Menu
2019-04-04T14:00:13-03:00
Estadão Conteúdo
Pior resultado em 3 anos

Poupança tem saques líquidos de R$ 4,02 bilhões em fevereiro, diz BC

Saques registrados no mês passado ainda refletem a necessidade das pessoas de levantarem recursos para pagar despesas de começo de ano

8 de março de 2019
16:46 - atualizado às 14:00
contas
Contas de começo de ano são as principais responsáveis pelas saídas da poupança - Imagem: Shutterstock

Após os saques registrados em janeiro, os brasileiros voltaram a recorrer à caderneta de poupança para fechar as contas neste início de ano. Dados do Banco Central mostraram que, em fevereiro, R$ 4,021 bilhões líquidos saíram da poupança. Foi o segundo mês consecutivo de saques. Também foi o pior resultado para a caderneta em um mês de fevereiro desde 2016, quando R$ 6,639 bilhões saíram da poupança.

Os saques líquidos registrados no mês passado ainda refletem, em grande parte, a necessidade de recursos para pagar despesas como IPTU, IPVA, matrículas e materiais escolares. Foram R$ 186,017 bilhões em saques no mês passado, contra R$ 181,996 bilhões em depósitos.

Considerando os rendimentos de R$ 2,966 bilhões na poupança em fevereiro, o saldo global da caderneta chegou aos R$ 787,934 bilhões.

No acumulado de 2019 até o fim de fevereiro, as retiradas líquidas da poupança já somam R$ 15,253 bilhões. O montante é resultado de saques de R$ 391,922 bilhões contra depósitos de R$ 376,669 bilhões.

Recuperação

Em função da crise econômica, a caderneta registrou saídas líquidas em 2015 e 2016, mas iniciou um processo de recuperação no ano seguinte. Em 2018, em meio à relativa retomada do emprego e da renda, a poupança fechou o ano com captação líquida de R$ 38,260 bilhões.

Esta procura maior pela poupança no ano passado ocorreu apesar de a rentabilidade ser, atualmente, inferior ao visto em anos anteriores. Hoje a poupança é remunerada pela taxa referencial (TR), que está próxima de zero, mais 70% da Selic (a taxa básica de juros da economia). A Selic, por sua vez, está em 6,50% ao ano desde março de 2018.

Esta regra de remuneração da poupança vale sempre que a Selic estiver abaixo dos 8,50% ao ano. Quando estiver acima disso, a poupança é atualizada pela TR mais uma taxa fixa de 0,5% ao mês (6,17% ao ano). Esta remuneração, mais elevada, deixou de valer em setembro de 2017, quando a Selic passou para abaixo do nível de 8,50%.

Brasil

Apesar dos resultados positivos da caderneta em 2017 e 2018, os brasileiros ainda não têm o hábito de guardar dinheiro.

Dados do Banco Mundial mostram que, em 2017, apenas 32% dos brasileiros com mais de 15 anos de idade guardaram alguma quantia de dinheiro - seja na caderneta, seja em qualquer outra aplicação financeira. A média global é de 48% e nos países de alta renda o porcentual é de 73%.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

O melhor do Seu Dinheiro

A Pedra Filosofal do mercado financeiro e mais destaques da noite

O minério de ferro converteu-se na pedra filosofal dos mercados: tudo o que toca, vira ouro — como as ações da Vale e das siderúrgicas

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mercado Financeiro e a Pedra Filosofal

De certa maneira, o mercado financeiro está cheio de alquimistas: tentam transformar dinheiro em mais dinheiro. Ações, câmbio, títulos de renda fixa, fundos imobiliários — no fim, o objetivo dos investidores é multiplicar o patrimônio. O problema é que não há fórmula mágica. Nem sempre as poções funcionam; na verdade, é relativamente comum que o […]

FECHAMENTO

Commodities dão força extra e bolsa fecha o dia em alta firme enquanto NY fica no vermelho

Com o exterior negativo, restou ao setor de commodities e energia salvar o Ibovespa da cautela. O dólar à vista aproveitou e teve um dia de leve queda

Oferta de ações

Softbank deve participar do IPO da Dotz, dizem fontes

Mesmo com a participação do fundo japonês e da presença de dois investidores-âncora, a demanda pelas ações da Dotz no IPO ainda está apertada, segundo fontes

Alta nos preços chama atenção

Governo Biden ‘leva possibilidade de inflação muito a sério’, diz Casa Branca

A porta-voz do governo reforçou, no entanto, que a maioria dos analistas econômicos avalia que haverá um avanço temporário dos preços no país

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies