Menu
2019-06-21T19:04:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Não me deixe só...

Sem “plano B”, governadores do PSDB pedem manutenção de Estados e municípios na reforma da Previdência

Chefes do Executivo de SP, João Doria, do MS, Reinaldo Azambuja, e do RS, Eduardo Leite, fizeram uma reunião com o relator da reforma na Câmara, deputado Samuel Moreira

3 de junho de 2019
16:10 - atualizado às 19:04
João Doria
Imagem: Shutterstock

Os governadores do PSDB se reuniram nesta segunda-feira, 3, com o relator da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara, deputado Samuel Moreira, para pedir pela manutenção de Estados e municípios na reforma da Previdência.

Estiveram no almoço os chefes do Executivo de São Paulo, João Doria, do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, e do Rio Grade do Sul, Eduardo Leite, além do líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio.

Os governadores disseram que já estão articulando com suas bancadas estaduais na Câmara. "Estamos mobilizando nossas bancadas e vamos ajudar a mobilizar para que Previdência tenha impacto para Estados", disse Leite.

O governador de São Paulo emendou: "Não há o menor cabimento em destacar Estados e municípios da reforma da Previdência", disse. Azambuja pediu ainda que o líder do PSDB leve o posicionamento para o colégio de lideranças da Câmara.

Se o Congresso retirar os Estados da reforma da Previdência, os governadores teriam que votar leis próprias em suas respectivas assembleias, o que aumenta o desgaste político.

A preocupação dos partidos do centro é que, ao incluir os Estados na reforma, se desgastam com suas próprias bases enquanto governadores de oposição, que mantêm discurso contrário, manteriam seu capital político e, ao mesmo tempo, se beneficiariam fiscalmente com a aprovação das mudanças na Previdência estadual.

O governador do Rio Grande do Sul minimizou o desgaste político: "Capital político você tem que escolher onde vai colocar. Se lançam para os Estados a necessidade de fazer suas reformas, eu não tenho medo. Só que outras mudanças que eu poderia fazer vão ter que ser adiadas ou ignoradas porque teremos que investir capital político em reforma que já deveria estar resolvida em nível nacional".

Sem "plano B"

Os governadores disseram ainda que não contam com plano B para a não inclusão dos Estados e municípios no projeto.

"Não parto para nenhum plano B antes de esgotarmos o plano A", disse Leite, que completou afirmando que todos pagam a conta quando um único Estado "não faz o dever de casa". "Quando chama a União para socorrer, todos os brasileiros pagam a conta", disse.

Já Reinaldo Azambuja disse que os Estados podem, se ficarem de fora, aprovar um projeto em assembleia igualando as alíquotas da União, mas afirmou que é necessário ganhar tempo, diante da crise atual.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

balanço do dia

Covid-19: casos sobem para 15,5 milhões e mortes, para 432,6 mil

O total de vidas perdidas durante a pandemia subiu para 432.628. Entre ontem e hoje, foram registradas 2.211 novas mortes.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mudaram as estações, mas nada mudou na bolsa

Quem olha para o saldo do Ibovespa na semana pode achar que os últimos dias foram um marasmo. O índice, afinal, ficou praticamente estável — uma quase desprezível queda de 0,13%. “Mas eu sei que alguma coisa aconteceu / tá tudo assim, tão diferente”, já dizia a música. E é verdade: nada mudou na bolsa, […]

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies