Menu
2019-10-14T14:11:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Um toma lá dá cá

Joice Hasselmann cita ajustes na reforma da Previdência e projeta economia perto de R$ 1,1 trilhão

Deputada afirmou que o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, anunciará as alterações nesta segunda ou terça-feira

24 de junho de 2019
15:34 - atualizado às 14:11
Joice Hasselmann
Joice Hasselmann - Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), afirmou nesta segunda-feira, 24, que as mudanças previstas para o relatório da reforma da Previdência, que deve ser votado pela comissão especial da Câmara nesta semana, aumentarão em "alguns bilhões" a economia esperada para a proposta.

"Já houve um acréscimo de alguns bilhões à economia estimada no relatório apresentado em relação ao que será votado. Estamos com uma expectativa boa porque estamos muito perto de uma economia de R$ 1,1 trilhão", disse.

O valor mencionado pela deputada corresponde ao total que havia sido previsto pela equipe econômica do governo quando a reforma foi encaminhada para o Congresso.

Joice não deu detalhes das mudanças que serão apresentadas, mas adiantou que alguns pleitos de categorias policiais - como a pensão integral por morte - e o pagamento do Benefício de Prestação Continuada para pessoas portadoras de doenças raras foram contemplados.

A deputada afirmou que o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, anunciará as alterações nesta segunda ou terça-feira. Há a previsão de que ele conceda uma coletiva à imprensa no fim desta tarde.

Em relação à reinclusão dos Estados e municípios na reforma, a parlamentar explicou que isso só deverá acontecer na discussão em plenário e se os governadores conseguirem entregar os votos de suas bancadas. "Temos que pensar em Brasil, queremos que todos coloquem a sua digital na proposta", disse.

Questionada sobre se o governo já estima que tem votos suficientes para aprovar a reforma na Câmara, Hasselmann afirmou que não iria confirmar um placar. "Existe um mapeamento, não é de hoje, sobre os votos para a Previdência e atualizamos dia a dia, porque o Congresso Nacional tem o humor muito sensível e a gente pode ganhar ou perder votos numa movimentação pequena. Mas não vou cometer a ingenuidade de cravar os votos aqui. Estamos em busca de mais votos e queremos ainda aperfeiçoar o texto que será votado", disse.

"Queremos ter de 10% a 15% mais (votos) do que o que a gente precisa. Em sua maioria, os líderes estão de acordo com esse texto e isso ajuda demais. Estamos trabalhando com um número maior do que o necessário para ter volume para aprovar", acrescentou.

De acordo com a deputada, a expectativa é de que a reforma previdenciária possa ser analisada pelos deputados no plenário da Casa na primeira semana de julho para que, se houver necessidade, a votação seja concluída na segunda semana, antes do início do recesso parlamentar.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

NÃO COMPARECE BANANAS E MAÇÃS

Anomalias de um mercado em ebulição

Especulações sobre varejistas dominam o mercado e podem indicar futura bolha a frente: no final, a “mão forte” tende a vencer.

mercado de trabalho

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 99 mil na semana, a 1,314 milhão

O resultado surpreendeu analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 1,388 milhão de solicitações.

MERCADOS

Ibovespa volta aos 100 mil pontos, mas ‘felicidade’ dura pouco

O Ibovespa começou a quinta-feira (9) em alta e superou pela primeira vez a marca de 100 mil pontos desde que o coronavírus desembarcou no Brasil. Na máxima intradia, o índice atingiu 100.191 pontos. A última vez que ele ficou acima deste patamar foi em 6 de março deste ano. A onda de otimismo, no […]

REFORÇO DE CAIXA

IRB fará aumento de capital de até R$ 2,3 bilhões com garantias de Itaú e Bradesco

Segundo o comunicado, o Bradesco e Itaú, que são acionistas da empresa, se comprometeram a acompanhar o aumento de capital com investimento somado de, no mínimo, R$ 615 milhões.

AGRONEGÓCIO

Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta

o Brasil deverá colher um recorde de 247,4 milhões de toneladas de grãos na safra que se encerra neste ano, 2,5% acima de 2019, conforme o IBGE.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements