Menu
2019-04-04T15:57:25-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Será que vai?

Presidente da CCJ quer definir relator da Previdência ainda nesta semana

Ideia de Felipe Francischini é bater o martelo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o secretário da Previdência, Rogério Marinho

26 de março de 2019
17:51 - atualizado às 15:57
Felipe Francischini, presidente da CCJ
Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Felipe Francischini (PSL-PR), disse nesta terça-feira, 26, que deve indicar o relator da reforma da Previdência na comissão ainda nesta semana.

Ele disse que tentará realizar uma reunião ainda nesta terça com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, para bater o martelo sobre o nome. "Mas a questão da relatoria cabe a mim", enfatizou. "Um relator do PSL é uma das possibilidades", adiantou.

A CCJ aprovou nesta tarde um novo acordo para a ida de Guedes à comissão no dia 3 de abril - quarta-feira da próxima semana. Segundo Francischini, a justificativa de Guedes para não ir nesta terça ao Congresso porque ainda não há um relator designado "pegou mal".

"Pegou mal a nota redigida pelo Ministério da Economia, não foi a forma correta de fundamentação. Essa questão de não vir devido à falta de um relator não foi construída comigo", acrescentou o deputado. "Não há rusga nenhuma, não vou entrar em atrito com ninguém", completou.

O presidente da CCJ disse ainda que havia combinado em um almoço na última sexta-feira com Onyx que o relator da reforma na comissão seria escolhido nesta semana após "fatos políticos que tornassem o ambiente mais favorável", nas palavras dele. Francischini ainda cobrou do governo uma unidade maior de discurso em torno da defesa da reforma. "Algumas correntes do governo não estão alinhadas politicamente. Temos visto isso em entrevistas: uma pessoa diz algo e outra diz o contrário. É preciso haver uma uniformidade", completou.

Francischini criticou o que classificou de "falta de uniformização no discurso sobre a Previdência", tanto no governo quanto na base aliada no Congresso Nacional. "Há correntes no governo que não estão alinhadas no discurso da reforma", afirmou.

"Falta, para acabar com os atritos, ter uniformidade no posicionamento do governo", afirmou Francischini. Ele afirmou que deve ter entre esta terça e quarta-feira uma reunião com os ministros Paulo Guedes (Economia) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, para alinhar os ponteiros e definir o relator da reforma na comissão.

Apesar dos atritos, Francischini disse que "com uma construção básica" ainda é possível aprovar a reforma na Câmara no primeiro semestre deste ano. "O que atrapalhou muito foram os atritos na semana passada entre os Poderes e também (atritos) internos na Casa", disse.

Ele avaliou, porém, que é difícil, aprovar a proposta também no Senado ainda no primeiro semestre. Segundo o presidente da CCJ, o mais provável é que os senadores apreciem a matéria no início do segundo semestre.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

A chance do Pão de Açúcar de focar no seu negócio principal

Nessa nova experiência de home office que muitos de nós estamos vivendo, parcial ou integralmente, um dos desafios é conseguir manter o foco durante todo o expediente. Algumas pessoas dizem conseguir se concentrar muito melhor trabalhando de casa, onde é mais silencioso e confortável. Outras, como eu, encontraram bastante dificuldade para não procrastinar e acabar […]

Falta só a sanção

Câmara aprova prorrogação do prazo de entrega do Imposto de Renda até 31 de julho

Além de dar mais 90 dias de prazo, o texto também limitou o pagamento do imposto a, no máximo, seis parcelas

FECHAMENTO

Ibovespa engata segunda alta consecutiva, mas tempo segue fechado em Brasília

O Orçamento segue empacado e a situação fiscal preocupa, mas NY e as commodities vieram para salvar o dia e fazer o Ibovespa fechar a sessão no azul

Clássicos repaginados

Hasbro se une à plataforma de games Roblox para lançar novos produtos

A gigante dos brinquedos anunciou uma série de itens das linhas Nerf e Monopoly em parceria com a novata Roblox

Bom momento

Construtoras apresentam prévias operacionais fortes, apesar de restrições por causa da pandemia

Apesar dos lançamentos fracos, Cyrela viu crescimento nas vendas líquidas em comparação ao mesmo período do ano anterior; Direcional e Moura Dubeux bateram recordes de vendas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies