Menu
2020-10-15T09:26:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ABAIXO DAS EXPECTATIVAS

‘Prévia do PIB’, IBC-Br sobe 1,06% em agosto

Este foi o quarto avanço mensal consecutivo; no ano, porém, índice acumula queda de 5,44%

15 de outubro de 2020
9:26
crescimento economia
Imagem: Shutterstock

A economia brasileira cresceu 1,06% em agosto, na comparação julho, segundo o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) divulgado nesta quinta-feira (15) pelo Banco Central.

Este foi o quarto avanço mensal consecutivo, mas veio abaixo da mediana das expectativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, do Grupo Estado, que apontava para uma alta de 1,70%. A faixa de projeções variava de 0,90% a 3,44%.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, porém, o recuo foi menor que o esperado. O IBC-Br caiu 3,92% em base anual, menos do que a mediana das estimativas apontava – contração de 4,10%.

Usado para avaliar ao ritmo da economia ao longo dos meses, o IBC-Br é conhecido como uma prévia do PIB. Ele considera a trajetória das variáveis da agropecuária, indústria e serviços, além de impostos sobre produtos.

O Banco Central informou ainda que o IBC-Br caiu 4,74% no trimestre encerrado em agosto, ante o mesmo período de 2019, acumulando baixa de 5,44%.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ALÍVIO

Mortes por covid-19 chegam ao menor nível desde maio, diz Fiocruz

Média móvel de novos casos ficou em 22.483 no sábado, alta de 11% em relação aos casos da semana anterior

LUTO

Morre presidente da Samsung, aos 78 anos

Lee Kun-hee foi responsável por transformar a companhia em um dos maiores conglomerados do mundo

INFLAÇÃO

Custo alto deve se manter até 2021 no material de construção

Superaquecimento de itens é reflexo de distorção entre oferta e demanda, diz pesquisadora da FGV

“efeito de três pontos”

O [mau] comportamento dos mercados: as semelhanças entre a trajetória do câmbio e de uma bola de basquete

O câmbio vai oscilar ao gosto das notícias – das guerras comerciais à falta de agenda econômica do governo federal. Mas existe um estranho – e ainda pouco compreendido – “efeito de três pontos”.

DRAGÃO COM FOME

Comida pressiona inflação até o fim do ano, dizem analistas

Dólar em alta, oferta escassa por causa da entressafra e o auxílio emergencial estão provocando o aumento dos preços

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies