Menu
2020-05-15T07:02:05-03:00
Estadão Conteúdo
impactos da crise

PIB da zona do euro sofre contração de 3,8% no 1º trimestre

Resultado confirmou estimativa preliminar e veio em linha com a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal

15 de maio de 2020
7:01 - atualizado às 7:02
Zona do Euro - Euro, União Europeia
Imagem: shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro encolheu 3,8% no primeiro trimestre de 2020 ante o quarto trimestre de 2019, sofrendo a maior contração numa série histórica iniciada em 1995, em meio ao impacto da pandemia do novo coronavírus, segundo revisão divulgada hoje pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

O resultado confirmou estimativa preliminar e veio em linha com a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o PIB do bloco recuou 3,2% entre janeiro e março. Neste caso, a primeira estimativa da Eurostat - publicada no fim de abril - havia sido de queda um pouco maior, de 3,3%.

Em termos anualizados, a economia da zona do euro registrou um tombo de 14,2% no primeiro trimestre, um pouco menor do que o declínio de 14,4% calculado inicialmente pelo órgão de estatísticas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

mundo em alerta

Brasil não deve ter segunda onda, mas governo tem instrumentos para enfrentá-la, diz Guedes

Ministro considerou que a única solução para a covid-19 é a vacina e alertou para a necessidade de avançar em reformas para que o governo tenha mais fôlego

segunda onda

‘Não consigo entender medida como essa’, diz Bolsonaro sobre lockdown na França

Governo francês anunciou novo confinamento nacional para conter o aumento de casos de covid-19 a partir desta sexta-feira

BALANÇO

Petrobras: Quatro temas da teleconferência de resultados do 3º trimestre

Resultado veio melhor que o esperado pela maioria dos analistas, apesar do prejuízo de R$ 1,5 bilhão no período

Diante da crise

BCE mantém política monetária, mas promete ‘recalibrar instrumentos’

As principais taxas de juros do BCE, a de refinanciamento e a de depósitos, permaneceram em 0% e -0,50%, respectivamente.

tensão em Brasília

Depois de receber ligação de Campos Neto, Maia diz confiar no presidente do BC

A conversa entre as duas autoridades ocorreu no dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que manteve a taxa Selic em 2% ao ano.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies