Menu
2020-01-03T11:43:32-03:00
O que esperar dos mercados hoje

Tensão entre EUA e Irã faz preço do petróleo disparar e interrompe otimismo dos mercados

Bom humor durou pouco e escalada de tensão entre Estados Unidos e Irã durante a madrugada causa movimento de realização nos mercados

3 de janeiro de 2020
7:48 - atualizado às 11:43
Barril de petróleo e mapa mundi
Barril de petróleo e mapa mundi - Imagem: Shutterstock

Ontem o primeiro pregão do ano foi de recorde, tanto aqui como nos Estados Unidos, com direito a recorde triplo lá fora. Mas a sexta-feira tem tudo para ser mais difícil para os mercados mundiais.

O dia amanhece tenso com as notícias que chegam dos Estados Unidos e do Oriente Médio. O líder irainiano da Guarda Revolucionária Islâmica, Qassem Soleimani, foi morto durante um ataque feito pelos EUA ao aeroporto de Bagdá. Ele era um dos mais poderosos líderes do Irã.

Agora, o temor é pela retaliação do Irã ao país ocidental. Soleimani era um homem de grande influência na região e um dos principais cotados para suceder o atual presidente iraniano Hassan Rouhani.

Alguns especialistas já falam até mesmo em declaração de guerra e as chances elevadas de um conflito armado. Segundo o Pentágono, Soleimani estava por trás de planos para atacar diplomatas e militares americanos.

Respingando

E como toda crise que envolve o Oriente Médio, o preço do barril do Petróleo disparou mais de 4% durante a madrugada. Se seguir a tendência, a commodity pode chegar aos mesmos níveis de setembro do ano passado, quando um ataque destruiu grande parte da produção saudita.

A escalada da commodity estraga a festa das bolsas que seguiam em uma toada alucinante, refletindo o alívio da Guerra Comercial e o bom humor com os novos dados econômicos. Em um cenário de tensão e aversão ao risco, ativos como o ouro, o ienee e o franco suiço se destacam.

Ontem, o Ibovespa, por exemplo encerrou o dia em nova máxima histórica, aos 118,573,10, indo além das bolsas de Nova York, que fecharam o primeiro pregão do ano com recorde triplo na Dow Jones, S&P 500 e o Nasdaq.

Mas hoje a história amanhece diferente com recuo nos mercados. A tensão faz as bolsas da Europa abrirem em queda, após uma sessão mista na Ásia que já refletia as notícias. Nos Estados Unidos, os índices futuros amargavam quedas maiores que 1% por volta das 7h30.

Mas, enquanto os mercados se retraem, as petroleiras podem surfar em uma maré de alta. Pelo menos é o que adianta o mercado europeu.

Em Londres, as ações da British Petroleum estavam entre as maiores altas, avançando 1,87%.

Enquanto isso…

Nem mesmo a ata do Fed, que será divulgada hoje às 16h e é aguardada com entusiasmo parece capaz de amenizar o mau humor. Além disso dois diretores com direito a voto discursam: Lael Brainard e Robert Kaplan.

O ISM da atividade industrial americana também é divulgado hoje.

No radar

  • Mudanças no Santander: Conrado Engel deixou o conselho e José de Paiva Ferreira a vice-presidência
  • Itaú reduziu sua fatia na Cyrela para menos de 5% das ações ON, antes o total era de 5,39%
  • American Airlines negocia indenização com a Boeing pela parada de 24 aeronaves 737 Max.
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

é bra de casa

Bradesco fecha acordo com funcionários para regulamentar home office

O Bradesco fechou um acordo com seus funcionários para regulamentar o home office, algo que cresceu de forma obrigatória por conta da pandemia de covid-19, mas que valerá de forma permanente

sem apoio, sem emprego

United alerta para risco de corte de 16 mil empregos caso não tenha ajuda

Em carta endereçada ao secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, e a lideranças no Congresso americano, o CEO da United Airlines, Scott Kirby, alertou que a aérea poderá ter que cortar até 16 mil empregos caso o governo e o Legislativo não aprovem novo pacote de apoio financeiro ao setor

veja ao vivo!

Podcast Touros & Ursos: Onde investir após a ressaca de juros?

Overdose de decisões de política monetária movimentou a semana dos mercados. Onde pôr o dinheiro em um mundo de taxas reais negativas? Veja no nosso podcast ao vivo

diga lá, presidente

Agronegócio evitou que Brasil entrasse em colapso econômico, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a enaltecer a participação do agronegócio na manutenção da economia brasileira durante o período da pandemia da covid-19

Gênios bilionários

Seria Elon Musk o próximo Steve Jobs? Veja a resposta de Bill Gates

Fundador da Microsoft foi perguntado se o CEO da Tesla seria parecido com o fundador da Apple; ele respondeu apontando diferenças entre os executivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements