Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-27T07:55:17-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Plano pró-Brasil pegou mal

Brasil pode perder uma segunda década consecutiva de crescimento com medidas atuais, diz ex-BC

O ex-presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn disse em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que o governo deve assegurar que os recursos estão chegando aos mais necessitados e que não é o momento de grandes obras públicas

27 de abril de 2020
7:47 - atualizado às 7:55
Ilan-Goldfajn-BC-Nov 2018
Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn. - Imagem: Beto Nociti/BCB

O ex-presidente do Banco Central Ilan Goldfajn acredita que o Brasil pode perder uma segunda década de crescimento caso o governo siga o plano traçado até agora - com aumento dos planos de investimento em obras públicas enquanto deveria prestar socorro aos vulneráveis e a ampliação da tensão política em Brasília.

Na semana passada, o governo anunciou o programa Pró-Brasil, que prevê investimentos de até R$ 30 bilhões em 3 anos. O plano foi apelidado de 'Dilma 3' pela equipe econômica do governo, que não participou do lançamento da iniciativa e demonstra grande insatisfação da área.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Goldfajn disse que a medida não cabe dentro das possibilidades brasileiras no momento e que o governo de Jair Bolsonaro flerta com o voluntarismo.

Além disso, a defesa de algumas outras ideias, como a venda de reservas internacionais, destruiram avanços institucionais no país. Para o economista, sem as políticas corretas no momento de crise corremos o risco de transformar algo temporário em 'algo que passaremos décadas tentando resolver', já que o Brasil herdará uma dívida 'impagável', destruirá instituições e o teto de gastos.

"Já está claro que nossa dívida vai aumentar. Só que tem um detalhe: quem vai pagar no futuro somos nós mesmos, 95% da dívida é retido por nós. A classe média, que detém fundos, quem tem dinheiro no banco".

Ainda segundo o economista, o governo foi na direção correta ao anunciar medidas de proteção para setores mais vulneráveis e pequenas empresas. Agora, a preocupação deveria ser em assegurar que os recursos cheguem aos mais necessitados.

O ex-presidente do Banco Central também comentou as mudanças no comando de ministérios e a crise política que cresce em Brasília. Para Goldfajn, não há como isolar a economia da instabilidade institucional e uma possível troca na economia seria ruim, passando a percepção de falta de liderança. "Se além dessas crises se somam conflitos desnecessários, a economia vai sofrer".

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

dinheiro no caixa

Petrobras vende participação em companhias de energia por R$ 160 milhões

Estatal assinou contratos para a venda de suas participações de 20% na Termelétrica Potiguar (TEP) e de 40% na Companhia Energética Manauara (CEM) para a Global Participações Energia S.A. (GPE)

seu dinheiro na sua noite

Mais micro, menos macro: quando os balanços são o destaque na bolsa

Como investidores, sabemos que os mercados estão sujeitos às mudanças no cenário macroeconômico – e, no caso do Brasil e outros países emergentes, os pregões são particularmente suscetíveis também ao noticiário político. Mas, no fim do dia, a bolsa reflete o desempenho das companhias que ali são negociadas. Nas temporadas de balanços trimestrais, analistas e […]

cardápio do dia

Fleury, EcoRodovias e Localiza: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

Companhias registram forte aumento no lucro, confirmando tendência entre empresas do Ibovespa

Fechamento do dia

Bolsa, dólar e juros fecham o dia no vermelho, com balanços no radar e Wall Street em alta

Em movimento raro, bolsa, dólar e juros fecharam o dia no vermelho. É que enquanto o apetite por risco reinava no exterior, os balanços levaram o Ibovespa a um movimento de correção

Vídeos

Elon Musk volta a falar sobre Bitcoin – Confira as últimas notícias sobre o mercado de criptoativos com André Franco, analista da Empiricus

André Franco comenta sobre as principais notícias que estão movimentando esse mercado. Fique por dentro agora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies