Menu
2019-04-04T14:17:34-03:00
Estadão Conteúdo
Voto com o governo

MDB não descarta fechamento de questão a favor da Previdência

Antes de tomar uma decisão, líder do partido na Câmara afirmou que sua bancada fará uma série de debates com participação de economistas

19 de março de 2019
19:43 - atualizado às 14:17
baleia-rossi
Baleia Rossi, líder do MDB na Câmara - Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Apesar da resistência a pelo menos três pontos da reforma da Previdência, o MDB não descarta fechar questão para votar em bloco pela proposta, disse nesta terça-feira, 19, o líder do partido na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP). Após reunião com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, ele disse que a bancada fará uma série de debates com participação de economistas. "O MDB poderá ter uma decisão de bancada, mas só depois de uma profunda discussão", disse.

Assim como em outras bancadas, os principais focos de resistência do MDB foram as mudanças na aposentadoria rural e no benefício assistencial para idosos de baixa renda. "São dois pontos que dificultam muito a tramitação aqui na Casa", afirmou Baleia Rossi. Segundo ele, a sugestão da bancada será a retirada dos dispositivos que alteram essas regras.

Parlamentares do MDB também manifestaram resistência às regras propostas para a aposentadoria de professores, mas ainda não há proposta específica.

Segundo o líder do partido, Marinho fez uma defesa contundente da proposta enviada ao Congresso Nacional, mas deixou claro que o Parlamento é soberano. O secretário indicou ainda, segundo Baleia Rossi, que quaisquer sugestões deverão ser feitas quando a reforma estiver na comissão especial.

O texto precisa passar primeiro pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde terá sua admissibilidade apreciada pelos parlamentares.

Na saída da reunião, Marinho avaliou que a conversa com o MDB foi "produtiva" e que as dúvidas foram "normais". "Eles têm preocupação com rural, assistência e professores, mas sinto do MDB vontade de colaborar com o projeto", afirmou.

O secretário disse ainda que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem direito de opinar sobre qualquer projeto que chegue ao Parlamento. Mais cedo, Maia disse que vai criar uma comissão especial para analisar a proposta dos militares e afirmou que não há espaço para a discussão da chamada paridade (reajustes aos aposentados iguais aos da ativa) e é "difícil" garantir a integralidade (se aposentar com o último salário da ativa).

"Paridade não há mais quem defenda. Integralidade há ainda quem defenda. Temos que discutir todos os pontos para ver o que gera impacto fiscal positivo para os brasileiros", afirmou Maia.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

negócio em foco

BofA vê negócio entre Linx e Totvs com sinergias de R$ 3,8 bi

Acionistas da Linx receberiam diretamente 40% do valor das sinergias da fusão com Totvs, diz banco

seu dinheiro na sua noite

Vitória do Ibovespa (no segundo tempo)

“O time no segundo tempo ganhou de 2 a 1.” Foi assim que Fernando Diniz, o técnico do São Paulo, reagiu depois da derrota por 4 a 2 para a LDU no meio da semana e que praticamente eliminou a equipe da Libertadores. Diniz preferiu ignorar os 3 a 0 que o time levou na […]

Que modorra!

Bolsa passa por correção, mas zera perdas na reta final do pregão; dólar retoma alta

Principal índice de ações da B3 passou por correção e ignorou durante a maior parte do dia o impulso do setor de tecnologia à bolsa de Nova York

setor público

Reforma administrativa economiza R$ 400 bi até 2034, aponta estudo

Mesmo restringido a reforma apenas a novos servidores, o setor público poderia economizar pelo menos R$ 24,1 bilhões em 2024 com a aprovação das mudanças no seu RH, liberando o governo para investir mais em saúde, educação e segurança pública, segundo centro de estudos

retomada em pauta

Recuperação está longe de concluída, diz presidente do Fed do Kansas

Esther George fez a declaração durante discurso sobre os bancos comunitários, no qual enfatizou o papel destes para dar estabilidade na crise e apoiar a recuperação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements