Menu
2020-03-19T17:02:40-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Ajuste em horários

BC autoriza bancos a ajustarem horário de atendimento durante pandemia

Segundo o BC, é preferível que a sociedade recorra às agências bancárias para apenas realizar transações essenciais, como saque de dinheiro, pagamento de contas ou transferência de recursos

19 de março de 2020
17:02
Banco Central do Brasil
Banco Central do Brasil - Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) determinou nesta quinta-feira, 19, que os bancos ajustem seus horários de atendimento ao público nas agências enquanto durarem os efeitos da pandemia do novo coronavírus no País.

"O BC recomenda fortemente que os clientes de produtos e serviços bancários utilizem preferencialmente os diferentes canais digitais disponíveis, como internet banking e aplicativos para smartphones e, se necessário, recorram aos caixas eletrônicos", enfatizou a autoridade monetária, em nota.

Segundo o BC, é preferível que a sociedade recorra às agências bancárias para apenas realizar transações essenciais, como saque de dinheiro, pagamento de contas ou transferência de recursos.

"O BC, em conjunto com as instituições financeiras, está trabalhando em planos de contingência para facilitar que todos os serviços essenciais sejam prestados à sociedade", completa o documento.

A autoridade monetária determinou ainda que os bancos informem seus clientes sobre os novos horários de funcionamento das suas agências. Outras medidas emergenciais também devem ser tomadas para evitar aglomerações de pessoas, sempre assegurando a prestação de serviços essenciais.

Já o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), se antecipou ao BC e publicou ainda na noite de quarta-feira, 18, um decreto proibindo o atendimento ao público em todas as agências bancárias do Distrito Federal, o que vale para instituições públicas e privadas.

O decreto abre exceção para atendimentos diretamente ligados aos programas bancários "destinados a aliviar as consequências econômicas do novo coronavírus bem como os atendimentos de pessoas com doenças graves".

Santander

O Santander Brasil já decidiu suspender as atividades em algumas de suas agências nas regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro. Segundo o banco, a medida se deve ao maior número de casos de coronavírus nas duas cidades. No restante do País, o horário de funcionamento das agências será reduzido em duas horas, das 10h às 14h.

O Santander ainda vai adotar o escalonamento de acesso de clientes nas agências, em grupos de 10 a 20 pessoas por vez, conforme o tamanho da unidade. Isso para garantir uma distância mínima de um metro entre todos. As agências também poderão adotar um período exclusivo para atendimento a idosos, das 9h às 10h.

Ontem, o Santander já havia anunciado a antecipação do pagamento do 13º salário para seus funcionários, que será realizado em abril, e a disponibilização de uma linha de crédito para empresas que queiram fazer o mesmo.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Coronavírus no Brasil

Brasil tem 7.910 casos de coronavírus e 299 mortes

Índice de letalidade aumentou de 3,5% para 3,8%

Alívio na bolsa

Ibovespa fecha em alta; disparada do petróleo se sobrepõe à cautela com o coronavírus

O Ibovespa subiu mais de 1%, sustentado pelo bom desempenho das ações da Petrobras em meio à forte valorização das cotações do petróleo. O dólar à vista fechou em leve alta e cravou mais um recorde nominal

Proteção

Pandemia de coronavírus foi a ‘desculpa’ para mercados supervalorizados corrigirem, diz NCH Capital

Em sua carta mensal de março, gestora que vem se saindo bem diante da crise diz que seu modelo já via os mercados valorizados demais, o que a levou a proteger suas posições, embora muito mais cedo do que deveria

Comprando na crise

Investidor pessoa física entra com R$ 17,5 bilhões na bolsa em março

Quem vendeu a maior parte das ações para as pessoas físicas foram os investidores estrangeiros, cujo saldo na bolsa ficou negativo em R$ 24,2 bilhões em março

Por contra da crise

Bradesco antecipa 1ª parcela do 13º salário a funcionários por coronavírus

Bradesco vai antecipar para seus cerca de 100 mil funcionários o pagamento da primeira parcela do 13º salário; pagamento será feito em 29 de abril

Efeito coronavírus

Itaú Asset espera contração de 3,3% do PIB e vê Selic a 1,5% no fim de 2020

A taxa de câmbio esperada pelo Itaú Asset ao fim de 2020 é de R$ 4,85, mesma estimativa para 2021; inflação terminará ano em 2%, abaixo do centro da meta de 4%

AJUDA DO BILIONÁRIO

Bilionário Elon Musk vai enviar ventiladores pulmonares para hospitais, mas com uma condição

Fundador da Tesla e da SpaceX quer que os equipamentos sejam instalados e usados imediatamente para os pacientes, e não “guardados em um armazém”

Críticas

Presidente do BB tem de tratar de liquidez e não sobre isolamento, diz Maia

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia aproveitou a videoconferência que realizou hoje para criticar a postura do presidente do Banco do Brasil

Crescimento de ganhos

Lucro de companhias abertas sem Vale, Petrobras e Oi cresce 7% em 2019, diz estudo

Lucro cresceu 7,16% em 2019, passando de R$ 94,2 bilhões em 2018 para R$ 101 bilhões no ano passado, segundo levantamento da Economática

não está em diário oficial

Doze horas após Bolsonaro anunciar sanção de auxílio, MP ainda não foi publicada

Ajuda a trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores durante a pandemia do coronavírus ainda não tem validade

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements