Menu
2020-10-19T09:51:52-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
MAIS UMA REVISÃO

Economistas voltam a revisar para cima projeções para inflação em 2020

Relatório Focus mostra que expectativas para IPCA subiram de 2,47% para 2,65%

19 de outubro de 2020
9:25 - atualizado às 9:51
Alta da inflação
Imagem: shutterstock

As expectativas do mercado para a inflação no País subiram pela décima semana consecutiva, com os economistas passando a prever que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechará o ano em 2,65%.

A previsão está na edição mais recente do Relatório Focus, levantamento de projeções feito pelo Banco Central (BC), divulgado nesta segunda-feira (19). Na semana passada, a expectativa é de que a inflação atingisse 2,47%. Há quatro semanas, o mercado projetava alta de 1,99%.

O Focus mostra que, para o ano que vem, os economistas projetam uma inflação de 3,02%, estabilidade ante o projetado anteriormente.

A escalada dos preços no País representa um desafio para as contas públicas, ao criar uma espécie de armadilha para a equipe econômica cumprir o teto de gastos em 2021.

Mas ela também pode ser boa para investidores, dependendo de como estão alocados, e abriu margem para boas oportunidades de investimentos em fundos imobiliários (FIIs)

Ainda que a mediana de estimativas para inflação esteja sendo constantemente revisada para cima, ela ainda está abaixo da meta estabelecida pelo Comitê de Política Monetária do BC, o Copom, de 4%, e também do piso do sistema de metas, de 2,5%, em 2020.

PIB

Os economistas ouvidos pelo BC voltaram a melhorar as projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. A mediana das projeções aponta para uma contração de 5% da economia este ano.

Na semana passada, a expectativa era de queda de 5,03%, enquanto há quatro semanas a projeção era de retração de 5,05%. Mas para 2021, a mediana sofreu redução, de crescimento de 3,50% para alta de 3,47%.

Os números mostram que o País está se recuperando dos efeitos da pandemia de covid-19, ainda que em uma velocidade menor que gostaríamos.

Divulgado na quinta-feira (15), o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), utilizado para avaliar ao ritmo da economia ao longo dos meses, apontou que a economia cresceu 1,06% em agosto, na comparação com julho. Este foi o quarto avanço mensal consecutivo.

Câmbio

Pela segunda semana consecutiva, o Relatório Focus mostrou que os economistas do mercado financeiro pioraram as projeções para a taxa de câmbio ao final do ano, em meio a notícias de piora da situação fiscal.

A mediana das expectativas mostra agora que o dólar deve fechar 2020 em R$ 5,35, acima dos R$ 5,30 estimados anteriormente. Há quatro semanas, era esperado R$ 5,25.

O dólar é muito sensível a qualquer informação sobre deterioração das condições políticas e econômicas do Brasil. Toda vez que há preocupação sobre estes temas, os investidores buscam ativos considerados mais seguros, como é o caso da moeda americana e o ouro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

PESSIMISMO

Risco fiscal impede Brasil de aproveitar bom momento dos mercados globais

Rogério Xavier, da SPX Capital, e Carlos Woelz, da Kapitalo Investimentos, criticam duramente falta de interesse em controlar contas públicas

Substituição barrada

Investidores de debêntures da Rodovias do Tietê rejeitam venda da empresa para Latache

Venda para fundo foi rejeitada pelos debenturistas da concessionária, que possui pelo menos R$ 1,5 bilhão em dívidas, a maior parte na mão de pequenos investidores

Termômetro da crise

Pedidos de auxílio-desemprego sobem 30 mil na semana nos EUA, a 778 mil

O total de pedidos da semana anterior foi ligeiramente revisado para cima, de 742 mil para 748 mil.

Número se manteve

PIB dos EUA sobe à taxa anualizada de 33,1% na 2ª leitura do 3º tri

A próxima leitura do BEA sobre o PIB americano será divulgada em 22 de dezembro, às 10h30 (de Brasília).

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies