Menu
2019-05-21T14:08:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Bateu o pé

Presidente da Comissão Especial reafirma calendário da reforma da Previdência e diz que relatório sai até dia 15

Prazo para apresentação de emendas, que encerraria nesta quinta-feira, 23, deve ser adiado para o dia 30

21 de maio de 2019
14:08
Marcelo Ramos (PR - AM)
Marcelo Ramos (PR - AM) - Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Após uma reunião com líderes de bancadas da Câmara, o presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência na Casa, Marcelo Ramos (PR-AM), garantiu a manutenção do calendário de tramitação da proposta no colegiado, com apresentação do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) até dia 15 de junho.

O prazo para apresentação de emendas, que encerraria nesta quinta-feira, 23, deve ser adiado para o dia 30, mas isso depende de uma decisão formal do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse Ramos.

A oposição conseguiu agendar um seminário sobre capitalização para o dia 4, após encerrado o prazo de audiências públicas no dia 30.

Ramos garantiu que isso não impacta no calendário. "O relator ainda vai ter que discutir com bancadas e setores, eu acredito que vamos ter tempo para debater e que não deve ser engessado", declarou o líder do PSOL na Câmara, Ivan Valente (SP).

Longe dos protestos

Ramos também afirmou que o Congresso vai blindar a reforma de eventuais impactos das manifestações em defesa do presidente da República, Jair Bolsonaro, no próximo domingo, 26, que também têm como alvo os parlamentares.

Além disso, o presidente do colegiado negou que a comissão formule um "novo texto" da reforma da Previdência, mas declarou que a proposta ficará com uma nova "caracterização" após o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). "(As manifestações) não (atrapalham) porque nós vamos isolar a reforma de qualquer ambiente de hostilidade, ela é do Brasil", disse.

Para ele, a fala do presidente Jair Bolsonaro de que a classe política é o problema do País pode atrapalhar o andamento da propostas, mas o Congresso garantiria a aprovação das mudanças.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Realização brusca?

Com uma alta de mais de 800% no ano, ações da Fertilizantes Heringer recuam 40% em um único dia

A companhia, que se encontra em recuperação judicial, já subiu mais de 800% só neste ano

Oscar do jornalismo

Victor Aguiar, repórter do Seu Dinheiro, é indicado ao prêmio Comunique-se; saiba como votar

O repórter Victor Aguiar, do Seu Dinheiro, é um dos dez indicados na categoria “Economia- mídia escrita” do prêmio Comunique-se

Nova rodada

Auxílio emergencial será prorrogado por mais três meses, afirma Guedes

O benefício será estendido até outubro nos mesmos valores atuais, com parcelas de R$ 150 a R$ 375 que contemplam cerca de 39 milhões de brasileiros

MERCADOS HOJE

De olho na vacinação, Ibovespa reduz alta e perde os 130 mil pontos, mas dólar segue em queda de 1%

Aceleração da vacinação é bem recebida pelo mercado, que aposta em uma recuperação econômica mais robusta

Ajudanda externa

Banco Centroamericano de Integração Econômica irá ajudar El Salvador a implementar bitcoin

Em entrevista coletiva, Mossi acrescentou que o banco também trabalhará com o ministério das finanças e o banco central de El Salvador para selecionar uma equipe para trabalhar na implementação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies