Menu
2019-04-04T14:17:28-03:00
Estadão Conteúdo
Pressão do Congresso

Mesmo com CCJ instalada, reforma não andará sem militares, diz líder do PSL

Declaração mira a promessa do governo de encaminhar a proposta de mudanças na aposentadoria dos militares até o próximo dia 20

7 de março de 2019
19:53 - atualizado às 14:17
Câmara dos Deputados
Líderes da Câmara esperam PEC dos militares para seguir com a reforma da Previdência - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), afirmou que a reforma da Previdência não vai andar na Casa antes de o governo encaminhar a proposta que mexe na aposentadoria dos militares. Mesmo com a instalação da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) na próxima semana, os líderes partidários não vão indicar os membros do colegiado até que o governo envie o projeto dos militares ao Congresso, destacou o parlamentar.

"O Rodrigo Maia [presidente da Câmara] e os líderes deixaram muito claro que o governo se equivocou ao não ter mandado as duas juntas. O Congresso não vai se debruçar sobre a PEC enquanto não chegar a dos militares", afirmou Waldir ao Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

O governo prometeu encaminhar a proposta dos militares até o próximo dia 20. Enquanto isso, líderes devem indicar ao presidente da Câmara pautas alternativas para tramitarem durante o período e evitar que a Casa fique completamente parada nas próximas duas semanas.

Maia agendou, de acordo com Waldir, uma reunião com líderes para a próxima terça-feira, 12, na residência da presidência da Câmara, onde serão discutidas propostas que possam ser votadas "sem muita polêmica" antes do início da tramitação da reforma da Previdência.

Presidência da CCJ

Internamente, quatro nomes do PSL disputam a presidência da CCJ - comissão responsável por avaliar a legalidade de propostas e o primeiro colegiado na Câmara a discutir a reforma da Previdência. Bia Kicis (DF), Felipe Franceschini (PR), Coronel Tadeu (SP) e Delegado Carlo Freitas (PSL) querem o cargo.

"Vamos buscar o diálogo entre eles com base na habilidade e experiência que cada um tem", afirmou o líder do partido sobre o critério de escolha.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies