Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-08-21T08:36:38-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

Veto a reajuste de servidores públicos deve trazer alívio aos negócios; cautela predomina no exterior

Segundo o ministério da Economia, a manutenção do veto possibilita uma economia fiscal de R$ 121 bilhões a R$ 132 bilhões em 12 meses

21 de agosto de 2020
8:15 - atualizado às 8:36
Brasília
Imagem: Shutterstock

Depois da tensão dos últimos dias, a sexta-feira deve ser de alívio para os investidores locais, que observam de perto as decisões que podem deteriorar ainda mais a situação fiscal brasileira. A Câmara dos Deputados reverteu a decisão do Senado e manteve o veto presidencial a reajuste salarial de servidores públicos até 2021, possibilitando uma economia na ordem de R$ 120 bilhões aos cofres públicos.

No entanto, o exterior negativo pode impedir uma reação mais intensa. Lá fora, o destaque do dia é a divulgação dos indicadores de atividade (PMI) na Europa e nos Estados Unidos (10h45). Dados abaixo do esperado podem confirmar a previsão pessimista contida na ata do Federal Reserve e que trouxe cautela aos mercados nos últimos dias.

Veto mantido

Em sessão muito aguardada pelos investidores, a Câmara dos Deputados manteve na noite de ontem o veto do presidente Jair Bolsonaro a reajuste salarial dos funcionários públicos até 2021. Segundo o Ministério da Economia, a medida leva a uma economia fiscal de R$ 121 bilhões a R$ 132 bilhões em 12 meses.

Na Câmara, o placar foi 316 votoso a favor, 165 contra e duas abstenções. O veto havia sido derrubado no Senado.

Com a agenda de divulgações econômicas esvaziada, os investidores devem reverter a cautela que tomou conta dos negócios nos últimos dias.

Movidos pela expectativa

Enquanto aguardavam a decisão em Brasília, os investidores mostraram expectativa pela manutenção do veto, impulsionada pela declaração do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que disse trabalhar pela reversão da decisão tomada no Senado.

O Ibovespa fechou o dia com alta de 0,61%, aos 101.467,87 pontos.
Mesmo longe da máxima do dia, o dólar teve um dia de alta, subindo 0,40%, a R$ 5,5522. Para aliviar a pressão da moeda americana, o Banco Central interferiu no câmbio, com dois leilões que colocaram US$ 1,140 bilhão no mercado à vista.

De olho na vacina

O desempenho positivo das bolsas americanas durante a tarde impulsionou as bolsas asiáticas na madrugada, mesmo com o projeção mais pessimista para a retomada econômica na ata do Federal Reserve divulgada na quarta-feira (19).

Outro fator positivo que embalou os investidores foi a notícia que a Pfizer e BioNTech pode conseguir a aprovação regulatória da vacina contra covid-19 em outubro. A expectativa é que as empresas produzam 1,3 bilhão de doses até o fim de 2021.

Termômetro

A agenda do dia, mostrando os reflexos da pandemia na economia deve guiar os negócios das bolsas internacionais hoje.

Na Europa, o índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de agosto - industrial e de serviços - do Reino Unido, Alemanha e zona do euro mostram o ritmo da recuperação econômica.

Os números da zona do euro vieram abaixo do esperado - caindo de 54,9 em julho para 51,6 em agosto. No Reino Unido, a reação ao número foi positiva - o PMI composto chegou ao maior nível em 82 meses, subindo de 57 em julho para 60,3 em agosto. As vendas no varejo também supreenderam no país - com uma alta de 3,6% ante previsão de 1,4%.

O PMI dos Estados Unidos também é aguardado para hoje. Enquanto isso, as bolsas europeias operam de lado, com altas moderadas.

Em compasso de espera, os índices futuros em Nova York também operam no negativo. Os investidores também monitoram o impasse em torno de um novo pacote de estímulo à economia americana. Enquanto o governo defende estímulos na faixa de US$ 1 trilhão, a oposição briga pela cifra de US$ 2 bilhões.

Agenda

Após a divulgação dos PMIs da Alemanha, Reino Unido e zona do euro, o número dos Estados Unidos é esperado às 10h45. Os números de vendas de moradia usadas em julho também são esperados (11h).

No Brasil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participa de videoconferência com grupo de investidores.

Fique de olho

  • Irani autorizou pagamento de R$ 0,0159 em juros sobre capital próprio e R$ 0,0161 em dividendos intercalares.
  • A assembleia geral extraordinária da Smiles - convocada pelos sócios minoritários - rejeitou o pedido de inviabilizar os contratos com a Gol e o ressarcimento pelas despesas com a reorganização societária.
  • Lojas Renner aprovaram um aumento de capital social, passando para R$ 3,797 bilhões.
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Juros nas alturas

BC cumpre o prometido e Selic decola a 9,25%, maior patamar em quatro anos

Com a nova alta de 1,5 ponto concretizada hoje, a Selic saiu do patamar de 2% em janeiro e fecha o ano em 9,25%

CRYPTO NEWS

Guia prático para ter sucesso investindo em bitcoin e outras criptomoedas

Veja dicas das quais sempre me lembro durante os momentos mais complexos. Sugestão: anote-os em um caderno e os releia antes de abrir o site da corretora e decidir fazer uma operação

Dia da Marmota

Feitiço do tempo: Após Evergrande, China acorda com nova chance de calote da Kaisa; conheça a empresa

As negociações das ações do grupo chinês foram suspensas hoje em Hong Kong após o vencimento de um título de US$ 400 milhões

O poder do roxinho

Maior que o Itaú (ITUB4)? Nubank descobre hoje se será ou não o banco mais valioso da América Latina

O tamanho da abertura de capital será revelado hoje, com a definição do preço das ações no mercado norte-americano

GÁS NA TRAMITAÇÃO

Projeto de lei pode conter alta dos combustíveis, mas precisa ser aprovado ainda este ano, defende relator

A medida, que cria um programa de estabilização do valor do petróleo e derivados, foi a forma encontrada para amenizar a alta dos preços sem interferir na política da Petrobras

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies