Menu
O melhor do Seu Dinheiro
Ricardo Gozzi
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-21T08:22:59-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

Fim de ano é tempo de… previsões para o mercado financeiro: veja o que esperar do dólar em 2022

Daqui a um ano, a maioria das projeções provavelmente estará mais errada do que certa, principalmente quando formos olhar a taxa de câmbio, mas existem motivos para isso

21 de dezembro de 2021
8:22
Dólar real câmbio
Imagem: Shutterstock

Fim de ano é tempo de festa. Também pode ser tempo de reflexão, de introspecção, de esperança num futuro melhor e mais próspero.

É tempo para todos os gostos. De celebração do sucesso alcançado. Talvez de recomeço, quando alguma coisa não dá certo.

Tempo de promessas quase sempre sinceras, mas que poucos cumprem e tantos se esquecem depois de alguns dias.

O fim do ano costuma ser aquele momento no qual a maioria das pessoas para um pouquinho para pensar sobre o momento em que a vida se encontra.

Nos mercados financeiros, fim de ano é aquela época na qual os gestores tentam dar um retoque na carteira em meio às tentativas de projetar o que vai acontecer no ano seguinte.

Essas projeções, no entanto, nem sempre são feitas exclusivamente com a pretensão de acertar. Por trás das estimativas vigora a ideia de tranquilizar os agentes do mercado financeiro na busca por uma sensação - normalmente falsa - de controle.

Daqui a um ano, a maioria das projeções provavelmente estará mais errada do que certa, principalmente quando formos olhar a cotação do dólar.

Se na semana passada nosso oráculo Matheus Spiess lançou suas previsões para a bolsa em 2022, na coluna de hoje ele explica por que é tão difícil prever a taxa de câmbio e por que é necessário manter uma posição estrutural em moeda forte.

No fim, ele arrisca sua projeção para o dólar ao fim do ano que vem e explica por que pode ser que ela esteja correta - ou não. Vale a pena conferir.

O que você precisa saber hoje

ESQUENTA DOS MERCADOS
Bolsas buscam recuperação após tombo de segunda-feira; medo da ômicron segue no radar enquanto discussão do Orçamento para 2022 domina cenário local. Sem grandes indicadores pela frente, os investidores procuram no noticiário mais informações sobre a covid-19.

PEGADA INTERNACIONAL
Alpargatas (ALPA4) compra 49,9% da Rothy’s e coloca mais um pé no exterior — mas, para isso, vai emitir novas ações. A empresa brasileira vai gastar cerca de US$ 475 milhões na transação; a grife americana é conhecida por usar materiais sustentáveis na confecção de calçados, bolsas e acessórios.

DINHEIRO NA CONTA
Dividendos: Panvel (PNVL3) e Petz (PETZ3) distribuem R$ 30 milhões em JCP. Acionistas só verão a cor do dinheiro em 2022. Além disso, por se tratar de juro sobre capital próprio, as quantias anunciadas estarão sujeitas a tributação de 15% de imposto de renda na fonte.

MONEY TIMES
Justiça dá 24 horas para Itapemirim explicar suspensão de voos. A companhia foi notificada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e pode ser punida com base no Código de Defesa do Consumidor.

MONEY TIMES II
Senado aprova PL que regulamenta cobrança do ICMS em operações entre Estados. O texto altera a Lei Kandir e evita que consumidor final pague a diferença entre alíquotas estaduais do ICMS quando compra, por exemplo, uma passagem para viajar entre dois Estados.

AÇÕES PARA 2022
Cosan (CSAN3) é uma ação promissora para se valorizar no ano que vem. Entenda mais sobre essa previsão na análise dos participantes da Seleção Empiricus.

Boa leitura!

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

PRECAUÇÃO EXTRA

Cautela demais atrapalha os negócios? Não para o Bradesco (BBDC4): banco cria nova vice-presidência focada na gestão de riscos

A nova vertical abrangerá as áreas de compliance, conduta, ética e demais setores ligados à gestão de ameaças corporativas

FECHAMENTO DOS MERCADOS

Ibovespa ignora tensão pré-Fed e sobe mais de 2%, fechando no melhor nível desde outubro; dólar volta aos R$ 5,43

O dia tinha tudo para ser como ontem, mas o Ibovespa encontrou forças para voltar aos 110 mil pontos e recuperar as perdas da semana

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) sobe forte e apaga parte da queda brusca na semana; veja como operam as principais criptomoedas do mercado

Como outros ativos do risco, a moeda digital também foi afetada pelas tensões entre entre Ucrânia e Rússia nos últimos dias, mas encontrou fôlego para avançar hoje

INTERRUPÇÃO TEMPORÁRIA

Banco Central suspende sistema para consulta de dinheiro ‘esquecido’ em bancos; veja o que está por trás do bloqueio

O BC precisou interromper o funcionamento do sistema lançado ontem após enfrentar instabilidades geradas pelo grande volume de acessos

NOVA DEBANDADA?

Mais um técnico da área de Orçamento da Economia deixa cargo e expõe novo desgaste na equipe de Paulo Guedes

O movimento de saída é comum no último ano de governo, mas agora tem ocorrido mais cedo, ainda no primeiro mês de 2022

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies