Menu
2020-06-24T07:03:05-03:00
pix

Novo sistema vai permitir saques em lojas, anuncia BC

Segundo Campos Neto, a possibilidade de saques em redes varejistas busca trazer “mais eficiência, por meio da reutilização do dinheiro no varejo e do aproveitamento dessa rede”

24 de junho de 2020
6:57 - atualizado às 7:03
Campos Neto
Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado - Imagem: Edilson Rodrigues/Agência Senado

presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta segunda-feira, 22, que o novo sistema de pagamentos instantâneos (PIX) que deve entrar em vigor em novembro vai permitir serviços de saques em redes varejistas, como alternativa ao sistema bancário. "As regras e os primeiros detalhamentos desse produto serão apresentados na próxima reunião do Fórum de Pagamentos Instantâneos, em agosto", disse ele.

Ainda segundo Campos Neto, a possibilidade de saques em redes varejistas busca trazer "mais eficiência, por meio da reutilização do dinheiro no varejo e do aproveitamento dessa rede, acompanhando a evolução tecnológica e atendendo às necessidades da indústria e dos cidadãos".

Os pagamentos instantâneos correspondem às transferências monetárias eletrônicas em que a transmissão da ordem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o usuário recebedor ocorre em tempo real. Segundo o BC, uma vez em operação o PIX não terá limite de horário para as transferências.

Conforme o BC, as transferências vão ocorrer diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, sem a necessidade de intermediários, o que permite que os custos de transação sejam menores.

Campos Neto afirmou que o PIX será gratuito para as pessoas físicas. Com isso, segundo ele, o PIX terá igualdade de condições em relação a outros meios de pagamentos. "Confio que as instituições participantes desenvolverão modelos de negócio e estratégias interessantes e economicamente atrativas, ofertando o PIX às empresas, de modo a refletir o baixo custo e agregar serviços que gerem valor para os clientes."

Ele disse ainda que o projeto "não se encerra em novembro". "Temos uma agenda evolutiva preparada para o PIX, e diversos novos produtos e funcionalidades serão lançados nos próximos anos."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

coronavírus no país

Covid-19: Brasil tem 41,8 mil novos casos e 1.300 óbitos em 24h

Até o momento, 1.209.208 de pessoas se recuperaram da doença

gestor lendário

Ray Dalio volta a dizer que dinheiro é ‘o pior ativo’ e prega diversificação sem ‘real estate’

Dalio participou na noite desta terça-feira (14) de uma das sessões da Expert XP e disse que ativos do mercado imobiliário não são recomendados para a carteira diversificada idealizada por ele

seu dinheiro na sua noite

100 mil é o limite?

No ápice do pânico nos mercados provocado pelo coronavírus, ninguém era capaz de dizer quando (ou quanto) seria o fundo do poço da bolsa. Hoje a grande dúvida dos investidores é saber se chegamos ao teto ou o Ibovespa pode subir ainda mais. O que mais me impressiona não foi nem a mudança da pauta nos mercados, […]

Risco elevado

Preços de ativos têm motivos para subir, mas é hora de pensar em comprar guarda-chuva em dia de sol, diz SPX

Gestora considera que riscos ainda estão elevados e manifestou dúvidas em relação à sustentabilidade do atual nível de estímulo e endividamento global

Bolsa em alta

Petrobras e Vale têm ganhos firmes e puxam a recuperação do Ibovespa; dólar cai

Dados mais fortes na China deram forças ao setor de commodities, impulsionando as ações da Vale e da Petrobras e ajudando o Ibovespa como um todo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements