Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-08-21T16:56:50-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
em recuperação

Banco Inter recomenda 8 FIIs para agosto; e-commerce ajuda galpões e shoppings puxam retomada

Carteira recomendada de fundos imobiliários do banco acumula queda de 13,9% em 2020

21 de agosto de 2020
16:49 - atualizado às 16:56
Prédios
Imagem: Shutterstock

O Banco Inter lançou nesta sexta-feira (21) a sua carteira recomendada de fundos imobiliários para o mês de agosto, citando a retomada dos shoppings centers e destacando o papel do e-commerce para os galpões.

A carteira, que acumula queda de 13,9% no ano, foi mantida em relação ao mês anterior. A instituição recomenda compra para oito fundos de investimentos imobiliários, dos quais cinco são de tijolo.

Em relatório, o banco reconheceu que a maioria desses fundos se recuperou em agosto, embora a retomada tenha se dado de forma heterogênea. Após punição severa em outros momentos da crise do coronavírus, até a quarta (19) o índice dos fundos de imóveis subiu 1,6% no mês — o fundo de títulos, por sua vez, teve avanço de 1,3%.

Os números permitem dizer que os ativos do setor têm andado descolados da bolsa. No mesmo período, o Ibovespa caiu 1,8%. Confira a cobertura completa de mercados do Seu Dinheiro.

Os fundos de tijolo recomendados são CSHG Real Estate FII (de lajes corporativas), o Hedge Brasil Shoppings FII e o Vinci Shopping Centers FII (de shoppings), o FII Log CP Inter e o XP Log FII (de galpões).

O valor de uma cota desses fundos varia de R$ 100 a R$ 208. No mês, até aqui o fundo de shoppings da Vinci foi o que mais subiu entre eles, com alta de 3,5%.

As outras recomendações são para fundos de fundos — Hedge TOP FOFII 3 FII e RBR Alpha Multiestratégia — e fundos de títulos e valores mobiliários — o Kinea Índice de Preços FII.

O preço de cota desses fundos varia de R$ 95,3 para R$ 113,6. Entre eles, o com melhor desempenho no mês é o primeiro citado, com avanço de quase 4%.

Diversificação com risco fiscal

O Inter aponta que os shopping centers vêm propiciando um alívio geral, já que o desempenho mais positivo do grupo após a reabertura do comércio gerou uma perspectiva de melhora para o desempenho dos fundos de tijolo como um todo.

No setor de galpões, o Inter menciona a performance do e-commerce, além da retomada da indústria, como fatores que vêm favorecendo o cenário para a categoria.

Segundo o banco, a variação no valor das cotas dos FIIs não altera a expectativa média de retorno deles, que permanece entre 5 e 6%.

"Considerando os juros reais de médio e longo prazo próximo de 3%, o dividend yield médio dos fundos imobiliários ainda apresenta um prêmio de risco adequado em relação aos juros dos títulos públicos", observa o Inter.

O relatório do banco também diz que a alocação em fundos imobiliários no longo prazo contribui para a diversificação da carteira, o que, em ambientes de deterioração das expectativas, é vantajoso ao investidor.

"O risco fiscal que aumentou nas últimas semanas ressalta a importância" dessa estratégia, afirma o Inter, principalmente ao se incluir na carteira ativos reais e corrigidos pela inflação, como os FIIs.

Tempos ainda difíceis

O pior já passou para fundos de agências bancárias, educação e hotéis. O que não quer dizer que a situação esteja boa.

Segundo o Inter, setores e ativos específicos desses segmentos ainda apresentam dificuldades em negociações, o que pode gerar vacância (taxa que indica a parcela de um empreendimento que está vaga) elevada por um tempo maior, afetando seus desempenhos.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Negócio fechado

Empiricus conclui processo de venda das empresas do grupo para o Banco BTG Pactual

O processo marca o início de uma nova fase na trajetória da Empiricus no mercado financeiro, segundo o CEO do grupo, Caio Mesquita

O melhor do Seu Dinheiro

O melhor do Seu Dinheiro: O leão da maldade contra o poupador guerreiro

Em um país habituado a ver o surgimento de reformas tributárias que só aumentam a fatura para a média da população, o PGBL surge como uma das melhores armas

A BOLSA HOJE

Esquenta dos mercados: PIB do terceiro trimestre e falas de Paulo Guedes devem dividir atenção da bolsa com ômicron nos EUA

As falas de dirigentes do Fed também são destaque hoje, com o mundo de olho na retirada de estímulos da economia norte-americana

Planeje-se!

Fuja do Paulo Guedes! Como pagar menos imposto para o governo e ainda aumentar a sua renda para a aposentadoria

Não fique à mercê das reformas do Ministério da Economia. Utilizada da maneira correta, previdência privada pode te ajudar a pagar menos imposto de renda e a não depender totalmente da Previdência Social

PROVENTO EM DÓLAR

Aura Minerals (AURA33) anuncia dividendos e programa de recompra de BDRs — veja o que muda para os acionistas

O pagamento chegará bem a tempo para o Natal dos investidores nacionais, mas para ter direito é preciso possuir os ativos em 9 de dezembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies