Menu
2020-03-25T12:46:05-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Fluxo

Fluxo cambial total em março até dia 23 está negativo em US$ 3,412 bilhões, diz Banco Central

Fluxo cambial total é negativo em US$ 3,412 bilhões em março até dia 23; cifra resulta de fluxo comercial de US$ +6,136 bi e financeiro de US$ -9,548 bi

25 de março de 2020
12:46
Banco Central do Brasil
Banco Central do Brasil - Imagem: Shutterstock

O Banco Central informou nesta quarta-feira, 25, que o fluxo cambial total no País está negativo em US$ 3,412 bilhões em março até o dia 23. A cifra é resultado de um fluxo comercial positivo de US$ 6,136 bilhões e de um fluxo financeiro negativo de US$ 9,548 bilhões no mesmo período.

Os dados já levam em conta os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre o fluxo cambial.

Na conta comercial, ocorreram em março até o dia 23 importações de US$ 10,216 bilhões e exportações de US$ 16,352 bilhões.

Dentro das exportações foram US$ 4,913 bilhões de Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 5,343 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 6,096 bilhões em demais operações. Dentro da conta financeira, ocorreram no período entradas de US$ 45,749 bilhões e saídas de US$ 55,298 bilhões.

Com o movimento verificado em março até o dia 23, a posição dos bancos no mercado à vista passou de vendida em US$ 38,912 bilhões no fim de fevereiro para vendida em US$ 33,081 bilhões agora.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies