Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-09-22T09:05:20-03:00
Ricardo Gozzi
Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

21 de setembro de 2020
17:45 - atualizado às 9:05
riscoealivio (1)

Há dias nos mercados financeiros em que pouco resta a fazer a não ser esperar pelo inevitável, seja naqueles pregões nos quais o céu é o limite ou naqueles em que o fundo do poço parece equipado com um alçapão frio e úmido.

Hoje foi um dia assim. Mal a segunda-feira amanheceu chuvosa e nublada e já era possível antecipar que os principais índices de ações do planeta iriam levar um tombo. Não por causa da meteorologia, claro.

Considerando-se o clima azedo que prevaleceu durante todo o dia, o resultado final até que nem foi tão ruim na B3, mas pra bom também não serve.

O Ibovespa iniciou a semana em queda e o dólar subiu em relação ao real repercutindo principalmente a forte aversão ao risco observada nos mercados internacionais.

Tenebrosas transações

A revelação de que JPMorgan, Deutsche Bank, HSBC, Standard Chartered Bank e Bank of New York Mellon teriam movimentado mais de US$ 2 trilhões em operações sinalizadas como suspeitas pelos organismos de controle das próprias instituições financeiras, entre 1999 e 2017, abalou os mercados financeiros em escala global nesta segunda-feira.

As operações suspeitas denunciadas em reportagem do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos incluem lavagem de dinheiro e diversos outros crimes financeiros.

Apesar do impacto visto hoje nas ações do setor financeiro, analistas consideram que a denúncia não deve levar a um aperto regulatório no Brasil pelo fato de as medidas de combate à lavagem de dinheiro por aqui serem consideradas mais rigorosas do que em outros países.

Também causaram preocupação o novo aumento de casos do novo coronavírus na Europa e a notícia do falecimento da juíza federal norte-americana Ruth Bader Ginsberg.

O aumento dos casos de covid-19 na Europa teve impacto principalmente sobre as ações ligadas a viagens e turismo. Já os papéis relacionados com comércio eletrônico subiram em bloco diante da perspectiva de aumento de vendas em caso de novas medidas de restrição.

Enquanto isso, a vaga aberta na Suprema Corte dos EUA com a morte da magistrada tende a dar início a uma acirrada disputa pela nomeação restando apenas algumas semanas para as eleições presidenciais norte-americanas.

Com isso, as bolsas europeias fecharam em queda acentuada. Já os principais índices de ações de Wall Street encerraram no vermelho, mas longe das mínimas da sessão. O índice Dow Jones recuou 1,84%, o S&P-500 caiu 1,16% e o dólar oscilou 0,13% para baixo.

O Ibovespa, por sua vez, passou a sessão quase inteira disputando o nível de suporte de 96 mil pontos até terminar perto dos 97 mil. Na conclusão dos negócios, o principal índice do mercado brasileiro de ações recuava 1,32%, aos 96.990,72 pontos, também distante das mínimas do dia, mas no menor nível desde 3 de julho.

Confira a seguir as maiores altas e as maiores quedas do dia entre os componentes do Ibovespa

MAIORES ALTAS

  • B2W Digital ON (BTOW3) +4,01%
  • SulAmérica Unit (SULA11) +2,86%
  • Weg ON (WEGE3) +2,27%
  • Magalu ON (MGLU3) +1,77%
  • Braskem PN (BRKM5) +1,47%

MAIORES QUEDAS

  • Gol PN (GOLL4) -8,46%
  • Azul PN (AZUL4) -7,80%
  • Embraer ON (EMBR3) -4,79%
  • EcoRodovias ON (ECOR3) -4,54%
  • Iguatemi ON (IGTA3) -4,51%

Dólar e juro

Enquanto o Ibovespa caía, o dólar subia em relação ao real repercutindo a aversão ao risco vinda de fora.

O movimento fortaleceu a moeda norte-americana praticamente ante todas as divisas mais líquidas, mas passou a perder um pouco de força no meio da tarde desta segunda-feira.

Ao término da sessão, o dólar era cotado a R$ 5,4005, distante das máximas, registrando um avanço de 0,43% em relação ao fechamento anterior.

Já os contratos de juros futuros subiram acompanhando o dólar, especialmente nos trechos mais longos, mas encerraram perto das mínimas da sessão.

Confira as taxas negociadas de alguns dos principais contratos negociados na B3:

  • Janeiro/2022: de 2,970% para 3,000%;
  • Janeiro/2023: de 4,380% para 4,440%;
  • Janeiro/2025: de 6,300% para 6,400%;
  • Janeiro/2027: de 7,280% para 7,340%.

Agenda da semana inspira cautela

O noticiário negativo do dia somou-se a uma agenda que tem todos os ingredientes para inspirar cautela tanto no Brasil quanto no exterior no restante da semana.

Nos EUA, o presidente do Federal Reserve Bank (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, prestará testemunhos perante o Congresso dos EUA amanhã, na quarta e na quinta-feiras.

Por aqui, o Banco Central (BC) divulgará amanhã a ata da reunião do Comitê de Política Monetária realizada na semana passada. Na quinta-feira, o BC publicará seu Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que será seguido de uma entrevista coletiva do presidente da autoridade monetária brasileira, Roberto Campos Neto.

A agenda envolvendo o Fed e o BC coincide com um momento no qual a fé dos investidores nos banqueiros centrais está sendo testada em meio a temores de que os estímulos financeiros concedidos até agora não sejam suficientes para fazer frente à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Ao Vivo

Apple apresenta novos modelos de MacBook Pro e Airpods; acompanhe o lançamento

Apresentado pelo CEO da companhia, Tim Cook, este é o segundo evento da empresa para lançamento de produtos neste ano

Benefício perto do fim

Sem substituto para o Bolsa Família, Bolsonaro afirma que definição sobre extensão do auxílio emergencial sai nesta semana

O presidente não revelou quantas serão as novas parcelas do benefício, mas afirmou que o valor já foi decidido pelo governo no último sábado

Movimentando o mercado

Fleury (FLRY3) compra Laboratório Marcelo Magalhães; saiba mais sobre aquisição, a segunda maior na história do grupo

O grupo pagará R$ 384,5 milhões pela empresa, que, com 64 anos de história, é referência em medicina diagnóstica no estado de Pernambuco

DIA DE ESTREIA

Getnet (GETT11) ganha vida própria e estreia na B3 com o pé direito; ações ordinárias e preferenciais disparam mais de 100%

As units (GETT11), papéis com maior liquidez, subiam cerca de 59,45%, cotadas a R$ 7,51. Como parte da cisão de SANB11, integrante do Ibovespa, as ações já integram o principal índice da bolsa brasileira

Venda de ativos

A Oi (OIBR3 e OIBR4) está mais perto da virada com um sinal verde do Cade

As ações da Oi (OIBR3 e OIBR4) sobem nesta manhã, reagindo ao sinal verde dado pelo Cade para a venda de parte da V.tal/InfraCo ao BTG

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies