Menu
2020-03-18T17:04:03-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Crise do coronavírus

À espera da decisão do BC, juros futuros disparam com alta do dólar

A aposta do mercado financeiro refletida na curva de juros é que o BC terá de aumentar a Selic em algum momento para fazer frente às pressões inflacionárias

18 de março de 2020
11:10 - atualizado às 17:04
Coronavírus mercados bolsa
Imagem: Shutterstock

No dia em que o Banco Central decide sobre a taxa básica de juros (Selic) com ampla expectativa de um corte de pelo menos 0,50 ponto percentual, no mercado de juros futuros as taxas são negociadas em forte alta.

Leia também:

A aposta do mercado financeiro refletida na chamada curva de juros é que o BC terá de aumentar a Selic em algum momento para fazer frente às pressões inflacionárias.

Em uma tentativa de aliviar a pressão no mercado, o Tesouro anunciou uma nova intervenção no mercado de títulos públicos nesta quarta-feira.

Confira a seguir as taxas dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) negociadas na B3 por volta das 16h45:

  • Janeiro/2021: de 3,66% para 4,00%;
  • Janeiro/2022: de 4,57% para 5,81%;
  • Janeiro/2025: de 6,72% para 7,82%;
  • Janeiro/2027: de 7,53% para 8,60%.

A expectativa de um corte mais agressivo nos juros hoje pelo Comitê de Política Monetária (Copom) para conter os impactos do coronavírus na economia levou a uma corrida ao dólar na manhã de hoje.

A disparada da moeda norte-americana também deve exercer pressão sobre os índices de inflação e podem eventualmente diminuir o poder de fogo do BC para estimular a economia via corte de juros. Esse movimento também ajuda a colocar os juros futuros sob pressão.

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) registrou alta de 0,99% na segunda prévia de março, após ter ficado estável (0,00%) na segunda prévia de fevereiro, de acordo com divulgados hoje pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com o resultado, o índice acumula elevação de 1,43% no ano de 2020 e alta de 6,54% em 12 meses.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

fica no cargo

Mandetta diz que fica no cargo e pede ‘paz’ para continuar trabalho

Segundo o ministro, uma reunião desta segunda-feira com o presidente Jair Bolsonaro e outros ministros trouxe mais “união” ao governo

na próxima semana

Senado adia votação da PEC do Orçamento de Guerra para dia 13

Texto sofre resistência por parte de alguns parlamentares e não houve acordo entre os líderes

Ganhando na contramão

Juros, dólar e investimento no exterior: os fundos multimercados que bateram o CDI em março

Um levantamento da consultoria Quantum feito a pedido do Seu Dinheiro mostra que 83 fundos conseguiram superar no mês passado o retorno de 0,34% do CDI, indicador de referência. Saiba como os gestores ganharam dinheiro no meio do furacão

C’est une révolte? Non, Sire, c’est une révolution: A melhor forma de se ter caixa

Como fica seu patrimônio diante de um aprofundamento de um quadro mais negativo? Se a situação mudou, como de fato aconteceu, as nossas carteiras devem mudar também.

IR 2020

Como declarar bitcoin e outras criptomoedas no imposto de renda

Criptoativos podem até não ser regulados, mas isso não quer dizer que seus entusiastas não precisem prestar contas ao Leão. A Receita, como era de se esperar, está de olho…

Recessão à vista

PIB do Brasil deve cair 0,7% em 2020 por coronavírus, diz S&P

S&P Global Ratings prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil deve sofrer contração de 0,7% neste ano, com risco de baixa, devido aos impactos econômicos da pandemia de coronavírus

Seu Dinheiro na sua noite

Balança mas não cai?

Caro leitor, Embora a pandemia global de coronavírus ainda esteja longe de ser debelada – pelo menos com os dados e tratamentos que temos até o momento – o mercado começou a semana menos pessimista. Itália, Espanha e o estado de Nova York – três localidades críticas de disseminação da doença – mostraram, no fim […]

Embraer cortada

S&P rebaixa rating da Embraer de BBB para BBB- e mantém nota em observação

S&P diz que, em resposta à pandemia de coronavírus, muitas companhias aéreas devem tentar atrasar novas entregas de aeronaves até pelo menos o fim do terceiro trimestre de 2020, o que deve pressionar o fluxo de caixa e as métricas de crédito da empresa.

Em meio à pandemia

Telefônica, dona da Vivo, parcela fatura de inadimplentes

A Telefônica Brasil, dona da marca Vivo, decidiu flexibilizar as condições de pagamento de seus clientes de telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura devido à crise do coronavírus

Não rolou

Clientes do Bradesco relatam instabilidade no aplicativo de internet banking

O aplicativo do Bradesco para pessoa física apresentou problemas na manhã desta segunda-feira, 6. Com o isolamento social, muitos clientes tiveram de fazer as transações via celular

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements