões na carteira. Em […]

efeitos da crise

BCE adia revisão de estratégia política monetária para 2021

Eventos públicos do BCE e dos bancos centrais nacionais do Eurosistema que estavam planejados para o primeiro semestre deverão ocorrer apenas na segunda metade de 2020

Conteúdo Patrocinado

De volta ao jogo: Ivan Sant’Anna retorna para a bolsa

A volta do Ivan é algo como se o Michael Jordan voltasse hoje a jogar na NBA, ou se o Fenômeno retornasse ao futebol nesta semana.

esquenta dos mercados

Esperança com resolução para crise do petróleo anima mercados, mas covid-19 segue no radar

Mesmo com o alívio das bolsas do exterior, os investidores seguem monitorando os números de casos de covid-19 e as medidas do governo para suporte da população

expectativa

Acredito que Rússia e Arábia Saudita farão acordo sobre petróleo, diz Trump

Republicano confirmou que se encontrará com empresas petrolíferas nesta sexta-feira, 3

diante da crise

Câmara aprova projeto que permite adiar recolhimento de INSS de funcionários

Proposta prevê que as companhias deixem de recolher a contribuição previdenciária dos trabalhadores por 60 dias, prorrogáveis por mais 30

medida emergencial

Governo permite redução salarial de até 70% e suspensão de contratos

Governo pagará uma parte do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito se fosse demitido; empresas sob os regimes de lucro real e lucro presumido, com receita bruta acima de R$ 4,8 milhões, serão obrigadas a arcar com 30% do salário do funcionário para poder suspender o contrato

Entrevista exclusiva

Truxt reabre fundos para captação com foco em ações de “sobreviventes” na B3

Queda generalizada de ações abre oportunidade de compra, mas recuperação das bolsas nos EUA deve ocorrer primeiro, me disse José Tovar, CEO da gestora que possui R$ 12 bilhões em patrimônio

IR 2020

Como declarar ações no imposto de renda

Declarar ações no imposto de renda não é trivial, e não é na hora de declarar que você deve recolher o imposto sobre o investimento. Felizmente a pessoa física conta com um limite de isenção. Saiba todos os detalhes sobre como declarar a posse, compra, venda, lucros e prejuízos com ações no IR 2020

Medidas anticrise

Bolsonaro sanciona MP da renda básica emergencial

Nova lei prevê pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements