Menu
2020-09-22T09:05:20-03:00
Ricardo Gozzi
Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

21 de setembro de 2020
17:45 - atualizado às 9:05
riscoealivio (1)

Há dias nos mercados financeiros em que pouco resta a fazer a não ser esperar pelo inevitável, seja naqueles pregões nos quais o céu é o limite ou naqueles em que o fundo do poço parece equipado com um alçapão frio e úmido.

Hoje foi um dia assim. Mal a segunda-feira amanheceu chuvosa e nublada e já era possível antecipar que os principais índices de ações do planeta iriam levar um tombo. Não por causa da meteorologia, claro.

Considerando-se o clima azedo que prevaleceu durante todo o dia, o resultado final até que nem foi tão ruim na B3, mas pra bom também não serve.

O Ibovespa iniciou a semana em queda e o dólar subiu em relação ao real repercutindo principalmente a forte aversão ao risco observada nos mercados internacionais.

Tenebrosas transações

A revelação de que JPMorgan, Deutsche Bank, HSBC, Standard Chartered Bank e Bank of New York Mellon teriam movimentado mais de US$ 2 trilhões em operações sinalizadas como suspeitas pelos organismos de controle das próprias instituições financeiras, entre 1999 e 2017, abalou os mercados financeiros em escala global nesta segunda-feira.

As operações suspeitas denunciadas em reportagem do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos incluem lavagem de dinheiro e diversos outros crimes financeiros.

Apesar do impacto visto hoje nas ações do setor financeiro, analistas consideram que a denúncia não deve levar a um aperto regulatório no Brasil pelo fato de as medidas de combate à lavagem de dinheiro por aqui serem consideradas mais rigorosas do que em outros países.

Também causaram preocupação o novo aumento de casos do novo coronavírus na Europa e a notícia do falecimento da juíza federal norte-americana Ruth Bader Ginsberg.

O aumento dos casos de covid-19 na Europa teve impacto principalmente sobre as ações ligadas a viagens e turismo. Já os papéis relacionados com comércio eletrônico subiram em bloco diante da perspectiva de aumento de vendas em caso de novas medidas de restrição.

Enquanto isso, a vaga aberta na Suprema Corte dos EUA com a morte da magistrada tende a dar início a uma acirrada disputa pela nomeação restando apenas algumas semanas para as eleições presidenciais norte-americanas.

Com isso, as bolsas europeias fecharam em queda acentuada. Já os principais índices de ações de Wall Street encerraram no vermelho, mas longe das mínimas da sessão. O índice Dow Jones recuou 1,84%, o S&P-500 caiu 1,16% e o dólar oscilou 0,13% para baixo.

O Ibovespa, por sua vez, passou a sessão quase inteira disputando o nível de suporte de 96 mil pontos até terminar perto dos 97 mil. Na conclusão dos negócios, o principal índice do mercado brasileiro de ações recuava 1,32%, aos 96.990,72 pontos, também distante das mínimas do dia, mas no menor nível desde 3 de julho.

Confira a seguir as maiores altas e as maiores quedas do dia entre os componentes do Ibovespa

MAIORES ALTAS

  • B2W Digital ON (BTOW3) +4,01%
  • SulAmérica Unit (SULA11) +2,86%
  • Weg ON (WEGE3) +2,27%
  • Magalu ON (MGLU3) +1,77%
  • Braskem PN (BRKM5) +1,47%

MAIORES QUEDAS

  • Gol PN (GOLL4) -8,46%
  • Azul PN (AZUL4) -7,80%
  • Embraer ON (EMBR3) -4,79%
  • EcoRodovias ON (ECOR3) -4,54%
  • Iguatemi ON (IGTA3) -4,51%

Dólar e juro

Enquanto o Ibovespa caía, o dólar subia em relação ao real repercutindo a aversão ao risco vinda de fora.

O movimento fortaleceu a moeda norte-americana praticamente ante todas as divisas mais líquidas, mas passou a perder um pouco de força no meio da tarde desta segunda-feira.

Ao término da sessão, o dólar era cotado a R$ 5,4005, distante das máximas, registrando um avanço de 0,43% em relação ao fechamento anterior.

Já os contratos de juros futuros subiram acompanhando o dólar, especialmente nos trechos mais longos, mas encerraram perto das mínimas da sessão.

Confira as taxas negociadas de alguns dos principais contratos negociados na B3:

  • Janeiro/2022: de 2,970% para 3,000%;
  • Janeiro/2023: de 4,380% para 4,440%;
  • Janeiro/2025: de 6,300% para 6,400%;
  • Janeiro/2027: de 7,280% para 7,340%.

Agenda da semana inspira cautela

O noticiário negativo do dia somou-se a uma agenda que tem todos os ingredientes para inspirar cautela tanto no Brasil quanto no exterior no restante da semana.

Nos EUA, o presidente do Federal Reserve Bank (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, prestará testemunhos perante o Congresso dos EUA amanhã, na quarta e na quinta-feiras.

Por aqui, o Banco Central (BC) divulgará amanhã a ata da reunião do Comitê de Política Monetária realizada na semana passada. Na quinta-feira, o BC publicará seu Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que será seguido de uma entrevista coletiva do presidente da autoridade monetária brasileira, Roberto Campos Neto.

A agenda envolvendo o Fed e o BC coincide com um momento no qual a fé dos investidores nos banqueiros centrais está sendo testada em meio a temores de que os estímulos financeiros concedidos até agora não sejam suficientes para fazer frente à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Mais uma opção

Empresa protocola na Anvisa pedido para uso emergencial da Sputnik V

Neste domingo, Anvisa se reunirá para tratar de pedidos para uso de vacinas CoronaVac e a da AstraZeneca/Oxford

Seguro obrigatório

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela Caixa

Banco agora é o responsável pela gestão dos recursos do seguro e pelo pagamento das indenizações. A medida começa a valer a partir desta segunda-feira

Sinal verde

Bolsonaro não deve mais barrar a Huawei no leilão do 5G no Brasil

Segundo fontes do Palácio do Planalto e do setor de telecomunicações, o banimento da empresa chinesa provocaria um custo bilionário com a troca dos equipamentos

Impasse

Guedes monta operação ‘apara arestas’ para manter Brandão à frente do Banco do Brasil

Por enquanto, o presidente do BB está no “limbo” na avaliação de funcionários do próprio banco, sem uma manifestação pública do presidente e de Guedes

IPO

Espaçolaser pode arrecadar até R$ 3 bilhões em estreia na B3

Maior rede de clínicas de depilação do País lançou ontem sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies