Menu
2020-02-11T18:56:23-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Altas e baixas

Cosan, Vale, Itaú Unibanco e siderúrgicas: os destaques do Ibovespa nesta terça-feira

As ações ON da Cosan (CSAN3) subiram forte após o Credit Suisse elevar o preço-alvo para os papéis; Vale e Itaú também estiveram entre as principais altas do dia

11 de fevereiro de 2020
14:18 - atualizado às 18:56
Posto Shell, administrado pela Raízen, uma subsidiária da Cosan
Posto Shell, administrado pela Raízen, uma subsidiária da Cosan - Imagem: Shutterstock

O Ibovespa fechou em alta firme nesta terça-feira (11), avançando mais de 2% e recuperando o nível dos 115 mil pontos. E, em meio a esse otimismo, ações de algumas empresas se destacaram e apresentaram ganhos expressivos, entre elas Cosan, Vale e Itaú Unibanco.

Cosan ON (CSAN3), por exemplo, avançou 6,08% hoje, a R$ 83,70, e apareceu entre os maiores os ganhos do índice. Esse bom desempenho se deve a um relatório publicado mais cedo pelo Credit Suisse — o banco mostra-se otimista em relação aos resultados trimestrais da empresa.

No documento, assinado pelo analista Regis Cardoso, o Credit Suisse diz apostar num conjunto forte de números para a Cosan nos três últimos meses de 2019, impulsionado pelas margens mais fortes na Raízen Combustíveis — a subsidiária que opera os postos Shell no Brasil.

Por outro lado, o banco vê um resultado mais fraco na Comgás, outra subsidiária da Cosan. Essa fraqueza, no entanto, não será capaz de tirar o brilho do balanço: a instituição projeta um lucro líquido de R$ 2,2 bilhões para a empresa em 2019, alta de 33,4% em relação a 2018.

Considerando os potenciais bons resultados da Cosan no quarto trimestre de 2019 e as perspectivas positivas para 2020, o Credit Suisse elevou em 38% seu preço-alvo em 12 meses para as ações da companhia, de R$ 58,00 para R$ 80,00. A recomendação permaneceu neutra.

Assim, considerando o fechamento de segunda-feira (10), a R$ 78,90, o novo preço-alvo implica num potencial de ganho de 1,4%. Mas, com o forte desempenho de hoje, a cotação do papel já é superior à visão do banco.

A forte alta das ações da Cosan nesta terça-feira também impulsionou outros papéis do setor de distribuição de combustíveis. As ações ON da Ultrapar (UGPA3), empresa que opera a rede de postos Ipiranga, avançaram 4,85%, enquanto BR Distribuidora ON (BRDT3) teve alta de 4,70%.

Vale lembrar, ainda, que a Cosan reporta seus resultados trimestrais nesta sexta-feira (14), após o fechamento dos mercados.

De olho na China

A visão mais otimista do mercado em relação ao coronavírus mexeu diretamente com as ações de empresas que dependem do mercado chinês, como Vale e as siderúrgicas CSN, Gerdau e Usiminas. Nesse cenário, esses papéis subiram forte e ajudaram a puxar o Ibovespa para cima.

Todo o bom humor teve como origem declarações das autoridades de saúde de Pequim, afirmando que a doença deve chegar ao pico ainda neste mês, mas que, a partir de março, a disseminação deve começar a se estagnar e perder força.

Além disso, o governo de Pequim pediu que as indústrias mais relevantes retomem a produção — um sinal de que o país tenta evitar uma desaceleração mais intensa de sua economia em meio ao surto da doença.

Assim, com uma projeção mais animadora quanto ao futuro do coronavírus e a economia chinesa, os investidores mostraram-se menos avessos ao risco. Nesse cenário, o minério de ferro negociado no porto chinês de Qingdao — cotação que serve como referência para o mercado — fechou em alta de 4,89% hoje.

A valorização da commodity deu força à Vale ON (VALE3), que subiu 3,71%, e às siderúrgicas CSN ON (CSNA3), Gerdau PN (GGBR4) e Usiminas PNA (USIM5), com ganhos de 4,61%, 5,82% e 6,78%, nesta ordem.

Itaú confirma as expectativas

Itaú Unibanco PN (ITUB4) também apareceu entre as principais altas do dia, avançando 2,30%. O banco fechou o ano de 2019 com um lucro líquido recorrente de R$ 28,363 bilhões em 2019, alta de 10,2% em relação ao ano anterior, confirmando as expectativas do mercado.

A rentabilidade do Itaú segue elevada: ficou em 23,7%, acima do Bradesco e do Santander Brasil.

Os resultados do Itaú deram forças às demais ações do setor bancário: Bradesco ON (BBDC3) subiu 2,73%, Bradesco PN (BBDC4) avançou 0,88%, Banco do Brasil ON (BBAS3) teve alta de 4,50% e Santander Brasil units (SANB11) valorizou 0,33%.

Dentre os grandes bancos comerciais, o Banco do Brasil é o único que ainda não divulgou seu balanço. Os números serão reportados na quinta-feira (13), antes da abertura dos mercados.

Top 5

Veja abaixo as cinco ações de melhor desempenho do Ibovespa nesta terça-feira:

  • B2W ON (BTOW3): +7,34%
  • Usiminas PNA (USIM5): +6,78%
  • Natura ON (NATU3): +6,27%
  • Cosan ON (CSAN3): +6,08%
  • Via Varejo ON (VVAR3): +6,02%

Apenas duas ações do Ibovespa fecharam em baixa hoje: Cielo ON (CIEL3), com queda de 1,52%, e Carrefour Brasil ON (CRFB3), com perda de 0,45%

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O varejo ferve

Renner mira compra da Dafiti com recursos da oferta de ações

Varejista anunciou captação de até R$ 6,5 bilhões na bolsa e pode usar os recursos para fazer uma proposta pelo e-commerce de moda

Pouso forçado

Demanda por voos deve encerrar o ano em menos da metade do nível pré-pandemia

O prejuízo total das companhias aéreas em 2021 deve ficar entre US$ 47 bilhões e US$ 48 bilhões, de acordo com a ação Internacional de Transporte Aéreo (Iata)

Agora vai?

Governo vai reduzir valor de arrecadação por áreas “micadas” do pré-sal em novo leilão

A arrecadação que o governo pretende receber pela exploração de dois campos do pré-sal foi reduzida em R$ 25,5 bilhões; novo leilão deve acontecer em dezembro

Mercado de capitais

FGTS embolsa quase R$ 900 milhões com venda de ações da Alupar em oferta

O fundo que reúne o dinheiro dos trabalhadores com carteira assinada tinha uma participação de 12% no capital do grupo de geração e transmissão de energia

O melhor do Seu Dinheiro

Tiradentes e as bolhas financeiras, o balanço da Netflix e outros destaques do dia

Joaquim José da Silva Xavier percebeu que alguma coisa estava fora da ordem ali pelos idos de 1789. A extração de ouro estava em franco declínio, mas a Coroa portuguesa não parava de exigir o quinto sobre tudo o que saía das Minas Gerais. Mais ou menos na mesma época, ideias surgidas na Europa que pregavam […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies