Menu
2020-05-20T17:54:52-03:00
Estadão Conteúdo
ENERGIA

CCEE e Aneel liberam R$ 207,4 milhões para distribuidores e consumidores livres

O repasse foi autorizado pela Aneel com o objetivo de reforçar a liquidez do setor elétrico em meio ao cenário de pandemia do covid-19

20 de maio de 2020
10:36 - atualizado às 17:54
energia
Energia - Imagem: Shutterstock

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) informou ter operacionalizado na última semana o repasse a "agentes detentores de consumo" de R$ 207,4 milhões, relativo aos recursos financeiros disponíveis no fundo de reserva para alívio futuro de encargos. Desse total, 73%, ou R$ 150,97 milhões, foram pagos às distribuidoras do Sistema Interligado Nacional (SIN). E os demais R$ 56,4 milhões foram destinados a consumidores do mercado livre.

O repasse foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em despacho nº 986, publicado em 8 de abril de 2020, com o objetivo de reforçar a liquidez do setor elétrico em meio ao cenário de pandemia do covid-19. Na ocasião, a agência liberou a utilização de um total de R$ 2,02 bilhões, dos quais R$ 1,475 bilhão foram destinados às distribuidoras e os R$ 547 milhões restantes, ao mercado livre. A CCEE lembrou que está autorizada a realizar novos repasses durante o ano de 2020 quando houver saldo positivo no fundo de reserva para alívio futuro de encargos.

Conforme definido pela Aneel, o rateio é feito na mesma proporção do consumo de cada agente de mercado. O crédito operacionalizado agora foi feito utilizando o fator de participação no pagamento de Encargos de Energia de Reserva (Coner), apurado na contabilização de fevereiro de 2020. Esse fator considera o consumo líquido dos últimos 12 meses dos agentes, com defasagem de 2 meses, ou seja, o consumo líquido relativo aos meses de fevereiro de 2019 a janeiro de 2020.

A CCEE explicou que, no caso de agentes com histórico de consumo inferior ao período de 12 meses, foi apurado o consumo do período em que o agente participou da contabilização do Mercado de Curto Prazo (MCP). Agentes que aderiram ao mercado livre a partir de fevereiro de 2020 não possuem consumo na janela de apuração e, por isso, não fazem parte do rateio de recursos.

A Câmara de Comercialização também explicou que, na operacionalização do repasse, os agentes inadimplentes na liquidação do MCP referente a março de 2020, concluída no último dia 12, tiveram seus valores caucionados para abatimento dos débitos na próxima liquidação, sendo liberados agora apenas os recursos que superaram o valor da inadimplência existente.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Quem vai levar?

OCDE defende que leilão do 5G no Brasil garanta mercado competitivo

Governo Bolsonaro vem sofrendo pressão por parte dos Estados Unidos para vetar a participação da empresa chinesa Huawei do leilão de 5G.

Tesouro Nacional

Ajuste fiscal passa por reformas que aumentam produtividade, diz Bruno Funchal

O secretário participou na manhã desta segunda-feira do 10º Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público.

Melhor para o bolso

Aneel aprova queda de 6,4% em revisão tarifária extraordinária da Roraima Energia

Novas tarifas vigoram a partir de 1º de novembro. A empresa atende a 175 mil unidades consumidoras no Estado

apesar da crise...

Mercado de startups do Brasil caminha para ter melhor ano da história em 2020

O número de aportes realizados em novatas também já tem recorde histórico de 322 cheques, superando o melhor ano do setor com folga – em 2017, foram 263 investimentos

altas expectativas

Casa Branca: Negociações por novo pacote fiscal desaceleraram, mas não terminaram

Kudlow argumentou que, embora republicanos e democratas estejam mais perto de um acordo, ainda há divergências importantes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies